DEUS CHAMA ABRÃO E LHE FAZ PROMESSAS

1- Então o Senhor disse a Abrão: “Deixe a sua terra, os seus parentes e a casa de seu pai, e vá para a terra que eu lhe mostrar.

2- “Farei de você o pai de uma grande nação. Abençoarei você e tornarei seu nome famoso. E você será uma benção para muitos. 3- Abençoarei aqueles que abençoarem você. Amaldiçoarei aqueles que amaldiçoarem você. E por seu intermédio serão abençoados todos os povos da terra”.

4- Então Abrão partiu, como o Senhor lhe havia ordenado. E Ló também foi com ele. Abrão tinha 75 anos quando partiu de Harã. 5- Abrão levou sua mulher Sarai, seu sobrinho Ló, e todos os bens e escravos que tinha acumulado em Harã. Partiram para Canaã e chegaram. 6- Abrão percorreu a terra de Canaã e chegou perto de Siquém, onde acampou junto de um carvalho em Moré. Naquela época os cananeus habitavam aquela terra.

7- Então o Senhor apareceu a Abrão e disse: “Vou dar esta terra aos seus descendentes”. E Abrão construiu ali um altar para lembrar o aparecimento do Senhor. 8- Depois saiu daquele lugar e prosseguiu em direção à região montanhosa a leste de Betel e ali montou seu acampamento, ficando Betel a oeste e Ai a leste. Ali edificou um altar ao Senhor e orou a ele. 9- Mais tarde saiu dali e seguiu viagem, indo sempre em direção ao Neguebe.

ABRÃO DESCE AO EGITO

10- Naquela época houve uma fome terrível em toda a região, e Abrão desceu ao Egito, ficando algum tempo ali, pois a fome era grande. 11- Quando estava chegando ao Egito, Abrão disse a Sarai, sua mulher: “Você é muito bonita. 12- Quando os egípcios virem você, vão dizer: ‘Esta é a mulher dele. Vamos matar o marido e ficar com ela’. 13- Por isso, diga que é minha irmã, para que me tratem bem por sua causa e a minha vida seja poupada”.

14- Mal chegaram ao Egito, os egípcios repararam na grande beleza de Sarai. 15- Os homens da corte do Faraó viram Sarai e lhe falaram da beleza dela, e ela foi levada ao seu palácio. 16- O Faraó tratou bem a Abrão por causa dela, dando-lhe ovelhas e bois, jumentos, servos e servas, e camelos.

17- No entanto, o Senhor puniu o faraó e a sua casa com pragas terríveis, por causa de Sarai, mulher de Abrão. 18- Por isso o faraó mandou chamar Abrão e perguntou: “O que você fez comigo? Por que não disse que ela era sua mulher? 19- Porque disse que era a sua irmã? Foi por isso que tomei Sarai como esposa. Aqui está a sua mulher. Leve-a embora com você!” 20- Em seguida o faraó deu ordens para que providenciassem a partida de Abrão. Assim saíram Abrão e sua mulher com tudo o que possuíam.

ー REFLEXÃO E APRENDIZAGEM ー

Porque se fala Abrão e não Abraão, está errado? Não! – Este era o nome dele Abrão, nos próximos capítulos você descobrirá, porque ele passou a se chamar Abraão e o mesmo acontece com o nome da sua esposa Sarai que passou a se chamar Sara (Continue acompanhando nossa página e você descobrirá!).

Vemos em Abrão logo no início como sendo um homem obediente, onde ele iniciou sua caminhada pela fé, e sem questionar foi a caminho da terra que Deus iria lhe mostrar. Ao ser provado com a fome, Abrão não questionou a liderança de Deus ao enfrentar tal dificuldade e neste caso foi aprovado. Mas ainda assim Abrão era um homem (falho como todo ser humano). Você deve estar se perguntando Abrão mandou a esposa dizer que ela era sua irmã, só para poupar a vida dele, então ele mentiu? – Não! Sarai era realmente sua irmã “meia-irmã” por parte de pai, veremos isto mais pra frente em (Gênesis 20:12), neste caso Abrão “omitiu” parte da verdade, mas sua omissão não foi bem vista aos olhos de Deus, vemos que neste capítulo Deus salvou Abrão, mas porque Deus é misericordioso e tinha uma obra para cumprir na vida de Abrão, este fato não significa que Deus tenha o apoiado em sua omissão, Deus ali estava testando sua fé, mas ele procurou agir do seu modo, Deus o teria salvado também se ele tivesse deixado claro que Sarai era sua esposa.

Nos dias atuais não é diferente ver a omissão com vendedores, negociantes e outras atividades de publicidade, que na medida do possível estão omitindo dados para ganhar mercado ou posições em suas funções. Omitir, mentir ou falar somente uma meia-verdade pode comprometer toda a sua caminhada de fé. Embora alguns sejam reconhecidos como homens de Deus, eles são falhos também (Todo ser humano é falho) somos responsáveis pelo nosso próprio pecado. Deus o abençoou apesar do pecado, mas para cada desobediência tem um aperto, tanto espiritual como físico, você entenderá melhor na medida em que avançarmos sobre a história de Abrão.

A sua outra dúvida é: “Como assim Abrão era casado com sua irmã, se isso era pecado?” Resposta: Abrão casou-se com a sua meia-irmã antes de Deus dar a Israel às leis contra união entre parentes tão chegados. Na época de Abrão, Deus ainda não havia escrito as Leis, quando as Leis foram escritas, Abrão já não existia entre os vivos, sem lei não há crime! Você entenderá melhor sobre estas leis quando chegarmos ao livro de Levíticos – Veja: “Se um homem tomar por mulher sua irmã, filha de seu pai ou de sua mãe, e tiver relações sexuais com ela, pratica uma coisa muito vergonhosa. Eles serão eliminados na presença do povo de Israel. Esse homem desonrou sua irmã e sofrerá o castigo da sua maldade”. (Levítico 20:17)

Devido às leis ainda não existirem vemos, por exemplo, Caim e seus irmãos e irmãs que após estas uniões não sofreram deficiências físicas ou outros casos graves como em união deste tipo nos dias atuais. E até mesmo o fiel servo de Deus, Abrão, casando-se com Sara sua “meia-irmã”, observamos que Deus não recriminou isto. E até esta lei ser criada passaram-se ai por volta de 450 anos mais ou menos até que Deus achou apropriado fornecer à sua nação de Israel um conjunto de leis que proibiam o incesto. Veremos isto em (Levíticos 18:8,17) – O que foi testado foi a fé de Abrão e não segundo as Leis que só existiram depois de muitos séculos nos tempos dos descendentes de Abrão.

Vamos a alguns pontos de reflexão: (1) Vejam que quando Deus te escolhe ninguém te amaldiçoa! (2) Abrão tinha idade avançada quando Deus lhe deu grande fôlego para uma missão a caminho de uma terra ainda desconhecida por ele. (3) Após Deus falar com Abrão e falar da sua promessa, vemos o culto espontâneo na vida do servo de Deus. (4) Vemos as dificuldades da fome enfrentadas pelo servo, sem ele ficar murmurando, reclamando com Deus, ele não desistiu ele continuou pela fé sua caminhada. (5) Notamos que nossas decisões podem atingir negativamente á terceiros (Faraó). Porém vemos o quanto Deus abomina àqueles que desejam tomar para si homem ou mulher casados, e assim como faraó muitos hoje por agirem assim, está com sua casa (vida) material e espiritual literalmente cheia de pragas!

Abrão nos faz perceber que mesmo eu, você, tendo fé, não somos super-homens inatingíveis em sua humanidade. Somos pessoas potencialmente capazes de grandes feitos quando abençoados por Deus, mas também passíveis de erros.

Deus abençoe a todos vós!

  • Se você gostou, ajude a divulgar nossa página curtindo e compartilhando no Facebook:Metamorfose Cristã
Anúncios