Qual o real sentido da palavra SUBMISSÃO da mulher ao marido na Bíblia?

Muitas pessoas falam da Bíblia sem conhecer ela toda (Por isso se faz necessário ler a Bíblia), isso evitará que se tenha uma formação de opinião generalizada, tendo como base de fundamento apenas uma única palavra! – Evitará também tirar conclusões por opiniões e comentários dos outros. Não pense, por exemplo, que essa tal “submissão”, seja algo machista que algum homem colocou na Bíblia.

Quando se faz uma leitura bíblica é preciso saber que estamos falando de outros povos com outras culturas e com uma LINGUAGEM diferente da NOSSA!

É preciso entender que o significado da tradução diretamente do hebraico para o português muitas vezes não tem a palavra que expressa na mesma força a palavra de outra língua, isso é comum acontecer em muitos idiomas.

Na língua hebraica a palavra auxiliadora não significa subordinação. O Antigo Testamento usa essa mesma palavra em mais de 15 outras vezes para designar o próprio Deus como o nosso auxiliador e libertador (Salmo 70:5).

Leia o trecho desse texto do livro “O Valor da Mulher”, ele explica de forma clara como é a tradução exata do sentido em Hebraico:

20200127_08300920200127_083035

SUBMISSÃO não é subserviência (Pessoa que vive a obedecer regras/ordens de forma humilhante)

SUB + MISSÃO = ESTAR ABAIXO DE MISSÃO, ALGO A SER REALIZADO, PROPÓSITO.

O marido tem a MISSÃO de ser o cabeça do lar e a mulher de ser o coração e estar SOB a MISSÃO junto do seu marido de ambos lutarem e sustentarem sua família. Logo estão em MISSÃO JUNTOS!

A submissão bíblica da mulher nada tem a ver com inferioridade, humilhação ou escravidão e muito menos com o homem ser o “bam-bam-bam” no relacionamento, tratando sua esposa como um objeto. A Bíblia fala sim que a mulher tem que servir o homem, mas submissão como forma de respeito e amor, a mulher não é pra ser escrava como muitos pensão devido á palavra “submissão”, Deus fez a mulher porque sabia que o homem precisava de uma companheira e assim Ele fez para Adão uma AUXILIADORA. “Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma “AUXILIADORA” que lhe seja idônea”. (Gênesis 2.18:) – (Idônea, significa: Próprio para alguma coisa; conveniente, adequado, que tem condições para desempenhar certos cargos ou realizar certas obras). Para fazer a mulher, Deus não tirou parte da cabeça de Adão (Para a mulher ser superior), nem dos pés (Para a mulher ser inferior), mas da costela, para que o homem e a mulher andassem “LADO A LADO”. Juntos um completa o outro, o homem tem a visão de líder do casal, porém ambos é uma só carne após o casamento. Isso significa cooperar mutuamente, cada um em seu papel para um bem comum, que é a edificação do lar e de cada um em amor.

No princípio, Deus criou o homem e a mulher à Sua imagem e semelhança “Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou” (Gênesis 1:27). A mulher foi criada como companheira do homem, alguém que o entendia e lhe podia corresponder. Esse tipo de amor e entre-ajuda somente acontece quando há respeito dos dois lados. Rebaixar a mulher para uma posição de servidão, ridículo ou desprezo é um afastamento do plano de Deus.

A orientação do Senhor a respeito da submissão da mulher ao marido está registrada em vários versículos na Bíblia (1Pe 3.1; 1 Pe 3.5; Cl 3.18; Ef 5.22; Ef 5.24). Vou destacar aqui esse verso: “Como, porém, a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo submissas ao seu marido.” (Efésios 5.24)

O marido, tal qual como Cristo diante de Sua igreja, deve ser o líder do lar. Deve ser amável, atencioso, respeitoso, abençoador, protetor, sustentador, aconselhador, etc, com sua submissa esposa. Essa é a missão que Deus deu ao homem dentro de seu lar, esse é o seu lugar. Qualquer atitude violenta ou não amorosa não cabe aqui. A Bíblia diz aos maridos: “Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela.” (Efésios 5:25)

A esposa deve ser auxiliadora do homem, deve ser amiga, parceira, companheira, é aquela que caminha lado a lado, que “corre junto”, que o apoia em todos os momentos, ser amorosa, cooperando com a liderança. Lembrando que esse fato não faz da esposa maior nem menor que seu marido, pois ambos foram feitos à imagem e semelhança de Deus (Gn 1.27)

É preciso entender adequadamente o real conceito dessa submissão, esta palavra apenas define limites, Cristo é o cabeça da igreja, Ele nos ama e nos supre com sua própria vida e nós simplesmente o amamos e respeitamos seu “encabeçamento”.

A SUBMISSÃO, UMA MISSÃO HONROSA!

Veja a igreja que é submissa a Cristo, e se sente honrada por servi-lo e ali todo o corpo de cristo, ou seja, todos os membros cooperam para o seu bom funcionamento. A igreja é a NOIVA a ESPOSA de Cristo!

No casamento isso não é diferente. Submissão é uma missão sob a missão do marido, ou seja, uma missão compartilhada.

A comparação feita entre a submissão da igreja a Cristo e a submissão da mulher ao marido é perfeita para explicar o que realmente significa essa submissão.

Porventura, seria algo ruim, como igreja, estarmos submissos a Cristo? Não nos sentimos protegidos Nele? Não sentimos prazer em fazer a Sua boa e perfeita vontade, em cooperar com Sua missão? Não confiamos na ação Dele e fazemos de tudo para agrada-Lo? Ele não é a nossa direção, nosso líder maior, nosso exemplo? Servir a Cristo não é uma das melhores satisfações que a Sua igreja pode viver? Não é uma bênção, ainda que possa haver tribulações envolvidas?

Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela? Esse é o segredo da submissão bem sucedida!

“Assim também os maridos devem amar a sua mulher como ao próprio corpo. Quem ama a esposa a si mesmo se ama.” (Efésios 5:28) – Aos maridos cabe “amar suas esposas como Cristo amou a igreja” (Efésios 5:25). Nenhum homem ou mulher pode pensar que está servindo corretamente a Deus enquanto disputam lideranças e se faltam com respeito.

Ser submissa é muito diferente de ser escrava! A palavra submissão desperta em muitas mulheres nojo e repugnância, entendem que ser submissa significa ser inferior, mas ser submissa para a mulher cristã significa ser união, parceria, companheirismo. As mulheres têm papel importante na sociedade e na Obra também, mas é importante que saibam qual é esse papel para que possam desenvolver suas atividades com a benção do Senhor. E a nós mulheres, além de amar nossos maridos, cabe aceitar a Palavra de Deus e orar para que a Graça de Cristo habitando em nosso coração nos torne mulheres segundo a vontade de Deus para a honra e glória do Seu Nome.

“Todavia, nem o homem é sem a mulher, nem a mulher sem o homem, no SENHOR. Porque, como a mulher provém do homem, assim também o homem provém da mulher, mas tudo vem de Deus.” (I Co 11:12)

A submissão bíblica é um sinal de igualdade e é baseado no amor.

Devemos ser submissos onde precisarem de nós “em uma submissão voluntária” ao bem de alguma causa ou do próximo.

“Sujeitando-vos uns aos outros no temor (respeito) de Cristo.” (Efésios 5:21)

Na submissão deixamos a arrogância e a superioridade pra trás, porque o objetivo é ajudar em amor e o amor vence até a soberba e a arrogância.

Submissão é diferente de INFERIORIDADE!

“Esposas, sede submissas ao próprio marido, como convém no Senhor. Maridos, amai vossa esposa e não a trateis com amargura.” (Colossenses 3:18,19)

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

Deus Abençoe á Todos!