Ter uma mente cauterizada significa ter uma “mente morta” e fechada; insensível (Em grego – significa “queimar a ferro em brasa”). O termo cauterização está diretamente ligado á cicatrização. Cauterização mental é a falta de consciência e arrependimento. Faz-nos racionar que, coisas queimadas ficam mortas e perde a sensibilidade.

cauterizada-2

Assim como um ferro de marcar que danifica a pele a ponto de fazê-la perder o tato, a prática deliberada e persistente do pecado pode tornar a consciência insensível. “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão (Abandonarão a fé) alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo “cauterizada” a sua própria consciência”. (1 Tm 4:1,2)

Uma mente cauterizada é aquela que perdeu sua função, ou seja, a capacidade de raciocinar espiritualmente, está não consegue mais discernir o que é certo e o que é errado. Para os seres humanos, ter a consciência cauterizada é resultado do pecado constante, onde de tanto pecar, tudo já se tornou normal, a consciência não o incomoda mais. Eventualmente, o pecado adormece o senso moral de certo ou errado e o pecador torna-se insensível aos avisos da consciência.

A Bíblia explica que as Leis de Deus estão escritas dentro de cada um de nós, nos dando discernimento do certo e errado e a consciência tem a função de julgar nossos pensamentos, atitudes e comportamentos. Mas quando cauterizada, ela perde a funcionalidade e chegará um dia em que nossas atitudes e pensamentos mais íntimos serão julgados por Deus.

“Eles mostram, pela sua maneira de agir, que no fundo de seus corações sabem fazer a diferença entre o certo e o errado. A Lei está escrita dentro deles; a sua própria consciência e os seus pensamentos mostram que isso é verdade, pois ás vezes os acusam e ás vezes os desculpam. Não há dúvida alguma de que chegará o dia quando Deus, por meio de Jesus Cristo, julgará a vida íntima de todos, seus pensamentos e seus motivos mais secretos, de acordo com o grande plano de Deus que eu anuncio.” (Rm 2:15,16)

O inimigo de nossa alma, luta para cauterizar as nossas mentes e a Palavra de Deus é sem dúvida um escudo poderoso para nos proteger desta terrível artimanha maligna, pois ela dá luz e entendimento aos mais simples. “A sua palavra é uma lâmpada que ilumina o caminho por onde eu ando. Ela me ajuda a não tropeçar!” (Sl 119:105)

Sabemos que somos falhos humanos e mesmo sendo tementes a Deus à medida que continuamos em nossa caminhada cristã, ainda estamos propensos a pecar, portanto devemos vigiar, Deus quer que confessamos nossos pecados a Ele.

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 Jo 1:9)

Quando nos permitimos praticar pecados, estamos “apagando” o Espírito Santo que habita em nós. “Não apaguem o Espírito”. (1 Tess 5:19). Quando continuamos em nossos pecados mentais sem confessá-los, quando estes são praticados por nossos corpos (carne), isto nos leva á morte espiritual (morrer sem salvação!).

“Mas a tentação vem da fascinação dos próprios pensamentos e desejos maus do homem. Estes maus pensamentos levam ao pecado, e, quando o pecado é consumado, leva á morte”. (Tg 1: 14,15)

Isto entristece o Espírito Santo. No pecado nossa consciência fica moralmente insensível. Finalmente chegamos a um ponto em que a nossa consciência está cauterizada e assim é incapaz de nos ajudar a determinar o certo do errado. É como se um ferro em brasa tivesse sido aplicado à nossa consciência, destruindo-a totalmente. Pior ainda, podemos chegar ao lugar onde não mais nos importamos com o quanto pecamos.

“Queimar a ferro em brasa”, Paulo afirma que tais homens tiveram a sede do juízo moral totalmente queimado, impossibilitado então de distinguir entre a verdade e a mentira, entre o certo e o errado. Quantos hoje estão insensíveis para com a justiça Divina (Sem temor a Deus), chegando às vezes inverter os valores?

“Ai dos que chamam o mal de bem e o bem mal; que dizem que as trevas são luz e a luz trevas; que afirmam que o amargo é doce e o doce é amargo!” (Is 5:20)

cauterizada-1

A consciência tem a função de julgar nossos pensamentos, atitudes e comportamentos e isso nos diz muito á nosso próprio respeito. “E isso é uma verdade. Portanto, fale aos fiéis daí tão severamente quanto necessário para fazê-los fortes na fé, para que deixem de dar ouvidos ás lendas judaicas e às exigências de homens que se tornaram surdos à verdade. Uma pessoa pura de coração vê virtude e pureza em tudo, mas uma pessoa cujo coração é maligno e descrente acha maldade em tudo, pois sua mente impura e sua consciência rebelde estão corrompidas. Tais pessoas alegam que conhecem a Deus, mas seus atos o negam. São corruptas e desobedientes, imprestáveis para fazer qualquer coisa boa.” (Tito 1:13,16)

A cauterização da mente depois de um tempo começa a achar que tudo é normal. Orgias, traições entre casais, roubar, matar, mentir, usar drogas, bebedices! “Haaaa todo mundo faz, porque eu não posso fazer? Faço mesmo!” Não é assim? Não existe mais o temor a Deus, não existe mais o amor por si próprio, pela família e muito menos com a própria alma! (Justamente esta que viverá eternamente). Quantos não enxergam mais a gravidade do erro?

A consciência atingida com a cauterização passa a viver na justificativa, a mente FINGE que o erro não existe!

“O homem de coração perverso não prospera (Não encontrará felicidade) e o mentiroso tropeçará em sua própria maldade.” (Pv: 17:20). Um pecado vai levando a outro pecado, até que a pessoa esteja num completo lamaçal. Essas pessoas mentem para si mesmo e para Deus. Suas consciências já não doem mais, vivendo uma vida de mentiras. “(…) Vocês são como belos túmulos pintados: bonitos por fora, mas por dentro cheios de ossos de homens mortos, de podridão e de sujeira.” (MT 23: 27)

A todos os homens foi dada uma consciência, intuição natural do bem e do mal. Isto está bem demonstrado através de Adão e Eva quando comeram do fruto proibido, “A mulher ficou convencida. Reparando na beleza daquela árvore e que a sua fruta era agradável ao paladar e atraente aos olhos, além de lhe dar entendimento, tomou a fruta e comeu-a. Depois ofereceu a seu marido, e ele também comeu. Os olhos de ambos foram abertos, e perceberam que estavam nus. Foram então juntar folhas de figueira para cobrir-se.” (Gên 3:6,7), cobriram-se com folhas, como se isso pudesse encobrir a sua desobediência ao Senhor. E após comerem do fruto tornaram-se conhecedores do bem e do mal porque seus olhos foram abertos…”Então disse o Senhor Deus: “Agora que o homem se tornou como um de nós, conhecendo o bem e o mal…” (Gên. 3:22)

Uma mente ou consciência cauterizada torna-se um armazém de maldades e pecados!

Pecados que dominam todo o corpo (Mente e Carne), “Não deixem que o pecado controle esse corpo mortal de vocês; e não cedam aos seus desejos pecaminosos.” (Rm 6,12). Os cristãos que continuam pecando apesar da disciplina Divina podem MORRER espiritualmente (Ir para o inferno!) devido ao seu pecado. “Se vocês virem um irmão pecar de uma forma que não cause a morte, devem pedir a Deus que o perdoe, e Deus lhe dará a vida, a não ser que ele tenha cometido pecado que leva à morte. Pois há pecado que causa a morte e por este não digo que se deva orar. É claro que toda injustiça é pecado. Mas há pecados que não levam á morte.” (1 Jo 5:16,17).

Purifique-se da má consciência! O cristão autêntico (Verdadeiro) tem a mente de Cristo, ou seja, pensa como Cristo. “Quem conheceu a mente do Senhor? Quem poderia ensinar alguma coisa ou dar conselhos a ele? Mas nós possuímos efetivamente a mente de Cristo.” (1Co 2:16)

Devemos admoestar (advertir amigavelmente) uns aos outros sobre o perigo do pecado. “Uma repreensão franca vale mais que o amor escondido. Melhor é o castigo de quem nos ama de verdade do que os beijos dados por um falso amigo.” (Pv 27:5-6). Passar a mão na cabeça de alguém a pretexto de que amamos ou por medo de magoar, acaba prejudicando você e a pessoa, onde, a sua consciência ficará te acusando e a pessoa vai continuar cometendo o mesmo erro, e caminhando cada vez mais para o pecado, podendo perder até a Salvação da Alma!

Devemos amar a justiça, mas odiar o pecado. “O Senhor ama o que está certo (A justiça) e odeia o mal…;”. (Hb 1:9). Não só na vida do próximo, mas essa investigação deve começar pela nossa própria vida. “É por isso que um homem deve examinar-se cuidadosamente a si mesmo…” (1Co 11:28)

Deve haver um esforço de nossa parte em não aceitar o mau sobre nossa vida “Por causa disto, procuro com toda a minha força manter sempre uma consciência limpa diante de Deus e dos homens.” (At 24:16), renovando nossas mentes “Não imitem a conduta e os costumes deste mundo, mas seja, cada um, uma pessoa nova e diferente, mostrando uma sadia renovação em tudo quanto faz e pensa. E assim vocês aprenderão, de experiência própria, a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Rm 12:2), mantendo um coração puro e uma fé sincera, sem hipocrisia. “O meu alvo é que todos os cristãos daí sejam cheios do amor que provém de um coração puro, e que suas mentes sejam limpas e a sua fé seja sincera (sem hipocrisia)” (1Tm 1:5)

“Ai dos que são sábios aos seus próprios olhos e dos que se consideram inteligentes e sensatos.” (Is 5: 21). A insensibilidade para com Deus e sua Palavra é o resultado de uma consciência dura e cauterizada, e esta só pode ser alterada pela Escritura Sagrada e pela obediência na Palavra – “Não é a minha palavra como o fogo”, pergunta o Senhor, “Como um martelo que quebra a pedra mais dura?” (Jr. 23.29)

Sem dúvida que todos nós temos consciência (convicção) dos nossos pecados. Agora, o que estamos fazendo com eles? Procuramos cobri-los com o quê? Devemos confessar nossas culpas e pedir perdão, é isso que Deus requer de nós, não tente se esconder de Deus, pois não tem como! Pois para os contaminados com a lepra do pecado, nada é puro; tudo é impuro e condenatório. Só Deus tem o poder de limpar as nossas consciências, desde que Lhe confessemos os nossos pecados e culpas. Se arrependa de verdadeiro coração, não só da boca pra fora.

Há diferença entre Arrependimento e Remorso!

Você já se arrependeu por algo que cometeu e tempos depois se deu conta de que o que sentia havia sido apenas remorso?

Apesar de serem sempre confundidos, há diferença entre arrepender-se e sentir remorso. Ao se arrepender de algo que cometeu, a pessoa muda a direção; Busca conserto. Ao sentir remorso o indivíduo fica entristecido, angustiado; Mas logo esquece, torna a repeti-lo.

“A tristeza, segundo Deus, opera arrependimento para a salvação e não produz remorso, mas a tristeza segundo o mundo produz morte.” (2 Co 7:10)

O arrependimento leva à vida; à salvação, mas, o remorso leva à morte espiritual. O arrependimento segundo o homem, gera culpa e reincidência. Arrependimento segundo o coração de Deus gera mudanças. O verdadeiro arrependimento se dá primeiro na mudança do pensamento, que gera mudanças na postura.

“Mas, se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos limpar de toda maldade.” (1 João 1:9)

Se existe algo que você cometeu que considera irreparável, não fique se condenando a vida inteira. Se arrependa; confesse diante de Deus e mude a direção. Apesar de não poder reparar o seu erro, ao menos não o repetirá. Não busque esquecer o que fez, mas olhe para seu erro como algo que você precisa se arrepender; e também como um aprendizado de algo que nunca mais deve cometer.

“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.” (2 Crônicas 7:14)

Lembre-se: ARREPENDIMENTO é bem diferente de REMORSO (Arrependimento a pessoa muda suas atitudes para sempre e não por alguns dias e Remorso a pessoa só muda de momento e depois volta a fazer tudo como antes) tenha o coração purificado da má consciência.

“Vamos diretamente ao próprio Deus, com o coração sincero e uma fé firme, com a consciência limpa da culpa, confiando plenamente que ele nos receberá, porque o sangue de Cristo já foi salpicado em nós para nos purificar, e porque já fomos lavados com a água pura.” (Hb 10:22). A Palavra de Deus, é a verdade que liberta, é a água que limpa!

Deus está pronto a te perdoar.
Não duvide disso!

“Quem procura esconder seus pecados não próspera, mas quem confessa e abandona seus pecados alcança misericórdia.” (Provérbios 28:13)

“ARREPENDIMENTO NÃO MATA, SALVA!” (2 Co 7:10)

Deus Abençoe á Todos!

MAIS ASSUNTOS QUE POSSAM TE INTERESSAR:

Anúncios