MAS DEUS SE LEMBROU

1- Então Deus atentou para Noé e todos os animais selvagens e domésticos que estavam com ele na embarcação. Fez soprar um forte vento sobre a terra, e as águas começaram a baixar.

2- As fontes do abismo e as comportas do céu se fecharam, e a chuva torrencial parou. 3- As águas começaram a baixar gradualmente sobre a terra. Passados cento e cinquenta dias, as águas tinham diminuído, 4- e no décimo sétimo dia do sétimo mês, a embarcação tocou no alto das montanhas de Ararate. 5- As águas continuaram baixando, até que no primeiro dia do décimo mês apareceram os cumes das montanhas.

6- Ao fim de mais quarenta dias, Noé abriu a janela que tinha feito na embarcação, 7- e soltou um corvo que ficava voando de um lado para outro. 8- Depois soltou uma pomba para ver se já havia alguma parte seca. 9- Mas a pomba não encontrou um lugar onde pousar e voltou para a embarcação porque as águas ainda cobriam toda a terra. Noé estendeu a mão e tomou-a de volta para dentro da embarcação. 10- Noé esperou sete dias e soltou novamente a pomba. 11- Ao cair da tarde, quando a pomba voltou, ela trouxe no bico uma folha nova de oliveira. Noé concluiu então que as águas tinham diminuído sobre a terra. 12- Ele deixou passar mais sete dias e soltou novamente a pomba, mas desta vez ela não voltou. 13- Passaram-se ainda vinte e nove dias depois disso, e quando Noé completou 601 anos de idade, secaram-se ás águas na terra. Noé então levantou a cobertura da embarcação e verificou que as águas tinham descido totalmente. 14- Ao fim de mais oito semanas, no dia 27 do segundo mês do ano 601 de Noé, a terra estava completamente seca.

15- Então Deus disse a Noé: 16- “Saia da embarcação, você e sua mulher, seus filhos e as suas noras. 17- Deixe sair igualmente todos os animais que estão com você: as aves, os animais grandes e os pequenos que rastejam sobre o chão. Faça-os sair, de modo que se espalhem por toda a terra, se reproduzam e se multipliquem”.

18- Então Noé, seus filhos, sua mulher e suas noras saíram da embarcação. 19- Saíram também todos os animais grandes e os pequenos que rastejam sobre o chão e todas as aves. Todos os seres vivos que estavam na embarcação saíram em grupos, segundo as diferentes espécies.

20- Noé construiu um altar, tomou alguns animais e aves aceitáveis (Limpos ) a Deus e ofereceu-os como sacrifício, queimando-os sobre o altar (). 21- O Senhor ficou satisfeito com esse sacrifício e disse a si mesmo: “Nunca mais voltarei a amaldiçoar a terra por causa dos seres humanos, ainda que a inclinação dos seus corações seja sempre para o mal desde a infância. E nunca mais destruirei todos os seres viventes como fiz.

22- Enquanto durar a terra, sempre haverá semeaduras e colheitas, frio e calor, inverno e verão, dia e noite”.

ー REFLEXÃO E APRENDIZAGEM ー

(*) – Ops! Como Assim, Noé sacrificou animais após o dilúvio? (Isto é o que você deve estar se perguntando neste momento). Bom! Para entendermos esta parte é necessário voltar ao capítulo 7 de Gênesis, mais precisamente em (Gênesis 7:2) “Leve para dentro da embarcação SETE CASAIS DE CADA ESPÉCIE DE ANIMAL PURO, MACHO E FÊMEA, e um casal de cada espécie de animal impuro, macho e fêmea”. Observem que não era só um casal de cada espécie e sim SETE (7) pares de cada espécie de animais puros, e apenas um par de cada espécie de animais impuros. Veja na sua bíblia com linguagem mais antiga…”De todo animal limpo, tomarás para ti SETE e SETE, macho e fêmea: mas, dos animais que não são limpos, dois, o macho e a sua fêmea.” Os animais limpos (aceitáveis, puros), porém, não foram preservados exclusivamente para fins de reprodução (Gênesis 8:20) – Agora podemos entender o propósito para os sete animais limpos. Estes animais limpos, foram conservados para serem oferecidos como sacrifício á Deus (Deus já havia pensado no sacrifício que seria oferecido por Noé) – Então por ter disponível o sétimo exemplar de cada uma das espécies limpas, Noé dispunha de animais para sacrifícios, sobrando três casais para a reprodução de sua respectiva espécie na Terra.

(*) Agora o seu segundo ponto de interrogação é o que são os animais e aves aceitáveis/limpos/puros (?) – Na medida em que formos lendo os textos, você compreenderá melhor o que e quais são exatamente estes animais impuros e puros (Será falado em Levíticos). Porém para melhor compreensão segue uma básica explicação: Animais impuros/limpos/aceitáveis são os animais que Deus determinou para o povo de Israel se alimentar e estes também seriam escolhidos para serem feitos sacrifícios a Deus, e os animais considerados impuros são animais que Deus não aceitava em sacrifício e nem o povo poderia comer.

Notem que Deus determinou que “não haverá mais dilúvio para destruir a terra”. Observe que Ele não disse isso por causa dos sacrifícios. Deus reconheceu que a natureza rebelde e o coração do homem continua o mesmo em todas as épocas. E somente a salvação em Cristo pode mudar a natureza do homem (Arrependimento sincero e de coração). A promessa de Deus permite que o mundo continue a existir, enquanto o propósito da graça (misericórdia) é realizado. Após o dilúvio tivemos uma nova oportunidade, uma nova aliança foi feita, um recomeço, mais uma chance para o homem que ainda contínua com sua natureza “Humana”.

Sabemos que um dia, este mundo será destruído pelo fogo. Até que isso ocorra, não haverá nenhum julgamento universal, como no caso do dilúvio, atualmente cada um busca por sua própria Salvação. Deus não desistiu de nós, mesmo conhecendo nossos defeitos.

Deus Abençoe á todos! (ATÉ O CAPITULO 9)

 

  • Se você gostou, ajude a divulgar nossa página curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã
Anúncios