Imagem

Leitura Bíblica: Josué 10

Josué 10

Gibeão é sitiada por cinco reis

1 Adoni-Zedeque, rei de Jerusalém, ficou sabendo como Josué tinha tomado e destruído Ai, matando o rei daquela cidade e também a Jericó e seu rei, e que o povo de Gibeom tinha conseguido um tratado de paz com Israel e estava vivendo no meio deles.

2 Ele ficou apavorado, porque Gibeom era uma grande cidade, como as capitais de reinos; era muito maior do que Ai, e os gibeonitas tinham fama de valentes.

3 Por isso Adoni-Zedeque, rei de Jerusalém, mandou mensageiros aos seguintes reis: Horão, rei de Hebrom, Piram, rei de Jarmute, Jafia, rei de Láquis, e Debir, rei de Eglom, dizendo: 4 “Venham ajudar-me a destruir Gibeom, porque esse povo fez um tratado de paz com Josué e com o povo de Israel”.

5 Então estes cinco reis amorreus — de Jerusalém, de Hebrom, de Jarmute, de Láquis e de Eglom — uniram os seus exércitos para um ataque conjunto a Gibeom. Cercaram Gibeom e
lutaram contra ela.

Josue 10 gibeão rota de guerra

Josué socorre a Gibeão.

6 Os homens de Gibeom mandaram logo mensageiros a Josué, que estava acampado em Gilgal: “Venham socorrer os seus servos. Venham nos livrar depressa! Pois todos os reis dos amorreus que habitam nas montanhas se uniram com os seus exércitos contra nós”.

7 Josué e o exército israelita saíram de Gilgal e foram socorrer Gibeom. 8 “Não tenha medo desses reis”, disse o SENHOR a Josué, “ pois eles já estão vencidos. Eu os entreguei nas suas mãos. Nenhum deles será capaz de resistir”.

9 Josué marchou durante a noite desde Gilgal e apanhou de surpresa as forças inimigas. 10 O SENHOR fez com que essas forças inimigas ficassem em pânico, causando grande confusão, de modo que o exército de Israel matou grande número em Gibeom e perseguiu os demais até
Bete-Horom, Azeca e Maquedá, destruindo os amorreus pelo caminho.

11 Aqueles que conseguiram fugir e chegar perto de Bete-Horom, quando iam descendo para lá foram mortos por grandes pedras do céu lançadas pelo SENHOR sobre eles até Azeca. Na verdade, mais gente foi morta pela chuva de pedras do que pelas espadas dos israelitas!

O sol e a lua são detidos.

12 No dia em que o SENHOR entregou os amorreus aos israelitas, Josué orou ao SENHOR em alta voz: “Que o sol pare sobre Gibeom, e que a lua fique onde está, sobre o vale de Aijalom!”

13 E o sol e a lua ficaram parados até que o exército de Israel terminasse de destruir os seus inimigos. O Livro dos Justos faz uma descrição mais detalhada deste fato. Assim o sol parou nos céus e não saiu por quase vinte e quatro horas.

14 Nunca antes nem depois houve um dia como esse! Pois o SENHOR fez parar o sol e a lua, atendendo ao pedido de um homem! Certamente o SENHOR estava lutando por Israel.

15 Depois Josué e o exército de Israel voltaram para o acampamento de Gilgal.

Josué prende os cinco reis e mata-os.

16 Durante a batalha, os cinco reis fugiram e se esconderam numa caverna em Maquedá. 17 Quando chegou a Josué a notícia de que os reis tinham sido achados, 18 ele mandou que rolassem grandes pedras à boca da caverna e que alguns ficassem de guarda ali.

19 Mas José ordenou aos demais soldados: “Persigam os inimigos e eliminem os que forem ficando para trás. Não deixem que voltem às suas cidades! Vocês podem confiar no SENHOR, o seu Deus, para a vitória total!”

20 Assim Josué e os israelitas continuaram a batalha e acabaram com os cinco exércitos, com exceção de alguns sobreviventes que se refugiaram nas cidades fortificadas.

21 Então os israelitas voltaram em paz a Josué, no acampamento em Maquedá. Voltaram sem sofrer a baixa de um único soldado! E ninguém mais ousou falar em enfrentar o povo de Israel!

22 Depois Josué disse: “Abram a boca da caverna e tragam os cinco reis para mim”. 23 Eles obedeceram e trouxeram os reis de Jerusalém, de Hebrom, de Jarmute, de Láquis e de Eglom.

24 Feito isso, e reunidos os soldados de Israel, Josué mandou que os comandantes do exército colocassem os pés sobre o pescoço dos reis prisioneiros. E eles obedeceram.

25 Disse Josué: “Não tenham mais medo nem fiquem mais desanimados. Sejam fortes e corajosos! É isso que o SENHOR fará com todos os inimigos de Israel!”

26 Depois Josué matou os cinco reis, pendurando os seus corpos em cinco árvores, onde ficaram pendurados até a tarde.

27 Ao pôr do sol, Josué ordenou que os corpos fossem tirados das árvores e lançados na caverna onde haviam se escondido. Colocaram um montão de pedras à entrada da caverna, que está lá até o dia de hoje.

Josué vence mais sete reis.

28 Naquele dia, Josué destruiu a cidade de Maquedá, matando o rei e todos os habitantes. Não foi deixado ninguém com vida na cidade! E fez com o rei de Maquedá a mesma coisa que
tinha feito com o rei de Jericó.

29 Então Josué e todos os israelitas foram de Maquedá para Libna e a atacaram. 30 O SENHOR entregou na mão de Israel a cidade e o rei, e mataram com a espada todos os moradores da cidade. Não sobrou nenhum sobrevivente! E fizeram com o rei a mesma coisa que haviam feito com o rei de Jericó.

31 Depois Josué e todo o Israel foram de Libna a Láquis. Cercaram a cidade e a atacaram. 32 O SENHOR entregou a cidade às forças de Israel, e Josué tomou-a no dia seguinte. Também aí toda a população foi morta à espada, como em Libna.

33 Durante o ataque a Láquis, Horão, rei de Gezar, levou para lá tropas para ajudar a defender a cidade, mas Josué o derrotou, a ele e ao seu exército, sem deixar sobreviventes.

34 Depois Josué e todos os israelitas avançaram de Láquis para Eglom. Sitiaram a cidade e a atacaram. 35 E no mesmo dia feriram à espada e eliminaram toda a população como tinham feito com Láquis.

36 A seguir, Josué e todo o Israel foram de Eglom para Hebrom e a atacaram. 37 Tomaram Hebrom, o rei e todos os seus povoados, e mataram todos os habitantes, sem deixar sobreviventes. Destruíram completamente a cidade e todos os seus habitantes, como tinham feito com Eglom.

38 Depois Josué e todos os israelitas marcharam de volta em direção a Debir e a atacaram. 39 Tomaram a cidade, o seu rei, e todas as povoações da vizinhança foram mortas. Exterminaram todos, sem deixar sobreviventes. Fizeram com Debir e com o rei o que tinham feito com Hebrom, com Libna e com os reis destas cidades.

40 Assim Josué e o exército israelita conquistaram a região toda — as nações e os reis da região montanhosa, o deserto de Neguebe, as terras baixas e as encostas das nascentes das águas. Eles destruíram todos os seus reis sem deixar sobrevivente algum. Exterminaram tudo o que respirava, conforme o SENHOR, o Deus de Israel, havia ordenado.

41 Josué derrotou-os desde Cades-Barneia até Gaza, e conquistou todo o território de Gósen, até Gibeom. 42 Josué conseguiu conquistar esses reis e as terras de uma só vez porque o SENHOR, o Deus de Israel, lutou por Israel.

43 Então Josué voltou com todo o Israel para o acampamento em Gilgal.

  • NOTÍCIA: Cientistas comprovaram o dia que o sol parou! Leia mais.

Deus Abençoe a Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 50

Gênesis 50

A lamentação por Jacó e o seu enterro

1 José atirou-se sobre seu pai, chorou sobre ele e o beijou. 2 Ele deu ordens a seus servos, aos que eram médicos, para embalsamarem seu pai; e os médicos embalsamaram o corpo
de Israel.

3 O processo de embalsamamento levou quarenta dias, que era o prazo normal para
isso. Os egípcios choraram a sua morte por setenta dias.

4 Depois que terminou o período de luto, José falou com a alta corte do faraó: “Peço a
bondade de vocês de falarem com o faraó a meu favor, dizendo: 5 ‘Meu pai me fez jurar o seguinte: Estou perto da morte. Enterre-me na terra de Canaã, no túmulo que preparei para mim. Por favor, deixe-me subir e enterrar meu pai; depois eu voltarei’”.

6 E o faraó respondeu: “Vá e enterre o seu pai como ele o fez jurar”.

7 Então José subiu para enterrar o seu pai. Foram com ele todos os oficiais do faraó, os
membros mais importantes da sua família e todas as autoridades da terra do Egito.

8 Além deles, foi toda a família de José, seus irmãos e os demais membros da família de seu pai. Somente as crianças, os rebanhos e o gado foram deixados na terra de Gósen.

9 Também foram com eles homens a cavalo e carruagens. Assim, o cortejo foi muito grande.

10 Chegando ao campo de beneficiamento de grãos de Atade, a oeste do rio Jordão, choraram muito; e José chorou a morte do pai por sete dias.

11 Quando os cananeus, moradores daquela
terra, viram o luto em Atade, disseram: “É impressionante o choro desses egípcios!” Por isso, aquele lugar, que fica além do rio Jordão, se chamou Abel-Mizraim.

12 Assim, os filhos de Israel fizeram o que ele lhes tinha ordenado. 13 Levaram-no à terra de Canaã e o enterraram na caverna do campo de Macpela, próximo a Manre. Abraão tinha comprado essa caverna com o campo do heteu Efrom. Ele recebeu a escritura de posse para que fosse usada como cemitério da família.

José anima a seus irmãos.

14 Depois disso, José, seus irmãos e todos os que foram com ele para o enterro de seu pai voltaram para o Egito.

15 Vendo os irmãos de José que seu pai estava morto, disseram: “Agora é possível que José nos persiga e se vingue do mal que fizemos a ele”.

16 Por isso mandaram este recado a José: “Antes de morrer, o seu pai deixou uma mensagem a você.

17 A mensagem é esta: ‘Perdoe a maldade de seus irmãos e o pecado que cometeram, com o mal que fizeram a você’. Agora lhe pedimos que perdoe a maldade dos servos do Deus de seu pai”. Enquanto falavam, José chorou.

18 Depois os irmãos foram falar pessoalmente com ele. Ficaram inclinados diante de José e disseram: “Aqui estamos, dispostos a servi-lo como seus escravos”.

19 José, porém, lhes disse: “Não tenham medo. Por acaso estou no lugar de Deus? 20 É bem verdade que vocês planejaram o mal contra mim, mas Deus tornou o mal em bem para que hoje fosse preservada a vida de muitas pessoas. 21 Por isso, não tenham medo. Vou sustentar vocês e seus filhos”. Assim, ele os tranquilizou e lhes falou amavelmente.

22 José e toda a família de seu pai ficaram morando no Egito. Ele viveu cento e dez anos. 23 José chegou a ver os filhos e os netos de Efraim. Viu também os filhos de Maquir, que era filho de Manassés, os quais José tomou no colo.

24 Disse José aos seus irmãos: “Está chegando o dia da minha morte; mas Deus certamente virá ao encontro de vocês no tempo certo e os tirará desta terra, e os fará voltar para a terra que ele jurou dar a Abraão, a Isaque e a Jacó”.

25 Então José fez que os filhos de Israel
jurassem, dizendo-lhes: “Estou certo de que Deus fará o que acabo de dizer. Quando isso
acontecer, levem os meus ossos daqui”.

26 José morreu com cento e dez anos. Seu corpo foi embalsamado e colocado num caixão no Egito.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

ESTE É O ÚLTIMO CAPÍTULO  DO LIVRO DE GÊNESIS

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 49

Gênesis 49

Jacó abençoa seus filhos e morre

1 Depois Jacó mandou chamar seus filhos e disse: “Fiquem todos juntos, e eu direi a vocês o que há de acontecer no futuro.

2 “Reúnam-se para ouvir, filhos de Jacó. Ouçam as palavras de seu pai Israel:

3 “Rúben, você é o meu filho mais velho. Você é a expressão da minha força, o primeiro fruto da minha vitalidade. Você é superior em nobreza, superior em poder. 4 Você é arrojado como as águas. Entretanto, não será o mais importante, porque pecou na cama de seu pai. Você desonrou o leito de seu pai.

5 Simeão e Levi são irmãos; usam a espada para a violência. 6 Não estarei presente nos seus planos, nem participarei das suas reuniões, porque não controlaram a sua fúria, e saíram matando homens e mutilaram touros. 7 Maldita seja a sua
fúria, pois era violenta, e a sua ira, pois era cruel! Eu os dividirei na terra de Jacó e os
dispersarei em Israel.

8 Judá, os seus irmãos o louvarão. A sua mão destruirá os seus inimigos! Os filhos de seu pai se inclinarão diante de você. 9 Judá é um leãozinho. Meu filho, você pegou sua presa e depois subiu vitorioso. Inclina-se e deita-se como o leão e como a leoa. Será que alguém tem coragem de despertá-lo? 10 Ninguém tirará o cetro dele, até que venha aquele a quem ele pertence, e os povos lhe obedecerão. 11 Ele amarrará o seu
jumentinho a uma videira, na melhor videira que encontrar; lavará as suas roupas no vinho e a sua capa no sangue das uvas. 12 Seus olhos serão mais escuros que o vinho; seus dentes, branqueados pelo leite.

13 Zebulom vai morar nas praias do mar e servirá como porto para os navios. Suas fronteiras se estenderão até Sidom.

14 Issacar é como um jumento de ossos fortes, deitado entre os rebanhos de ovelhas. 15 Viu que era bom ficar descansando e desfrutando das delícias de sua terra. Aceitou curvar seus ombros para que colocassem o fardo nos seus
ombros, e concordou em trabalhar como escravo.

16 Dã será juiz do seu povo, como se fosse
uma só tribo. 17 Dã será uma serpente à beira da estrada, uma serpente venenosa à beira do caminho, que morde o calcanhar do cavalo, que empina e faz cair para trás o cavaleiro.

18 Ó SENHOR, espero a sua salvação!

19 Gade será atacado por um bando de guerrilheiros, mas ele os atacará pela retaguarda.

20 Aser, a sua mesa será farta, e produzirá alimentos dignos de um rei.

21 Naftali é uma gazela solta, que profere palavras formosas.

22 José é um ramo frutífero, um ramo frutífero próximo à fonte, cujos galhos se estendem sobre o muro. 23 Os arqueiros lhe deram amargura, atirando flechas que o aborreciam.

24 Mas o seu arco permanece firme, e os seus braços são fortes pelas mãos do Poderoso de Jacó, sim, pelo nome do Pastor, a Rocha de Israel, 25 pelo Deus de seu pai, que o ajudará, e pelo Todo-poderoso, que o abençoará com bênçãos dos altos céus, com bênçãos das profundezas, com bênçãos da fertilidade e da maternidade.

26 As bênçãos de seu pai serão maiores do que as bênçãos de meus antepassados, até os limites dos montes eternos. Que essas bênçãos estejam sobre a cabeça de José, sobre o alto da cabeça daquele que foi separado entre seus irmãos.

27 Benjamim é um lobo feroz. De manhã devora a presa e de tarde reparte o que sobrou”.

28 São essas as doze tribos de Israel, e foi isso que seu pai falou quando os abençoou, dando a cada um a bênção devida.

29 Depois lhes deu as seguintes ordens: “Vou morrer logo e me reunir ao meu povo.
Enterrem-me com os meus pais, na caverna do campo do heteu Efrom, 30 na caverna do campo de Macpela, próximo a Manre, na terra de Canaã, o campo que Abraão comprou de Efrom, como propriedade para sepultura da família.

31 Ali foram enterrados Abraão e sua mulher Sara, Isaque e sua mulher Rebeca, e ali enterrei Lia.

32 “O campo e a caverna que nele está foram comprados dos heteus”.

33 Tendo acabado de dar essas ordens a seus filhos, Jacó recolheu seus pés na cama e morreu, e foi reunido aos seus antepassados.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 48

Gênesis 48

Jacó adoece

1 Algum tempo depois, disseram a José: .“Seu pai está doente”. Então José tomou seus dois filhos, Manassés e Efraim, e foi vê-lo.

2 E anunciaram a Jacó: “O seu filho José está aí e quer vê-lo”. Com muito esforço, Israel assentou-se na cama.

3 Então Jacó disse a José: “O Deus Todo poderoso me apareceu na cidade de Luz, na terra de Canaã. Ele me abençoou 4 e disse: ‘Farei com que tenha muitos filhos e que os seus descendentes se multipliquem e formem muitas nações. Além disso, darei esta terra aos seus descendentes por propriedade para sempre’.

5 “Agora, ouça bem, José. Os seus dois filhos, que nasceram na terra do Egito antes que eu viesse ao Egito, são meus. Efraim e Manassés serão meus, tanto quanto Rúben e Simeão.

6 Mas os outros filhos que você tiver serão seus. Eles serão chamados para receber sua herança, segundo o nome de um de seus irmãos.

7 Quando eu voltava de Padã, sofri muito com a morte de Raquel na terra de Canaã, no caminho, perto de Efrata. Eu a sepultei ali mesmo, à beira da estrada para Efrata, que é Belém”.

8 Quando Israel viu os filhos de José, perguntou: “Quem são eles?” 9 “São os filhos que Deus me deu aqui (no Egito)”, respondeu José. Então Israel disse: “Coloque-os aqui para que eu os abençoe”.

10 Os olhos de Israel já estavam enfraquecidos por causa da velhice, de modo que enxergava muito mal. José trouxe os seus filhos para bem perto do avô deles, e ele os beijou e os abraçou.

11 Então Israel disse a José: “Eu não tinha mais esperança em vê-lo novamente, e agora Deus me permitiu ver também os seus filhos!”

12 Depois José tirou-os de perto de seu pai e inclinou-se diante de seu pai, com o rosto no chão. 13 Em seguida, deu a mão direita a Efraim, à esquerda de Israel, e a mão esquerda a Manassés, à direita de Israel. Os três se aproximaram de Israel.

14 Mas Israel estendeu a mão direita e a pôs sobre a cabeça de Efraim, e a mão esquerda sobre a cabeça de Manassés, cruzando os braços. Assim deu a Efraim, o mais novo, a bênção que normalmente caberia a Manassés, que era o filho mais velho.

15 E abençoou a José, dizendo: “O Deus a quem meus pais Abraão e Isaque serviram, o Deus que me sustentou durante toda a vida até o dia de hoje, 16 o Anjo que me tem livrado de todo mal, abençoe estes meninos. Que eles sejam chamados pelo meu nome e pelo nome de meus pais Abraão e Isaque, e que os descendentes deles venham a ser uma multidão na terra”.

17 José não gostou ao ver o pai colocar a mão direita sobre a cabeça de Efraim. Por isso pegou a mão do pai, a fim de tirá-la da cabeça de Efraim e colocá-la sobre a cabeça de Manassés.

18 E disse José a seu pai: “Assim não, meu pai, pois o filho mais velho é este. Ponha a mão direita sobre a cabeça dele”.

19 Mas seu pai recusou-se e disse: “Eu sei, meu filho, eu sei. Os descendentes de Manassés também formarão um grande povo. Mas o seu irmão mais novo será maior do que ele, e os seus descendentes formarão muitas nações”.

20 Assim Jacó os abençoou naquele dia, dizendo: “Vocês servirão como exemplo para a bênção que darei a outros. O povo de Israel usará os seus nomes para abençoar uns aos outros. Eles vão dizer assim: ‘Que Deus faça a você o que fez a Efraim e a Manassés!’” Desta forma colocou o nome de Efraim à frente de Manassés.

21 Em seguida, Israel disse a José: “Vou morrer logo, mas Deus estará com vocês e os levará de volta à terra de seus pais.

22 Dou a você mais que a seus irmãos. Você receberá a região montanhosa, a qual tomei dos amorreus com a minha espada e com o meu arco”.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 47

Gênesis 47

José anuncia a Faraó a chegada de seu pai

1 Então José foi falar com o faraó: “Meu pai e meus irmãos chegaram de Canaã com seus rebanhos, o seu gado e com tudo o que têm. Eles estão na região de Gósen”.

2 Depois de dizer isso, José fez entrar cinco de seus irmãos e os apresentou ao faraó.

3 “Em que vocês trabalham?”, perguntou o faraó. Eles responderam: “Estes seus servos são pastores. Os nossos antepassados trabalhavam nisso, e nós continuamos na mesma profissão”.

4 Disseram-lhe ainda: “Viemos morar nesta
terra, porque não há pastagem para os rebanhos de seus servos, pois a fome é terrível na terra de Canaã. Agora, pedimos respeitosamente que permita que seus servos habitem na terra de Gósen”.

5 Então o faraó disse a José: “Seu pai e seus irmãos vieram ao seu encontro. 6 A terra do
Egito está à sua disposição. Escolha a melhor parte da terra. Que habitem na terra de Gósen. E se você encontrar entre eles homens competentes, coloque-os como responsáveis para cuidarem do meu gado”.

7 José levou seu pai Jacó, e o apresentou ao faraó. Depois Jacó abençoou o faraó.

8 O faraó perguntou a Jacó: “Qual é a sua idade?”

9 Jacó respondeu: “Tenho 130 anos de peregrinação. Minha vida de peregrinação foi curta e difícil, e não tenho vivido tanto quanto os meus antepassados”.

10 Então Jacó abençoou o faraó e saiu.

11 José deu todo o apoio ao pai e a seus irmãos para se estabelecerem no Egito e deu-lhes como propriedade a melhor parte das terras do Egito, na região de Ramessés, conforme a ordem do faraó.

12 E José providenciou o sustento para seu pai, seus irmãos e toda a sua família, segundo o número de seus filhos e netos.

Como José comprou toda a terra do Egito para Faraó.

13 Não havia mantimento em toda a terra, e a fome era severa. Tanto o povo do Egito quanto o povo de Canaã desfaleciam por causa da fome.

14 José arrecadou todo o dinheiro que se achava na terra do Egito e de Canaã, vendendo cereais para o povo, e recolheu-o na casa do faraó.

15 Quando acabou o dinheiro dos egípcios e dos cananeus, todos os egípcios foram a José e suplicaram: “Por favor, dános mantimento. Não nos deixe morrer de fome, porque o nosso dinheiro acabou”.

16 José respondeu: “Se o dinheiro acabou, tragam então os seus rebanhos, e em troca lhes darei mantimento”.

17 Então trouxeram os rebanhos a José, e ele deu-lhes mantimento em troca de cavalos, rebanhos, bois e jumentos. Durante aquele ano ele os sustentou em troca dos seus rebanhos.

18 No começo do ano seguinte, foram novamente falar com José, dizendo: “Não vamos esconder do senhor que o nosso dinheiro acabou e os nossos rebanhos já lhe pertencem. Já não nos resta coisa alguma para oferecer. Só nos restam nossos corpos e nossas terras.

19 Não permita que morramos e que as nossas terras pereçam diante dos seus olhos. Compre-nos, e compre as nossas terras em troca de mantimento, e nós e as nossas terras seremos escravos do faraó. Dê-nos sementes para que vivamos e não morramos, a fim de que a terra não fique deserta”.

20 Assim, José comprou as terras do Egito para o faraó. Os egípcios venderam os seus
campos, pois a fome era terrível; e o faraó tornou-se proprietário da terra.

21 Quanto ao povo, tornou-os escravos, de uma extremidade do Egito à outra.

22 Somente as terras dos sacerdotes não foram compradas, porque eles tinham o direito de receber sustento regular do faraó. Por isso não precisaram vender as suas terras.

23 Então José disse ao povo: “Comprei vocês e suas terras para o faraó. Em troca, dou estas sementes para cultivarem a terra.

24 Do que colherem, terão de dar a quinta parte ao faraó. Usem as outras quatro partes para semear e para alimentar vocês, seus filhos e as pessoas que moram com vocês”.

25 Eles responderam: “O senhor salvou-nos a vida e tem sido bom para nós. Seremos
escravos do faraó”.

26 José estabeleceu o seguinte decreto que vale até hoje na terra do Egito. A quinta parte das colheitas pertence ao faraó. Esse decreto não se aplica aos sacerdotes, porque eles não precisaram vender suas propriedades ao faraó.

27 Em meio a essa situação, Israel morou no Egito, na região de Gósen, onde compraram terras, e os seus descendentes tornaram-se muito numerosos.

28 Depois de chegar ao Egito, Jacó viveu mais dezessete anos, e chegou a ter 147 anos de idade.

29 Aproximando-se a hora de sua morte, Israel chamou seu filho José e lhe disse: “Se deseja ser bondoso comigo, ponha a sua mão direita debaixo da minha coxa e prometa que será bondoso e leal comigo, e faça o que peço: Não me enterre no Egito.

30 Quando eu morrer, quero que me enterre no mesmo lugar em que os meus pais foram enterrados”. José respondeu: “Vou fazer o que o senhor me pede”.

31 Então Jacó lhe disse: “Jure-me!” E ele jurou. Então Israel inclinou-se sobre a cabeceira da cama.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 46

Gênesis 46

Jacó e toda a família descem ao Egito

1 Israel partiu com tudo o que possuía. Ele parou em Berseba e ofereceu sacrifícios ao
Deus de seu pai Isaque.

2 Ainda em Berseba, Deus falou de noite com Israel por meio de visões. Deus disse: “Jacó! Jacó!” Ele respondeu: “Eis-me aqui!”

3 “Eu sou Deus, o Deus do seu pai”, disse ele. “Não tema em descer para o Egito, porque lá eu farei de você uma grande nação. 4 Estarei com você na viagem para o Egito e certamente o trarei de volta. E a mão de José fechará os seus olhos”.

5 Então Jacó deixou Berseba. E os filhos de Israel levaram o seu pai, seus filhos e suas
mulheres nas carruagens mandadas pelo faraó.

6 Levaram os seus rebanhos e os bens que tinham conseguido em Canaã, e Jacó e toda a sua família foram para o Egito.

7 Levou para aquela terra seus filhos, seus netos, suas filhas e suas netas, ou seja, toda a sua descendência.

8 Estes são os nomes dos israelitas, Jacó e os seus filhos, que foram para o Egito: Rúben, o filho mais velho de Jacó.

9 Os filhos de Rúben: Enoque, Palu, Hezrom e Carmi. 10 Simeão e seus filhos Jemueel, Jamim, Oade, Jaquim, Zoar e Saul, que era filho de uma cananeia.

11 Levi e seus filhos Gérson, Coate e Merari. 12 Judá e seus filhos Er, Onã, Selá, Perez e Zerá. Er e Onã morreram na terra de Canaã. Perez e seus filhos Hezrom e Hamul.

13 Issacar e seus filhos Tolá, Puva, Jó e Sinrom.

14 Zebulom e seus filhos Serede, Elom e Jaleel.

15 Foram esses os filhos de Jacó e de Lia nascidos em Padã-Arã. Diná também era filha dela. No total, entre filhos e filhas, netos e netas, eram trinta e três pessoas.

16 Gade e seus filhos: Zifiom, Hagi, Suni, Esbom, Eri, Arodi e Areli. 17 Aser e seus filhos: Imna, Isvá, Isvi, Berias e a irmã deles, Sera. Os filhos de Berias foram Héber e Malquiel.

18 Foram esses os filhos que Jacó teve com Zilpa, serva que Labão deu a sua filha Lia. Ao todo, os filhos e filhas, netos e netas de Zilpa eram dezesseis pessoas.

19 Os filhos de Raquel, a mulher de Jacó, José e Benjamim. 20 No Egito nasceram estes filhos de José e de Azenate, filha de Potífera, sacerdote de Om: Manassés e Efraim. 21 Os filhos de Benjamim: Bela, Bequer, Asbel, Gera, Naamã, Eí, Rôs, Mupim, Hupim e Arde. 22 Foram esses os filhos de Jacó e de Raquel. Ao todo, eram catorze pessoas.

23 Dã e seu filho Husim.

24 Naftali e seus filhos Jazeel, Guni, Jezer e Silém.

25 Foram esses os filhos de Bila, que Labão deu à sua filha Raquel. Bila deu à luz sete filhos.

26 Todos os que foram com Jacó para o Egito, todos os seus descendentes, sem contar as mulheres e seus filhos, somavam sessenta e seis pessoas.

27 Com mais os dois filhos que nasceram de José no Egito, somando os membros da família de Jacó que foram para o Egito, eram setenta pessoas.

O encontro de José com seu pai.

28 Jacó mandou Judá à frente até José, para saber o caminho para Gósen. Quando eles
chegaram, 29 José mandou preparar uma carruagem, e foi encontrar-se com seu pai em Gósen. Ao vê-lo, José o abraçou e chorou. E ficou muito tempo abraçado ao pai, chorando.

30 Israel disse a José: “Agora já posso morrer, pois já vi o seu rosto. Encontrei o meu filho vivo!”

31 E José disse aos irmãos e a toda a família de seu pai: “Vou falar com o faraó e lhe direi: ‘Meus irmãos e toda a família de meu pai, que estavam na terra de Canaã, vieram para cá.

32 Os homens são pastores e criadores de gado. Eles trouxeram consigo os rebanhos, o seu gado e tudo o que têm’.

33 Quando, pois, o faraó perguntar qual é a profissão de vocês, 34 respondam assim: ‘Estes seus servos criam rebanhos desde pequenos. Esse também era o trabalho dos nossos antepassados’. Assim, vocês poderão ficar morando na terra de Gósen, porque os pastores são desprezados pelos egípcios”.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 45

Gênesis 45

José dá-se a conhecer a seus irmãos

1 Então José não conseguiu mais se conter diante de todos os que estavam com ele e gritou: “Saiam todos daqui!” E ninguém ficou com ele quando José se revelou a seus irmãos.

2 E ele chorou tão alto que o choro podia ser ouvido pelos egípcios, bem como do palácio do faraó.

3 Então ele disse a seus irmãos: “Eu sou José. Meu pai ainda está vivo?” Mas os seus irmãos não puderam responder, porque ficaram assustados diante dele.

4 Então José disse a seus irmãos: “Cheguem mais perto”. Quando eles se aproximaram, José continuou: “Eu sou José, o irmão que vocês venderam ao Egito! 5 Agora, nada de tristeza! E não se recriminem por terem me vendido para cá, porque foi para a conservação da vida que Deus me enviou adiante de vocês. 6 Porque a terra já passou por dois anos de fome, e ainda restam cinco anos em que não haverá cultivo nem colheita. 7 Mas Deus me enviou adiante de
vocês para preservar a sua descendência na terra e para manter a vida de vocês por meio de um grande livramento.

8 “Assim, não foram vocês que me mandaram para cá, mas sim Deus. Ele me fez ministro do faraó, senhor de toda a sua casa e governador de toda a terra do Egito.

9 Agora, não percam tempo! Voltem depressa a meu pai e digam-lhe: ‘Assim manda dizer o seu filho José: Deus fez
de mim senhor de toda a terra do Egito. Venha para cá o quanto antes.

10 O senhor habitará na terra de Gósen. Assim o senhor estará sempre perto de mim. Não só o senhor, mas também os seus filhos, os seus netos, os seus rebanhos, o seu gado, enfim, tudo o que o senhor tem.

11 Eu providenciarei o seu sustento, porque ainda haverá cinco anos de fome. Faça o que estou dizendo, para que não caia a pobreza sobre o senhor, a sua família e tudo o que é seu’.

12 “Vocês estão vendo com os próprios olhos, bem como meu irmão Benjamim, que sou eu mesmo que estou falando com vocês.

13 Anunciem a meu pai toda a honra que tenho recebido no Egito e tudo o que vocês mesmos têm visto. Apressem-se em buscar o meu pai!”

14 E José abraçou o seu irmão Benjamim e chorou; e, abraçado com ele, Benjamim também chorou.

Faraó ouve falar dos irmãos de José.

15 Em seguida, José beijou cada um dos seus irmãos e chorou com eles. Só então seus
irmãos puderam falar com ele.

16 Ouviu-se a seguinte notícia no palácio do faraó: “Estão aqui os irmãos de José”. Isto
agradou ao faraó e seus oficiais.

17 Então o faraó disse a José: “Diga a seus irmãos: ‘Carreguem os seus animais e voltem para a terra de Canaã. 18 Chamem o seu pai e as suas famílias, e retornem para cá. Eu darei a vocês as melhores terras que há no Egito. E vocês poderão comer da fartura desta terra. 19 Levem também carruagens da terra do Egito para trazer os seus filhos e suas mulheres, bem como o seu pai. 20 Não se preocupem com os seus bens, porque o que há de melhor no Egito será de vocês’”.

21 Os filhos de Israel seguiram as instruções que receberam. José lhes deu carruagens,
conforme o faraó havia ordenado. Também lhes deu provisão para a viagem.

22 Além disso, deu a cada irmão trajes de festa. Mas a Benjamim deu trezentas moedas de prata e cinco trajes de festa.

23 E José enviou a seu pai dez jumentos carregados dos melhores produtos do Egito e dez jumentos carregados de cereais e pães e outras provisões para a viagem.

24 E despediu os seus irmãos. Quando estavam de partida, disse-lhes: “Não briguem durante a viagem!”

25 Então saíram do Egito e voltaram para a terra de Canaã, à casa do seu pai Jacó.

26 Lá chegando, lhe disseram: “José ainda vive! Ele é governador de toda a terra do Egito!” O coração de Jacó quase parou. Ele não conseguia acreditar no que estava ouvindo.

27 Porém, quando lhe contaram tudo o que José lhes tinha dito, e ao ver as carruagens que José tinha mandado para levá-lo, o espírito dele ganhou nova vida.

28 E Israel disse: “Não precisam falar mais nada! Meu filho José ainda vive. Quero vê-lo antes que eu morra”.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 44

Gênesis 44

A astúcia de José para deter seus irmãos

1 José deu a seguinte ordem ao administrador de sua casa: “Dê a esses homens o máximo de mantimento que eles puderem levar e ponha o dinheiro de cada um na boca do saco de mantimento.

2 Coloque a minha taça de prata na boca do saco de mantimento do filho mais novo”. E ele obedeceu a todas as ordens de José.

3 Logo de manhã os irmãos saíram para casa, levando consigo os jumentos.

4 Ainda não estavam muito longe da cidade, quando José disse ao administrador: “Vá atrás daqueles homens. Quando os alcançar, diga: ‘Por que vocês pagaram o bem com o mal? 5 Por que roubaram a taça de prata que o senhor usa para beber e que usa para fazer previsões? Vocês procederam muito mal’”.

6 O administrador foi e os alcançou e disse a eles as palavras de José. 7 Mas eles lhe
responderam: “Por que nosso senhor diz estas palavras? Longe de nós, seus servos, praticar algo assim!

8 Nós trouxemos de volta o dinheiro, da terra de Canaã, que achamos na boca dos sacos de mantimento. Então, por que iríamos roubar prata e ouro do seu senhor? 9 Pois bem, aquele dos seus servos com quem for encontrada a taça morrerá; e o restante de nós será escravo do seu senhor!”

10 Então lhes respondeu: “Concordo com a proposta de vocês. Somente aquele com quem for encontrada a taça ficará como escravo. Os outros estarão livres”.

11 Trataram de cada um descarregar rapidamente o seu saco e abri-lo. 12 O administrador examinou os sacos, começando com a carga do mais velho até o mais novo. E a taça foi encontrada no saco de mantimento de Benjamim!

13 Então rasgaram as suas roupas, carregaram de novo os jumentos e voltaram para a cidade.

14 José ainda estava em casa quando chegaram Judá e seus irmãos e se lançaram ao chão, diante dele. 15 José lhes perguntou: “O que é que vocês fizeram? Vocês não sabiam que um homem como eu sou capaz de perceber o que acontece?

A humilde súplica de Judá.

16 Então Judá disse: “O que responderemos ao nosso senhor? O que falaremos? Como
poderíamos provar a nossa inocência? Deus trouxe à luz a culpa dos pecados dos seus servos. A partir de agora somos seus escravos, tanto nós como aquele que estava com a taça de prata”.

17 Mas ele disse: “Longe de mim fazer tal coisa! O homem que roubou a taça será o meu escravo. Vocês, no entanto, poderão voltar em paz para a casa do seu pai”.

18 Então Judá se aproximou de José e disse: “Ah, meu senhor! Permita-me dizer uma palavra ao meu senhor, e não fique aborrecido com o seu servo, pois o senhor é como o próprio faraó.

19 Meu senhor perguntou a seus servos: ‘Vocês têm pai e algum outro irmão?’ 20 E nós respondemos ao senhor: ‘Nosso pai já é bem idoso e com ele ficou um filho da sua velhice, o mais novo, cujo irmão já morreu. Ele é o único filho da mesma mãe, e o pai o ama muito!’

21 “Mas o senhor disse aos seus servos: ‘Tragam o filho mais novo, para que eu o veja’. 22 Respondemos ao meu senhor: ‘O jovem não pode deixar o pai, senão o pai morre!’

23 Mas o senhor disse aos seus servos: ‘Se o irmão mais novo de vocês não descer com vocês, não os receberei’. 24 Assim, voltamos para a casa do seu servo, meu pai, e repetimos a ele as palavras de meu senhor.

25 “Então nosso pai disse: ‘Voltem e comprem um pouco de mantimento’.

26 Nós respondemos: ‘Não podemos descer sem o nosso irmão mais novo. Só iremos se ele for também, porque o governador afirmou que não nos receberia se fôssemos sem o menino’.

27 “Então nos disse o seu servo, nosso pai: ‘Vocês sabem que a minha mulher me deu dois filhos; 28 um deles desapareceu. Certamente foi despedaçado por algum animal selvagem, e nunca mais o vi. 29 Se agora também levarem este outro embora, e lhe acontecer algum mal, a tristeza fará com que eu desça à sepultura’.

30 “Agora, pois, se eu voltar a seu servo, o meu pai, sem levar o jovem comigo, visto que está muito apegado a ele, 31 quando ele perceber que o jovem não está conosco, morrerá. Os seus servos seriam culpados de matar de tristeza o nosso pai.

32 “Senhor, o seu servo garantiu que seria responsável pelo jovem. Eu disse assim: ‘Se eu não trouxer o jovem de volta, serei culpado para sempre diante do meu pai’.

33 “Agora, peço ao senhor, que eu fique como escravo no lugar do mais jovem, e ele volte com os seus irmãos. 34 Como poderei voltar e me encontrar com o meu pai, se o jovem não for comigo? Eu não suportaria ver o sofrimento de meu pai!”

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 43

Gênesis 43

Os irmãos de José descem outra vez ao Egito

1 A fome persistia e se tornava cada vez pior na terra.

2 Quando acabou o cereal que os
filhos de Israel tinham trazido do Egito, disse-lhes seu pai: “Voltem e comprem um
pouco mais de mantimento”.

3 Mas Judá lhe respondeu: “O homem nos advertiu seriamente: ‘Não me verão se o irmão de vocês não vier com vocês’.

4 Se o senhor enviar o nosso irmão conosco, desceremos e compraremos mantimento.

5 Mas se não o enviar, não desceremos, porque o homem nos disse: ‘Não me verão se o irmão de vocês não vier com vocês’”.

6 Israel perguntou: “Por que me causaram esse mal contando àquele homem que tinham outro irmão?”

7 Eles responderam: “O homem nos perguntou a respeito de nós e de nossa família. Ele perguntou: ‘O pai de vocês ainda está vivo? Vocês têm outro irmão?’ Nós apenas respondemos às perguntas dele. Como poderíamos imaginar que ele faria esta exigência: ‘Tragam o seu irmão?’”

8 Judá voltou a falar com o seu pai Israel: “Deixe o jovem aos meus cuidados e partiremos, para que vivamos e não morramos, nem nós, nem o senhor, nem as nossas crianças.

9 Eu serei responsável por ele. O senhor me fará prestar contas. Se eu não o trouxer de volta e não o colocar diante da sua presença, serei culpado para sempre diante do senhor.

10 Mas não nos faça demorar mais. Se tivéssemos ido, já estaríamos de volta a estas horas!”

11 Então seu pai Israel respondeu: “Parece que não tenho escolha. Se tem de ser assim, assim será. Mas tratem de levar os produtos mais preciosos desta terra, coloquem nos sacos e levem-nos para aquele homem. Levem um pouco de bálsamo e um pouco de mel, perfumes finos e mirra, nozes de pistache e amêndoas.

12 Levem dinheiro em dobro, e devolvam o
pagamento da primeira compra que foi colocado na boca dos sacos de vocês. Pode ser que o dinheiro foi colocado nos sacos por engano.

13 Levem também o irmão de vocês e voltem àquele homem. 14 Que o Todo-poderoso Deus lhes conceda misericórdia diante daquele homem, para que ele libere o seu outro irmão e deixe Benjamim voltar com vocês. Quanto a mim, se eu perder meus filhos, ficarei desolado!”

15 Então os homens pegaram os presentes, o dinheiro em dobro e a Benjamim, desceram para o Egito e se apresentaram a José.

16 Quando José viu que Benjamim estava com eles, disse ao administrador de sua casa: “Leve estes homens para casa, mate umas cabeças de gado e prepare tudo, porque estes homens almoçarão comigo ao meio-dia”.

17 Ele fez como José lhe havia ordenado e levou os homens para a casa de José. 18 Os filhos de Israel ficaram com medo, quando viram que foram levados à casa de José, e diziam: “Estamos aqui por causa do dinheiro que voltou conosco nos sacos de mantimentos. Ele quer nos acusar, tornar-nos escravos e tomar os nossos jumentos”.

19 Resolveram falar com o administrador da casa de José 20 e disseram: “Por favor, senhor! Já estivemos aqui uma vez para comprar mantimento; 21 quando paramos numa hospedaria, abrimos os sacos de mantimento e encontramos todo o dinheiro na boca de cada saco. Agora estamos aqui de novo e trouxemos de volta aquele dinheiro.

22 Além disso trouxemos mais dinheiro conosco, para comprar mantimento. Não sabemos quem colocou o dinheiro nos
sacos”.

23 Mas o administrador disse: “Paz esteja com vocês. Não tenham medo! O seu Deus, o Deus de seu pai, foi quem deu o precioso presente que vocês acharam nos sacos de cereais. O dinheiro de vocês chegou às minhas mãos”. Então soltou Simeão e o levou até onde eles estavam.

24 Depois os levou à casa de José. Ofereceu água para lavarem os pés e deu ração
aos seus jumentos.

25 Então eles prepararam o presente para a chegada de José ao meio-dia, porque ficaram sabendo que iriam almoçar ali.

26 Quando José chegou, eles lhe deram o presente e inclinaram-se diante dele, com os rostos no chão.

27 Ele queria saber como eles estavam, e em seguida perguntou: “Vocês me falaram
do seu pai idoso. Come ele vai? Ainda vive?”

28 Eles responderam: “O seu servo, nosso pai, vai bem e ainda vive”. E novamente baixaram a cabeça e se inclinaram.

29 José dirigiu sua atenção para seu irmão Benjamim, filho de sua mãe, e disse: “É este o irmão mais novo de quem me falaram?” E acrescentou: “Deus conceda graça a você, meu filho”.

30 A essa altura, não suportou mais a emoção em ver o seu irmão e saiu depressa,
procurando um lugar para chorar. Ele entrou no seu quarto e ali chorou.

31 Depois lavou o rosto e saiu. Conseguiu conter suas emoções e disse: “Sirvam a refeição”.

32 Serviram a ele em separado dos irmãos e dos egípcios que estavam com ele, porque os
egípcios não podiam comer com os hebreus. Isso seria um sacrilégio para eles.

33 José determinou que seus irmãos fossem colocados à mesa, diante dele por ordem de idade, do mais velho ao mais novo. Isto causou certo espanto entre eles.

34 Então, lhes serviram a comida. A porção dada a Benjamim era cinco vezes maior do que a dos outros. E eles beberam e se alegraram com ele.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

 

Leitura Bíblica: Gênesis 42

Gênesis 42

Os irmãos de José descem ao Egito

1 Jacó ficou sabendo que no Egito havia mantimento. Então disse aos seus filhos: “Vocês acham que adianta ficar olhando uns para os outros?”

2 E acrescentou: “Ouvi dizer que há trigo no Egito. Desçam até lá e comprem mantimento para que continuemos vivos e não morramos”.

3 Então desceram dez irmãos de José para comprar cereal no Egito.

4 Jacó não permitiu que Benjamim, irmão de José, fosse com eles, dizendo: “É melhor que ele fique, pois poderia acontecer algum mal a ele”.

5 Os filhos de Israel foram comprar mantimentos junto com outras pessoas, porque havia fome na terra de Canaã.

6 José era governador do Egito. Era ele quem vendia a todos os que precisavam. Os irmãos de José foram à sua presença e se inclinaram, com o rosto no chão, diante dele.

7 José logo reconheceu seus irmãos, porém fez de conta que não os conhecia, e lhes perguntou de forma áspera: “De onde vocês vêm?” Eles responderam: “Da terra de Canaã. Viemos comprar mantimentos”.

8 José reconheceu os seus irmãos, mas eles não o reconheceram.

9 Então, José lembrou-se dos sonhos que tinha tido a respeito deles e lhes disse: “Vocês são espiões e estão querendo
descobrir os pontos fracos do Egito”.

10 “Não, senhor!”, responderam eles. “Estes seus servos vieram aqui comprar mantimentos.

11 Somos todos filhos do mesmo pai. Somos homens honestos. Os seus servos não são
espiões.”

12 José insistiu: “Nada disso! Vocês vieram conhecer os pontos fracos do país”.

13 Eles disseram: “Seus servos eram doze irmãos, todos filhos de um homem que mora em Canaã. O mais novo ficou em casa com o pai, e o outro já não existe mais”.

14 José voltou a falar: “É como já lhes disse: Vocês são espiões!”

15 Ele prosseguiu: “Há um jeito de provar o que dizem. Juro pela vida do faraó que vocês não sairão daqui enquanto não apresentarem aqui o seu irmão mais novo.

16 Um de vocês deve trazê-lo e os demais ficarão detidos. Assim ficará provado se vocês disseram a verdade. Se não, juro pela vida do faraó que ficará provado que vocês são espiões”.

17 Em seguida os colocou numa prisão por três dias.

18 Três dias depois José voltou a falar com eles: “Vou dar uma oportunidade a vocês para salvarem a vida, pois temo a Deus.

19 Se vocês são homens honestos, deixem um dos seus irmãos aqui na prisão, enquanto os outros vão levar os mantimentos para matar a fome dos
seus familiares.

20 Depois, tragam-me o irmão mais novo de vocês. Assim vocês provarão que estão dizendo a verdade e não serão mortos”. Eles concordaram.

21 Então disseram uns aos outros: “Na verdade, somos culpados e estamos sofrendo por aquilo que fizemos a nosso irmão. Vimos a sua aflição, quando suplicava para que tivéssemos pena dele, mas não lhe demos ouvidos. Por isso estamos passando por esta angústia”.

22 Rúben respondeu: “Eu não lhes disse que não maltratassem o menino? Mas vocês não quiseram me ouvir. Pois agora teremos de prestar contas do sangue dele”.

23 Eles, porém, não desconfiavam que José podia compreendê-los, porque ele falava por
meio de um intérprete.

24 José se retirou e começou a chorar; depois voltou para falar de novo com eles, e algemou Simeão diante deles.

Os irmãos de José voltam do Egito.

25 José deu ordens para que enchessem de cereal os sacos e mandou devolver o pagamento de cada um deles, colocando o dinheiro dentro dos sacos. Além disso, mandou preparar mantimentos para a viagem deles. E assim foi feito.

26 Eles puseram os sacos de cereal sobre
os lombos dos jumentos e partiram.

27 Quando estavam alojados num lugar para pernoitar, um deles foi dar de comer ao seu jumento. Ao abrir o saco, viu o dinheiro.

28 Então disse aos irmãos: “Devolveram o meu dinheiro! Encontrei-o na boca do saco”.
Todos ficaram assustados e, cheios de medo, disseram uns aos outros: “O que Deus fez conosco?”

29 Quando chegaram à casa de seu pai Jacó, na terra de Canaã, contaram ao pai tudo o que tinha acontecido, dizendo:

30 “O governador do Egito falou de forma áspera conosco e nos tratou como se fôssemos espiões.

31 Mas nós dissemos: ‘Somos homens honestos, e não espiões.

32 Somos doze irmãos por parte de pai. Um não existe mais, e o mais novo está com
nosso pai na terra de Canaã’.

33 “Mas aquele homem que governa aquela terra respondeu: ‘Só há um modo de vocês
provarem que são honestos. Um dos irmãos ficará detido aqui. Os outros podem voltar para casa, levando o mantimento para matar a fome das famílias de vocês.

34 Depois, tragam-me o seu irmão mais novo, para que fique provado que vocês não são espiões, mas sim homens honestos. Então soltarei o seu irmão, e vocês poderão negociar nesta terra’”.

35 Ao esvaziarem os sacos de cereais, perceberam que em cada saco estava o dinheiro, amarrado em saquinhos. Quando eles e o pai viram os saquinhos com o dinheiro, ficaram com muito medo.

36 Então disse-lhes seu pai Jacó: “Vocês estão tirando os filhos de mim. José já não existe mais, e Simeão não está aqui. E agora querem levar Benjamim! Quanto sofrimento!”

37 Então Rúben disse ao pai: “Pode matar os meus dois filhos se eu não o trouxer de volta. Deixe Benjamim aos meus cuidados, e eu o trarei de volta”.

38 Ele, porém, respondeu: “Meu filho não descerá com vocês. O seu irmão morreu, e ele é o único que me resta. Se acontecer algum mal na viagem, vocês me matariam de tristeza” .

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 41

Gênesis 41

José interpreta os sonhos de Faraó

1 Depois de dois anos completos, o faraó teve um sonho. Nesse sonho ele estava em pé, na margem do rio Nilo.

2 Ele viu sair das águas sete vacas belas e gordas que ficaram pastando no capinzal.

3 Depois viu sair do rio sete vacas feias e magras. Elas pararam ao lado das gordas, na beira do rio.

4 Então as vacas feias e magras comeram as belas e gordas. Aí o faraó acordou.

5 Depois dormiu de novo e teve outro sonho. Ele sonhou que num só talo nasciam sete espigas cheias e boas.

6 Em seguida brotaram mais sete espigas do mesmo talo, porém miúdas e ressequidas pelo vento leste.

7 E as espigas miúdas devoraram as sete espigas cheias e boas. Nisso o faraó acordou e percebeu que era um sonho.

8 De manhã, ficou muito preocupado com os sonhos que teve e mandou chamar todos os magos e todos os sábios do Egito, e contou-lhes os sonhos; mas ninguém foi capaz de interpretá-los.

9 Só então o chefe dos copeiros lembrou-se de José e disse ao faraó: “Hoje preciso
confessar o meu erro!

10 Certa vez, Vossa Majestade ficou indignado com os seus servos e mandou prender-me junto com o chefe dos padeiros, na casa do comandante da guarda.

11 Na mesma noite, nós dois tivemos um sonho. Cada sonho tinha uma interpretação diferente.

12 Estava conosco um jovem hebreu, servo do comandante da guarda. Contamos a ele os nossos sonhos, e ele interpretou cada um dos sonhos.

13 E aconteceu exatamente conforme a sua
interpretação: eu voltei para o meu cargo, e o outro foi pendurado num poste”.

14 Então o faraó mandou buscar José, que foi tirado às pressas do calabouço. José fez a
barba, trocou de roupa, e se apresentou ao faraó.

15 O faraó disse a José: “Tive um sonho, e ninguém consegue interpretá-lo. Ouvi dizer que quando você ouve um sonho, é capaz de interpretá-lo”.

16 José lhe respondeu: “Eu mesmo não posso fazê-lo, mas Deus vai dar uma resposta favorável ao faraó”.

17 Então o faraó contou o sonho a José: “Sonhei que estava em pé, na beira do rio Nilo.

18 De repente vi que sete vacas belas e gordas saíram do rio e ficaram pastando no capinzal.

19 Logo depois saíram outras vacas feias e magras. Nunca vi vacas tão feias em toda a terra do Egito!

20 E as vacas magras e feias comeram as primeiras sete vacas gordas.

21 E, para meu espanto, notei que essas vacas continuavam muito magras, mesmo depois de terem comido as outras! Então acordei.

22 “Dormi de novo e tive outro sonho. Sonhei que de um só talo saíam sete espigas cheias e boas.

23 Depois nasceram no mesmo talo sete espigas miúdas e murchas, ressequidas pelo vento leste.

24 E as espigas magras engoliram as sete espigas boas. Contei os sonhos aos magos, mas ninguém foi capaz de dizer o sentido deles”.

25 Então, José lhe respondeu: “Os dois sonhos, na verdade, são um só. Deus revelou ao faraó o que ele vai fazer”.

26 As sete vacas boas simbolizam sete anos; a mesma coisa ocorre com as espigas, porque se trata de um único sonho.

27 As sete vacas magras e feias que apareceram depois das vacas gordas, bem como as sete espigas miúdas, ressequidas pelo vento leste, simbolizam sete anos de fome.

28 “Exatamente o que Deus revelou ao faraó é o que ele vai fazer. 29 Virão sete anos de muita fartura em toda a terra do Egito, 30 mas depois vamos ter sete anos de fome. A miséria será tanta que ninguém na terra do Egito se lembrará da fartura anterior, pois a fome arruinará a terra.

31 A fome que virá depois será tão terrível que o tempo de fartura não mais será
lembrado na terra.

32 O sonho do faraó foi duplo, para mostrar que essas coisas foram determinadas por Deus, e que ele se apressa em realizá-las.

33 “Agora dou a seguinte sugestão ao faraó: O faraó deve escolher um homem criterioso e sábio para comandar a terra do Egito.

34 O faraó também deve nomear administradores sobre a terra, para recolher a quinta parte de toda a colheita da terra do Egito durante os sete anos de fartura.

35 Esses administradores deverão recolher toda a colheita de trigo dos anos bons que
virão, o qual será estocado em armazéns, sob o controle do faraó, para mantimento nas cidades.

36 Esse mantimento servirá como reserva para os sete anos de fome que haverá no
Egito, para que a nação sobreviva à crise”.

37 O faraó e os seus oficiais gostaram do conselho de José.

Faraó põe José como governador do Egito.

38 O faraó disse aos seus oficiais: “Será que encontraríamos alguém como este homem, em quem está o Espírito de Deus?”

39 Em seguida o faraó disse a José: “Visto que Deus lhe fez saber todas estas coisas, não há ninguém tão criterioso e sábio como você.

40 Por isso, você será o administrador da minha casa, e todo o meu povo obedecerá às suas ordens. Somente em relação ao trono real serei maior do que você”.

41 E acrescentou: “Dou autoridade a você sobre toda a terra do Egito”. 42 Em seguida, o faraó tirou do seu dedo o seu anel com o selo real, e o colocou no dedo de José.
Mandou vestir nele roupas de linho fino e colocou um colar de ouro ao redor do seu pescoço (como era costume entre os homens poderosos daquela época).

43 Também o fez subir em sua segunda carruagem e mandou que os homens fossem na frente, gritando a todos: “Prestem homenagem a José! Inclinem-se diante dele”. Dessa forma, o faraó nomeou José como a maior autoridade sobre toda a terra do Egito.

44 O faraó também disse a José: “Eu sou o faraó, mas sem a sua ordem ninguém poderá mover a mão ou o pé em toda a terra do Egito”.

45 O faraó chamou José de Zafenate-Paneia  e lhe deu por mulher Azenate, filha de Potífera, sacerdote de Om. Depois José foi inspecionar a terra do Egito.

46 José tinha trinta anos quando se apresentou ao faraó, rei do Egito. Ele viajou por todo o Egito.

47 Nos sete anos de fartura a terra produziu em abundância.

48 José recolheu todos os cereais da terra do Egito nos sete anos de fartura e os armazenou nas cidades. Em cada cidade
ele armazenava os cereais colhidos nos campos que ficavam próximos dela.

49 Assim, a quantidade de cereais que José conseguiu armazenar foi enorme, como a areia do mar. O mantimento era tanto que ele parou de anotar, porque ia além das medidas conhecidas.

50 Antes de chegar o período de fome, Azenate, filha de Potífera, sacerdote de Om, deu dois filhos a José.

51 Ao primeiro, José deu o nome de Manassés, dizendo: “Deus me fez esquecer de todos os meus sofrimentos e de toda a casa de meu pai”.

52 Ao segundo filho José deu o nome de Efraim. Disse José na ocasião: “Deus me fez prosperar na terra onde tenho sofrido”.

53 Depois de sete anos de fartura na terra do Egito, 54 começaram os sete anos de fome, como José havia predito. E houve fome em todas as terras, mas no Egito o povo tinha com que se alimentar.

55 Quando o povo do Egito começou a sentir fome, clamou ao faraó por pão. O faraó respondeu a todos os egípcios: “Dirijam-se a José e façam o que ele disser”.

56 Quando a fome se estendeu por toda a terra, José mandou abrir os armazéns e começou a vender cereais aos egípcios.

57 Além disso, vinha gente de muitos lugares ao Egito para comprar de José, porque a fome atingiu uma enorme região.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 40

Gênesis 40

José na prisão interpreta dois sonhos

1 Algum tempo depois, o chefe dos copeiros e o padeiro real ofenderam o seu senhor, o rei do Egito.

2 O Faraó ficou indignado com seus dois oficiais, o chefe dos copeiros e o chefe dos padeiros, 3 e mandou prendê-los na casa do comandante da guarda, na mesma prisão
em que José estava.

4 O comandante da guarda encarregou José de cuidar deles. Ficaram lá presos por algum tempo.

5 Certa noite, os dois tiveram um sonho. O chefe dos copeiros e o chefe dos padeiros perceberam que cada sonho tinha seu próprio significado.

6 Na manhã seguinte, José notou que ambos estavam abatidos.

7 Então perguntou aos oficiais do faraó, que também estavam presos na casa do seu senhor: “O que aconteceu? Por que vocês
estão tão tristes?”

8 Eles responderam: “Cada um de nós teve um sonho esta noite, mas ninguém aqui é capaz de interpretá-los”. Disse-lhes José: “Não pertence a Deus a interpretação de sonhos? Contem-me os sonhos”.

9 Então o chefe dos copeiros contou o seu sonho a José. Ele disse: “Em meu sonho havia uma videira na minha frente, 10 com três ramos. Ela brotou, depois produziu flores, que por sua vez deram cachos de uvas maduras.

11 A taça do faraó estava na minha mão. Peguei as uvas e as espremi na taça do faraó, e a entreguei pessoalmente em sua mão”.

12 Então José lhe disse: “Esta é a interpretação: Os três ramos são três dias.

13 Dentro de três dias, o faraó vai mandar soltar você e restaurá-lo ao seu cargo como chefe dos copeiros, e você servirá a taça pessoalmente a ele, como costumava fazer quando você era o copeiro.

14 Agora, ouça. Quando tudo estiver bem com você, lembre-se de mim. Peço que seja bondoso comigo e fale de mim ao faraó para me tirar desta prisão, 15 porque me tiraram da terra dos hebreus à força; e não fiz nada para merecer estar neste lugar”.

16 O chefe dos padeiros ficou entusiasmado ao ouvir a boa interpretação, e também contou o seu sonho a José. “No meu sonho”, disse ele, “vi três cestas de pão branco empilhadas sobre a minha cabeça.

17 Na cesta de cima havia todo tipo de comidas gostosas que o faraó costumava
comer. Mas as aves vieram e comeram da cesta que eu trazia na cabeça”.

18 E José lhe disse: “A interpretação é esta: As três cestas significam três dias. 19 Dentro de três dias, o faraó vai mandar cortar a sua cabeça e pendurar você num poste. E as aves vão comer a sua carne!”

20 Três dias depois, era o aniversário do faraó. Ele deu um grande banquete a todos os oficiais e a todo o pessoal de serviço do palácio. No meio da festa, ele mandou soltar o chefe dos copeiros e o chefe dos padeiros e mandou que viessem ao banquete.

21 Ele reintegrou o chefe dos copeiros, que voltou a servir pessoalmente ao faraó.

22 Mas o chefe dos padeiros teve seu corpo pendurado numa estaca, como José tinha anunciado.

23 Entretanto, o chefe dos copeiros não se lembrou de José. Não pensou mais nele.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 39

Gênesis 39

José em casa de Potifar

1 Quando José foi levado para o Egito, foi vendido pelos ismaelitas que o tinham levado para lá ao egípcio Potifar, oficial do faraó e comandante da guarda.

2 O SENHOR estava com José e o abençoava em tudo o que fazia, e ele passou a morar na casa do seu senhor egípcio.

3 Quando Potifar percebeu que o SENHOR estava com José e que o abençoava em tudo o que fazia, José 4 ganhou a simpatia do seu senhor, que o colocou como administrador de sua casa e confiou a ele tudo o que possuía.

5 Desde o momento em que José foi nomeado administrador de sua casa e de todos os seus bens, o SENHOR abençoou a casa do egípcio por causa de José. A bênção do SENHOR estava sobre tudo o que ele tinha, tanto nos negócios da casa como no campo.

6 Assim, Potifar deixou tudo o que tinha aos cuidados de José, a tal ponto que não se preocupava com nada. A única coisa que Potifar resolvia pessoalmente era em relação à sua própria comida. José era formoso e atraente.

7 Certo dia, a mulher do seu senhor começou a cobiçar José e o convidou: “Venha para a cama comigo!” 8 Mas ele se recusou e disse a ela: “O meu senhor confiou a mim tudo o que é dele. Ele nem sabe o que existe na casa, porque deixou tudo sob a minha responsabilidade.

9 Ninguém nesta casa está acima de mim. Ele não me privou de coisa alguma, a não ser da senhora, porque é a sua mulher. Como poderia eu, então, cometer tamanha maldade e pecar contra Deus?”

10 A mulher não desistiu. Ela insistia dia após dia com José, mas ele se recusava a deitar-se com ela e procurava não ficar perto dela.

11 Um dia José foi até a casa para cuidar dos negócios, e nenhum empregado se achava
presente.

12 Então ela o agarrou pela capa e voltou a convidá-lo: “Venha para a cama comigo!” Mas José fugiu para fora da casa, deixando a capa nas mãos dela.

13 Quando a mulher viu que ele tinha fugido, e que estava com a capa dele, 14 chamou os empregados da casa e lhes disse: “Vejam só! Esse hebreu que foi trazido pelo meu marido para me insultar entrou aqui e quis me forçar a ir para a cama com ele. Mas eu gritei o mais alto que pude. 15 Quando ele ouviu que eu gritava bem alto, fugiu, esquecendo a capa dele aqui ao meu lado”.

16 Ela guardou a capa de José até que o seu senhor chegasse em casa. 17 Então, contou ao marido a mesma história. Disse ela: “Esse escravo hebreu que você trouxe se aproximou de mim para me insultar. 18 Mas quando gritei por ajuda, ele largou sua capa ao meu lado e fugiu”.

19 Quando o seu senhor ouviu o que sua mulher lhe disse: “Foi assim que o seu escravo agiu comigo”, ficou irado.

20 E o senhor de José mandou buscá-lo e o lançou na prisão, no lugar onde ficavam os presos do rei. E ele ficou na prisão.

21 Mas o SENHOR estava com José e derramou a sua bondade sobre ele, de maneira que ele conquistou a simpatia do carcereiro.

22 Assim, o carcereiro encarregou José de cuidar dos presos que estavam naquela prisão; e ele fazia tudo o que era necessário
fazer ali.

23 O carcereiro deixou de se preocupar com o que acontecia na cadeia, porque José
cuidava de tudo. E o SENHOR estava com José e o abençoava em tudo que fazia.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 38

Gênesis 38

Judá e Tamar

1 Nessa época, Judá saiu de casa e passou a viver na casa de um homem de Adulão,
chamado Hira.

2 Ali Judá conheceu a filha do cananeu Sua, casou-se e teve relações com ela.

3 Ela engravidou e deu à luz um filho, e o pai o chamou de Er. 4 Engravidou de novo e deu à luz um filho, e deu-lhe o nome de Onã.

5 Ela deu à luz ainda um terceiro filho e chamou-o de Selá, quando morava em Quezibe.

6 Quando Er, o filho mais velho, cresceu, Judá arranjou um casamento para ele com uma mulher chamada Tamar.

7 Er, o filho mais velho de Judá, porém, levava uma vida perversa aos olhos do SENHOR, e o SENHOR mesmo o fez morrer.

8 Então Judá disse a Onã, irmão de Er: “Casese com a mulher do seu irmão e cumpra as suas obrigações de cunhado, para que o seu irmão tenha descendentes por seu intermédio.

9 Onã, porém, não queria ter filhos que não tivessem o seu nome. Por isso, todas as vezes que se deitava com Tamar, deixava cair o líquido seminal no chão. Ele fazia isso para evitar que seu irmão tivesse descendentes.

10 O SENHOR reprovou essa atitude e por isso também o fez morrer.

11 Então disse Judá a Tamar, sua nora: “Vá para a casa de seus pais e permaneça viúva até que Selá, meu filho, cresça”. A intenção de Judá era evitar que acontecesse com o filho mais moço o mesmo que havia ocorrido com os dois irmãos dele. Então Tamar voltou para a casa dos pais dela.

12 Passou o tempo, e a filha de Sua, mulher de Judá, morreu. Depois que terminou o tempo costumeiro de luto, Judá foi ver os tosquiadores do seu rebanho em Timna, com o seu amigo Hira, o adulamita.

13 Alguém contou a Tamar: “O seu sogro está indo a Timna, para tosquiar as ovelhas”.

14 Então, ela trocou as roupas de sua viuvez, cobriu-se com um véu, se disfarçou e ficou sentada à beira da estrada de Timna, próximo da entrada da cidade de Enaim. Tamar fez isso porque viu que Selá já era homem, e nem ele nem seu pai falavam em casamento.

15 Quando Judá a viu, pensou que fosse uma prostituta, porque ela estava com o rosto coberto pelo véu.

16 Então Judá se dirigiu a ela, e lhe disse: “Vem, deita comigo”. Ele não sabia que era a sua nora. Ela perguntou: “Quanto você me pagará para deitar-me com você?”

17 Ele respondeu: “Mandarei a você um cabrito do meu rebanho”. E ela perguntou: “Que garantia me dá de que mandará o pagamento?”

18 Judá disse: “Bem, o que você quer como garantia?” “Quero o seu selo de identificação com o cordão e o cajado que você está segurando”, respondeu ela. Ele deu a ela essas coisas, e teve relações com ela. E Tamar ficou grávida.

19 Depois disso, Tamar tirou o véu e voltou a vestir as roupas de viúva.

20 Judá encarregou seu amigo adulamita de entregar o cabrito prometido àquela mulher, a fim de reaver as coisas que tinha deixado com ela como garantia. Mas ele não a encontrou.

21 Então perguntou aos homens daquele lugar: “Onde posso encontrar aquela prostituta que costumava ficar à beira do caminho de Enaim?” Eles responderam: “Nunca vimos nenhuma prostituta ali”.

22 Voltando para Timna, Hira disse a Judá: “Não a encontrei. Além do mais, os homens
daquele lugar disseram que nunca viram uma prostituta ali”.

23 Judá respondeu: “Que ela fique com as minha coisas. Dessa forma ninguém vai zombar de nós. Afinal, mandei a ela este cabritinho, mas você não a encontrou”.

24 Cerca de três meses mais tarde, disseram a Judá: “Tamar, sua nora, agiu como prostituta, pois está grávida”. Judá disse: “Tragam-na para fora para que seja queimada!”

25 Quando a tiraram, ela mandou dizer ao sogro: “Estou grávida do homem que é dono destas coisas”. E acrescentou: “Veja se o senhor reconhece de quem é este selo, este cordão e este cajado”.

26 Judá reconheceu-os e disse: “Ela é mais correta do que eu, pois eu não a dei ao meu filho Selá”. E nunca mais voltou a ter relações com ela.

27 Quando chegou a época de dar à luz, havia gêmeos em seu ventre.

28 Enquanto ela dava à luz, um pôs a mão para fora; então a parteira amarrou um fio vermelho no pulso do menino, dizendo: “Este saiu primeiro”.

29 Mas quando ele recolheu a mão, saiu seu irmão, e ela disse: “Como foi que você conseguiu encontrar uma brecha para sair?” Por esse motivo deram a ele o nome de Perez.

30 Logo depois saiu seu irmão, que estava com o fio no pulso. Deram a ele o nome de Zerá.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 37

Gênesis 37

José é vendido por seus irmãos

1 Jacó voltou a habitar na terra de Canaã, onde seu pai tinha morado como estrangeiro.

2 A história da família de Jacó é a seguinte:
Quando José tinha dezessete anos, o trabalho dele era pastorear os rebanhos com os seus irmãos. Como era ainda muito jovem, ele acompanhava os filhos de Bila e de Zilpa, mulheres de seu pai. Quando voltava do campo, José contava ao pai as más notícias a respeito dos seus
irmãos.

3 Na verdade, José era o filho preferido de Israel, porque nasceu quando o pai já era muito idoso. Certo dia José ganhou uma túnica longa de diversas cores.

4 Quando os irmãos viram que o pai o amava mais do que a todos os outros filhos, odiaram-no e já não conseguiam falar
amigavelmente com ele.

5 Certa noite José teve um sonho e, quando contou esse sonho a seus irmãos, eles ficaram com ainda mais ódio dele.

6 “Peço que ouçam o sonho que tive”, disse-lhes. 7 “Vejam só! Sonhei que estávamos
amarrando os feixes de trigo no campo, quando o meu feixe se levantou e ficou em pé, e os seus feixes o rodearam e se inclinaram diante dele!”

8 Seus irmãos disseram: “Você está querendo dizer que vai reinar sobre nós, ou que vai nos governar?” Por causa dos seus sonhos e das suas palavras, o ódio deles aumentava cada vez mais.

9 José teve outro sonho e o contou aos seus irmãos: “Sonhei que o sol, a lua e onze estrelas se inclinavam diante de mim”.

10 Quando contou o sonho ao pai e a seus irmãos, o pai o repreendeu, dizendo: “Que sonho é esse? Então você acha que eu, a sua mãe e os seus irmãos vamos ter de nos inclinar até o chão diante de você?”

11 Os irmãos ficaram com inveja de José. O pai, no entanto, meditava sobre o que ouvia.

12 Certo dia os irmãos de José levaram os rebanhos de seu pai para perto de Siquém,

13 e Israel disse a José: “Os seus irmãos não estão cuidando do rebanho em Siquém? Quero que você vá até lá”. “Sim, senhor” respondeu-lhe.

14 Israel lhe disse: “Vá lá ver como estão seus irmãos e os rebanhos, e traga-me notícias deles”. José obedeceu e partiu do vale de Hebrom para Siquém.

15 Um homem o encontrou perdido pelos campos e perguntou a ele: “Que é que você está procurando?”

16 José respondeu: “Estou procurando os meus irmãos. O senhor pode me dizer onde eles estão cuidando dos rebanhos?”

17 O homem disse: “Já não estão aqui. Ouvi quando falavam: ‘Vamos a Dotã’”. Então José foi em busca dos seus irmãos e os encontrou próximo de Dotã.

18 Mas eles o viram de longe e, antes que se aproximasse, tramaram uma forma de matá-lo.

19 E diziam uns aos outros: “Lá vem o sonhador!

20 Vamos matá-lo e jogar o corpo dele num destes poços. Depois diremos que ele foi morto por um animal selvagem. Então veremos em que vão dar os seus sonhos!”

21 Quando Rúben ouviu o plano dos irmãos, quis livrá-lo, dizendo: “Não vamos matar o
nosso irmão!”

22 E acrescentou: “Não derramem sangue. Joguem-no neste poço no deserto, mas não coloquem as mãos nele”. Rúben disse isso com a intenção de libertá-lo mais tarde e
devolvê-lo ao pai.

23 Então, quando José chegou, seus irmãos arrancaram a sua túnica longa e colorida,

24 agarraram-no e o jogaram no poço vazio, sem água.

25 Mais tarde, quando estavam sentados, comendo pão, viram que uma caravana de
ismaelitas vinha de Gileade. Os camelos estavam carregados de perfumes, bálsamo e mirra, que estavam levando para o Egito.

26 Judá disse aos seus irmãos: “Que vantagem teremos em matar o nosso irmão, esconder a sua morte e ficar com esse peso na consciência?

27 Vamos vendê-lo aos ismaelitas. Afinal, ele é nosso irmão, é do nosso sangue”. E seus irmãos concordaram.

28 Assim, quando os mercadores ismaelitas passaram por ali, os irmãos de José o tiraram do poço e o venderam aos ismaelitas por vinte moedas de prata, que o levaram para o Egito.

29 Quando Rúben voltou ao poço, viu que José não estava nele. Então, rasgou as suas roupas, cheio de aflição.

30 E, voltando-se para os seus irmãos, disse: “O menino não está lá! Para onde irei agora?”

31 Então eles pegaram a túnica de José, mataram um bode e mergulharam a túnica no sangue do animal.

32 Depois mandaram a túnica longa e colorida, cheia de sangue, ao pai, com este
recado: “Achamos isto no campo. Será que é a túnica de seu filho?”

33 Jacó a reconheceu e disse: “É a túnica de meu filho! Provavelmente um animal selvagem o devorou! Certamente José foi despedaçado!”

34 Então Jacó rasgou as suas roupas e se vestiu com pano de saco e chorou muitos dias pela morte de seu filho.

35 Todos os seus filhos e filhas procuraram consolar Jacó. Ele, porém, recusou ser consolado, dizendo: “Vou chorar a morte do meu filho até morrer”. E continuou a chorar.

36 Enquanto isso, os mercadores de Midiã venderam José a Potifar no Egito, oficial do faraó, comandante da guarda.

OBS: Todas as explicações de dúvidas e respostas serão inseridas após o término de todos os capítulos de cada Livro em uma única página!

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 36

Gênesis 36

Os descendentes de Esaú

1 Esta é a lista dos descendentes de Esaú, também chamado de Edom.

2 Esaú casou-se com três mulheres de Canaã: Ada, filha do heteu Elom, Oolibama, filha de Aná e neta do heveu Zibeão, 3 e também Basemate, sua prima, filha de Ismael, irmã de Nebaiote.

4 Esaú e Ada tiveram um filho chamado Elifaz. Esaú e Basemate tiveram um filho chamado Reuel.

5 Esaú e Oolibama tiveram filhos chamados Jeús, Jalão e Corá. Todos estes filhos de Esaú nasceram em Canaã.

6 Esaú reuniu suas mulheres, seus filhos e filhas, e todas as pessoas da sua casa, os seus
rebanhos, todo o seu gado e todos os seus bens que tinha adquirido na terra de Canaã, e mudou-se para outra região, afastando-se do seu irmão Jacó.

7 Os seus bens eram tantos que já não podiam morar juntos. A terra onde tinham morado juntos já não podia sustentá-los, por causa do seu gado. 8 Por isso, Esaú, que é Edom, foi morar no monte Seir.

9 Estes são os descendentes de Esaú, pai dos edomitas, no monte Seir.

10 São estes os filhos de Esaú: Elifaz, filho de Ada, mulher de Esaú; Reuel, filho de
Basemate, mulher de Esaú.

11 Estes foram os filhos de Elifaz: Temã, Omar, Zefô, Gaetã e Quenaz. 12 Elifaz, filho de Esaú, tinha uma concubina chamada Timna, que lhe deu um filho chamado Amaleque. São estes os filhos de Ada, mulher de Esaú.

13 Estes foram os filhos de Reuel: Naate, Zerá, Samá e Mizá; estes foram os filhos64 de Basemate, mulher de Esaú.

14 Estes foram os filhos de Oolibama, mulher de Esaú, filha de Aná, filho (neto) de Zibeão: Jeús, Jalão e Corá.

15 São estes os chefes dentre os filhos de Esaú: dos filhos de Elifaz, o filho mais velho de Esaú, descendem os seguintes chefes de grupos de famílias: os chefes Temã, Omar, Zefô, Quenaz, 16 Corá, Gaetã e Amaleque. São esses os chefes que são descendentes de Elifaz, o filho mais velho de Esaú e de Ada, em Edom.

17 De Reuel, filho de Esaú (e de Basemate), descendem os seguintes grupos de famílias: os chefes Naate, Zaerá, Samá e Mizá. Esses foram os chefes dos grupos de famílias,
descendentes de Reuel em Edom; netos de Basemate, mulher de Esaú.

18 Foram estes os filhos de Oolibama, mulher de Esaú: os chefes Jeús, Jalão e Corá. Foram esses os chefes descendentes de Oolibama, mulher de Esaú, filha de Aná.

19 Aí estão, pois, os filhos e netos de Esaú, chefes de grupos de famílias. Esaú também é
conhecido como Edom.

20 Estes foram os filhos de Seir, o horeu, moradores daquela região: Lotã, Sobal, Zibeão e Aná, 21 Disom, Ézer e Disã. Esses filhos de Seir foram chefes dos horeus na terra de Edom.

22 Os filhos de Lotã são Hori e Hemã. A irmã de Lotã era Timna.

23 São estes os filhos de Sobal: Alvã, Manaate, Ebal, Sefô e Onã.

24 São estes os filhos de Zibeão: Aiá e Aná. Foi Aná que descobriu as fontes de águas
quentes no deserto, quando pastoreava os jumentos do seu pai Zibeão.

25 São estes os filhos de Aná: Disom e Oolibama, a filha de Aná.

26 São estes os filhos de Disom: Hendã, Esbã, Itrã e Querã.

27 São estes os filhos de Ézer: Bilã, Zaavã e Acã.

28 São estes os filhos de Disã: Uz e Arã.

29 São estes os chefes dos horeus: Lotã, Sobal, Zibeão, Aná, 30 Disom, Ézer e Disã. Esses foram os chefes dos horeus, de acordo com as tribos na região de Seir.

31 São estes os reis que reinaram na terra de Edom, antes de haver rei sobre os israelitas.
32 Belá, filho de Beor, reinou em Edom, na cidade de Dinabá.

33 Quando Belá morreu, reinou em seu lugar, Jobabe filho de Zerá, de Bozra.

34 Quando Jobabe morreu, reinou em seu lugar Husã, da terra dos temanitas.

35 Quando Husã morreu, reinou em seu lugar Hadade, filho de Bedade, da cidade de Avite. Hadade comandou as forças que derrotaram os midianitas, quando invadiram o território de Moabe.

36 Quando Hadade morreu, reinou em seu lugar Samlá de Masreca.

37 Quando Samlá morreu, reinou em seu lugar Saul, de Reobote, próxima ao rio Eufrates.

38 Quando Saul morreu, reinou em seu lugar Baal-Hanã, filho de Acbor.

39 Quando Baal-Hanã, filho de Acbor morreu, reinou em seu lugar Hadar, da cidade de Paú. A mulher de Hadar era Meetabel, filha de Matrede e neta de Mezaabe.

40 São estes os chefes, descendentes de Esaú, conforme as suas famílias, seus lugares e seus nomes: Timna, Alva, Jetete, 41 Oolibama, Elá, Pinom, 42 Quenaz, Temã, Mibzar, 43 Magdiel e Irã. Esses são os chefes de Edom; cada um fixou-se numa região da terra que ocupavam. Os edomitas são descendentes de Esaú.

Genealogi

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 35

Gênesis 35

Deus manda Jacó a Betel e levantar um altar

1 Deus disse a Jacó: “Apronte-se, suba para Betel e estabeleça-se ali. Chegando lá,
construa um altar ao Deus que lhe apareceu quando você estava fugindo do seu irmão
Esaú”.

2 Então Jacó disse à sua família e a todos que estavam com ele: “Joguem fora todas as
imagens dos deuses estrangeiros que estão com vocês. Purifiquem-se e vistam roupas limpas.

3 Aprontem-se e subamos para Betel. Lá eu vou construir um altar ao Deus que me ouviu no dia da minha angústia e tem me acompanhado por onde tenho andado”.

4 Então deram a Jacó todas as imagens dos deuses estrangeiros e os brincos que usavam nas orelhas. E Jacó os enterrou debaixo do carvalho próximo de Siquém.

5 Quando partiram, o terror de Deus
dominou de tal forma as cidades próximas que ninguém perseguiu os filhos de Jacó.

6 Jacó e todos que estavam com ele chegaram a Luz, cidade também conhecida por Betel, na terra de Canaã.

7 Jacó construiu ali um altar e chamou o lugar de El-Betel. Porque foi em Betel que Deus apareceu a Jacó, quando estava fugindo de seu irmão Esaú.

A morte de Débora.

8 Débora, a ama de Rebeca, morreu e foi enterrada ao pé do carvalho. Essa árvore foi
chamada de Alom-Bacute.

9 Tendo voltado de Padã-Arã, Deus lhe apareceu de novo e o abençoou.

10 Deus disse-lhe: “Seu nome é Jacó, mas você já não se chamará mais Jacó. O seu nome será Israel”.

11 E Deus ainda lhe disse: “Eu sou o Deus Todo-poderoso. Farei que você tenha muitos
descendentes que vão se multiplicar muito, formando uma grande nação. Multidões de nações e reis estarão entre os seus descendentes.

12 E passarei a você e aos seus futuros descendentes a terra que dei a Abraão e a Isaque”.

13 Em seguida Deus elevou-se do lugar em que tinha falado com Jacó.

14 Então Jacó levantou uma coluna de pedra no lugar em que Deus tinha falado com ele.
Depois derramou vinho sobre ela e ungiu-a com óleo de oliveira.

15 Jacó chamou de Betel o lugar em que Deus tinha falado com ele.

O nascimento de Benjamim e a morte de Raquel.

16 Eles saíram de Betel e foram a Efrata. Já próximos da cidade, Raquel deu à luz um filho. Ela sofreu muito durante o nascimento dele.

17 A parteira procurou animar Raquel, em meio às dores do parto, dizendo: “Não tenha medo! Você vai ter outro filho”.

18 Raquel estava morrendo, mas ainda conseguiu dar-lhe o nome de Benoni. Porém, o seu pai deu-lhe o nome de Benjamim.

19 Assim morreu Raquel. Ela foi enterrada junto ao caminho de Efrata, que é Belém.

20 Sobre a sepultura de Raquel, Jacó ergueu uma coluna, que está lá até hoje.

21 Em seguida, Israel continuou viagem e armou a sua tenda além da torre de Éder.

22 Enquanto moravam naquela terra, Rúben se deitou com Bila, concubina de seu pai. E Israel ficou sabendo disso. Jacó teve doze filhos.

23 Estes foram os filhos que teve com Lia: Rúben, o filho mais velho de Jacó, Simeão, Levi, Judá, Issacar e Zebulom.

24 Estes foram os filhos que teve com Raquel: José e Benjamim.

25 Estes foram os filhos que teve com Bila, serva de Raquel: Dã e Naftali.

26 Estes foram os filhos que teve com Zilpa, serva de Lia: Gade e Aser. Esses são os filhos de Jacó, nascidos em Padã-Arã.

27 Finalmente, Jacó chegou à casa do seu pai Isaque em Manre, em Quiriate-Arba, que é Hebrom, onde Abraão e Isaque tinham morado.

28 Isaque viveu cento e oitenta anos. 29 Morreu em idade avançada, e foi reunido aos seus antepassados. E seus filhos Esaú e Jacó o enterraram.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 34

Gênesis 34

Diná é desflorada

1 Um dia, a filha de Lia, Diná, saiu para conhecer as mulheres daquela terra.

2 Quando Siquém, filho do rei heveu Hamor, viu Diná, agarrou-a e forçou-a a ter relações com ele.

3 E ele apaixonou-se pela filha de Jacó, Diná, e procurou conquistar o amor dela.

4 Então Siquém disse ao seu pai Hamor: “Peça aquela moça em casamento para mim”.

5 Quando Jacó ficou sabendo que sua filha Diná tinha sido desonrada por Siquém, seus filhos estavam cuidando do gado no campo. Jacó ficou quieto a respeito do assunto, até a volta dos filhos.

6 Enquanto isso, o pai de Siquém, Hamor, foi falar com Jacó. 7 Quando os filhos de Jacó voltaram, ouviram o que havia acontecido e ficaram profundamente indignados e furiosos por Siquém ter praticado um ato tão vergonhoso para eles, desonrando a filha de Jacó. Isso era uma coisa que não se devia fazer.

8 Mas Hamor disse-lhes: “Meu filho Siquém apaixonou-se pela filha de vocês. Peço a vocês que a entreguem para que seja esposa dele.

9 Tornem-se nossos parentes. As suas filhas
poderão se casar com os nossos filhos e as filhas do meu povo poderão se casar com os seus filhos.

10 Vocês poderão se estabelecer aqui. A terra está à disposição de vocês. Habitem
nela, façam negócios e comprem propriedades”.

11 O próprio Siquém falou ao pai e aos irmãos de Diná: “Peço que sejam bondosos comigo, e eu lhes darei o que me pedirem.

12 Peçam o quanto quiserem pelo dote do casamento e o presente pela moça. Darei o que me pedirem. Só peço que me deem a moça por esposa”.

13 Então, os filhos de Jacó responderam com falsidade a Siquém e ao seu pai Hamor, por ter Siquém desonrado sua irmã Diná. Eles disseram:

14 “Não podemos dar a nossa irmã a um
homem que não foi circuncidado. Isso seria uma vergonha para nós.

15 Só aceitaremos o seu pedido com uma condição: que vocês se tornem como nós, circuncidando todos os homens do
seu povo.

16 Só assim daremos a vocês as nossas filhas e poderemos casar-nos com as suas. Habitaremos com vocês e seremos um só povo.

17 Se, porém, não concordarem e não
aceitarem a circuncisão, levaremos nossa irmã Diná e iremos embora daqui”.

18 Essas palavras agradaram a Hamor e a seu filho Siquém.

19 Sem demora o jovem colocou em prática
o que lhe tinham pedido, porque estava muito apaixonado pela filha de Jacó. Ele era o mais respeitado de todos os da casa de seu pai.

20 Assim Hamor e seu filho Siquém convocaram todos os cidadãos para uma assembleia à porta da sua cidade e disseram:

21 “Esses homens são pacíficos. Vamos permitir que eles morem em nossa terra e façam negócios aqui. A terra é bastante espaçosa, e eles não terão problema com seu sustento. As filhas deles poderão casar com os nossos filhos, e as nossas filhas com os filhos deles.

22 Porém, para habitarem conosco, tornando-nos um só povo, eles impõem uma condição, ou seja, que todos os nossos homens sejam circuncidados, como eles.

23 E será que não ficaremos com todo o seu gado, os seus bens e todos os outros animais? Vamos aceitar, pois, a condição para que morem entre nós”.

24 E todos os cidadãos que estavam à porta da cidade concordaram com Hamor e seu filho Siquém, e todos os homens da cidade foram circuncidados.

A tradição de Simeão e Levi.

25 Mas três dias depois, quando os homens sentiam mais fortemente as dores do corte, dois filhos de Jacó, Simeão e Levi, irmãos de Diná, tomaram suas espadas, entraram
inesperadamente na cidade e mataram todos os homens.

26 Hamor e seu filho Siquém também
foram mortos. Os dois irmãos tiraram Diná da casa de Siquém e foram embora.

27 Depois os filhos de Jacó entraram e saquearam a cidade, porque a sua irmã tinha sido desonrada.

28 Levaram os seus rebanhos, os bois, os jumentos e tudo o que havia na cidade e no campo.

29 Levaram todos os seus bens, além das crianças e mulheres como prisioneiras, e saquearam tudo o que havia nas casas.

30 Então Jacó disse a Simeão e a Levi: “Quanta aflição vocês me causaram! Agora serei odiado pelos moradores desta terra, entre os cananeus e os ferezeus. Somos poucos. Se eles se juntarem contra mim, eu e a minha casa seremos destruídos”.

31 Mas eles responderam: “É justo deixar que ele tratasse a nossa irmã como se fosse uma prostituta?”

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 33

Gênesis 33

O encontro de Esaú e Jacó

1 De longe Jacó viu que Esaú estava vindo ao seu encontro, e com ele vinham quatrocentos homens. Então ele dividiu os filhos entre Lia, Raquel e as duas servas.

2 Ele colocou as servas e seus filhos à frente, em seguida Lia e seus filhos, e por último Raquel com José.

3 Depois, ele mesmo passou à frente e, à medida que se aproximava do seu irmão, Jacó inclinou-se sete vezes.

4 Mas Esaú correu ao seu encontro e o abraçou. Ele colocou seus braços ao redor do
pescoço de Jacó e o beijou. E os dois choraram.

5 Então Esaú viu as mulheres e as crianças e perguntou: “Quem são esses que estão com você?”, “São os filhos que Deus bondosamente concedeu ao seu servo”, respondeu-lhe Jacó.

6 Nesse meio-tempo, se aproximaram as servas e seus filhos e se inclinaram diante de Esaú.

7 Aproximaram-se também Lia e seus filhos e se inclinaram. Finalmente, aproximaram-se Raquel e José e se inclinaram.

8 Esaú então perguntou: Com que intenção você mandou todos esses rebanhos que
encontrei?” Jacó respondeu: “Para ser bem recebido diante do meu senhor”.

9 Esaú, porém, disse: “Eu já tenho muitas riquezas, meu irmão. Guarde o que é seu”.

10 “Não recuse!”, insistiu Jacó. “Se existe aprovação da sua parte, por favor aceite o meu presente, porque ver a sua face é como contemplar a face de Deus; além disso, o senhor me recebeu tão bem.

11 Aceite, pois, o presente que eu lhe trouxe. Deus tem sido muito generoso comigo. O que tenho é mais do que suficiente para mim.” E insistiu tanto que Esaú acabou
aceitando.

12 Esaú disse: “Vamos seguir em frente. Eu seguirei com você”.

13 Jacó, porém, lhe disse: “Meu senhor sabe que as crianças que trago são frágeis. Além
disso, tenho comigo ovelhas e vacas de leite, que amamentam suas crias. Se forçá-las demais num só dia, morrerão todos os rebanhos.

14 Portanto, é melhor que meu senhor vá à frente de seu servo. Nós iremos mais devagar, acompanhando o passo dos rebanhos e das crianças, até me encontrar com o meu senhor em Seir”.

15 Esaú respondeu: “Então, pelo menos permita-me deixar alguns homens com você”. “Para quê?”, perguntou Jacó. “O fato de ser bem recebido pelo meu senhor já é o bastante para mim.”

16 Assim Esaú começou a viagem de volta para Seir. 17 Enquanto isso, Jacó foi para Sucote. Ali Jacó construiu uma casa para si e abrigos para os animais. Por isso, aquele lugar recebeu o nome de Sucote.

18 Completando a viagem de volta de Padã-Harã, Jacó chegou são e salvo à cidade de
Siquém, em Canaã, e acampou próximo da cidade.

19 Ele comprou a parte do campo onde
tinha montado o acampamento dos filhos de Hamor, pai de Siquém, por cem peças de prata.

20 Ali Jacó construiu um altar, ao qual deu o nome de El Elohe Israel.

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 32

Gênesis 32

1 Jacó também continuou a viagem. Pouco depois, anjos de Deus vieram ao encontro dele.

2 Quando Jacó viu os anjos, disse: “Deus está acampado aqui!” Por isso deu ao lugar o
nome Maanaim.

Jacó envia mensageiros a Esaú.

3 Depois Jacó mandou mensageiros adiante dele, ao encontro do seu irmão Esaú. Eles foram para a terra de Seir, território de Edom 4 e levaram esta mensagem: “Jacó, seu servo, manda dizer o seguinte: ‘Morei como peregrino com Labão, e na companhia dele fiquei até agora.

5 Estou voltando de lá com bois, jumentos, ovelhas e cabras, servos e servas. Envio estes mensageiros para avisar ao meu senhor, para que me receba de forma amigável’”.

6 Os mensageiros voltaram a Jacó, dizendo: “Fomos até o seu irmão Esaú, e ele está vindo ao seu encontro com quatrocentos homens”.

7 Jacó teve medo e perturbou-se. Ele dividiu em dois grupos as pessoas que estavam com
ele, bem como as ovelhas e cabras, os bois e os camelos, 8 pois pensou: “Se Esaú atacar um dos grupos, talvez o outro consiga escapar”.

9 E Jacó fez esta oração: “Ó Deus de meu pai Abraão e Deus de meu pai Isaque! Ó SENHOR que me disse: ‘Volte para a sua terra e seus parentes, e eu farei com que tudo corra bem’.

10 Não mereço nenhuma das suas bondades para comigo. Não sou digno da maneira fiel como o SENHOR tem cumprido a sua palavra com o seu servo. Pois saí de casa e atravessei o rio Jordão trazendo apenas o meu cajado, e agora volto com duas caravanas completas!

11 Não permita que eu seja destruído pelo meu irmão Esaú. Estou com medo de que ele venha matar tanto a mim quanto as mulheres e as crianças”.

12 Mas o SENHOR prometeu: “Esteja certo de que eu farei bem a você e farei com que os seus descendentes sejam tão numerosos como a areia do mar, que de tão numerosa, não se pode contar”.

13 Jacó passou ali aquela noite, e preparou entre os seus rebanhos um presente para dar ao seu irmão Esaú:

14 duzentas cabras e vinte bodes, duzentas ovelhas e vinte carneiros, 15 trinta fêmeas de camelo com seus filhotes, quarenta vacas e dez touros, vinte jumentas e dez jumentos.

16 Ele confiou os rebanhos do presente aos seus servos e disse-lhes: “Vão à minha
frente mas deixem um bom espaço entre um rebanho e outro”.

17 Jacó instruiu ao primeiro servo, dizendo: “Quando meu irmão Esaú encontrar você e
perguntar: ‘Para quem você trabalha? Para onde vai? Quem é o dono deste rebanho à sua frente?’

18 você responderá: ‘É do seu servo Jacó. É um presente para o meu senhor Esaú. Ele está vindo logo atrás de nós’”.

19 Jacó deu a mesma instrução ao segundo, ao terceiro e a cada um dos guias dos rebanhos: “Digam a mesma coisa a Esaú quando o encontrarem, 20 e acrescentem: O seu servo Jacó está vindo atrás de nós”. Ele pensava: “Vou acalmar os ânimos de Esaú com esses presentes que estou enviando na minha frente, e quando nos encontrarmos, talvez ele me receba amigavelmente”.

21 Assim enviou os presentes na frente; ele, no entanto, passou aquela noite no acampamento.

Jacó passa o vau de Jaboque e luta com um anjo.

22 Naquela noite levantou-se, levou as suas duas mulheres, suas duas servas e seus onze filhos e atravessou o rio Jordão, na passagem chamada Jaboque.

23 Depois de fazê-los atravessar o ribeiro, fez atravessar também tudo o que lhe pertencia.

24 Jacó ficou sozinho. Então veio um homem para lutar com ele até o amanhecer.

25 Quando o homem percebeu que não podia vencer a luta, tocou na articulação da coxa de Jacó, de modo que deslocou a coxa
de Jacó, enquanto lutavam.

26 Então o homem disse: “Deixe-me ir embora, pois já está amanhecendo”. Mas Jacó respondeu: “Não deixarei que vá embora, enquanto não me abençoar”.

27 “Qual é o seu nome?”, perguntou o homem. “Jacó”, foi a resposta.

28 Então o homem disse: “Você não mais se chamará Jacó, mas sim Israel, 47 porque você lutou com Deus e com os homens, e venceu”.

29 “Por favor, diga-me, qual é o seu nome?”, perguntou Jacó. “Por que você pergunta pelo meu nome?”, disse o homem. E o abençoou ali.

30 Jacó chamou àquele lugar Peniel, e disse: “Vi Deus face a face, e continuo vivo!”

31 Quando o sol estava nascendo, Jacó atravessou Peniel, e mancava por causa da coxa deslocada.

32 Por isso até hoje os israelitas não comem o músculo ligado à articulação da coxa, porque foi ali que o homem feriu a Jacó

OBS: Todas as explicações de dúvidas e respostas serão inseridas após o término de todos os capítulos de cada Livro em uma única página!

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 31

Gênesis 31

Deus manda Jacó tornar à terra dos seus pais

1 Jacó soube que os filhos de Labão andavam murmurando contra ele, dizendo: “Jacó se apossou de tudo que era de nosso pai. Toda riqueza dele foi ajuntada à custa do nosso pai”.

2 Jacó notou que a atitude de Labão tinha mudado para com ele.

3 E o SENHOR disse a Jacó: “Volte para a casa dos seus pais e dos seus parentes, e eu estarei com você”.

4 Então, Jacó mandou chamar Raquel e Lia para virem ao campo, onde estavam os seus
rebanhos, 5 e disse-lhes: “Noto que a atitude do seu pai para comigo já não é a mesma; porém, o Deus de meu pai tem estado comigo.

6 Vocês bem sabem como trabalhei com afinco para o seu pai, 7 mas o pai de vocês tem me enganado e por dez vezes tem mudado o meu salário. Mas Deus não deixou que ele me causasse prejuízo.

8 Se ele dizia: ‘Os salpicados serão o seu
salário’, então os rebanhos geravam animais salpicados; e se ele dizia: ‘Os listrados serão o seu salário’, então os rebanhos geravam animais listrados.

9 Dessa forma, Deus tirou os rebanhos de seu pai e os deu para mim”.

10 E Jacó continuou: “Quando chegava o tempo do acasalamento, vi em sonhos que os machos que cobriam as fêmeas eram listrados, salpicados e malhados.

11 E o Anjo de Deus me disse em sonho: ‘Jacó!’ Eu respondi: ‘Aqui estou!’ 12 Então ele disse: ‘Veja que todos os machos que cobrem o rebanho são listrados, salpicados e malhados, porque tenho visto tudo o
que Labão tem feito a você.

13 Sou o Deus de Betel, onde você ungiu uma coluna e fez um voto. Levante-se e saia agora desta terra e volte para a terra dos seus parentes’”.

14 Raquel e Lia responderam a Jacó: “Que podemos esperar do nosso pai? 15 Pois ele nos tratou como se fôssemos estrangeiras! Além de nos vender, acabou com os nossos bens que eram nossos por direito.

16 Toda essa riqueza que Deus tirou de nosso pai é nossa e de nossos filhos. Portanto, faça tudo o que Deus mandou”.

17 Então Jacó levantou-se, montou seus filhos e suas mulheres nos camelos, 18 e conduziu todos os seus rebanhos e todas as riquezas que tinha conseguido ajuntar em Padã-Arã. E foi em direção à terra de Canaã, para a casa do seu pai Isaque.

19 Enquanto Labão tosquiava as ovelhas, Raquel roubou os ídolos da casa que pertenciam ao seu pai.

20 E Jacó enganou o arameu Labão, fugindo às escondidas. 21 Ele fugiu com tudo o
que tinha. Atravessou o rio Eufrates e foi em direção à montanha de Gileade.

Labão prossegue atrás de Jacó.

22 Só três dias depois Labão ficou sabendo que Jacó tinha fugido.

23 Reuniu vários homens de sua família e saiu em perseguição a Jacó. Depois de sete dias de viagem, alcançou Jacó na montanha de Gileade.

24 De noite, porém, Deus falou com o arameu Labão por meio de um sonho e lhe disse: “Cuidado com o que você vai fazer! Não fale a Jacó nem bem nem mal”.

25 Finalmente Labão alcançou Jacó, que tinha armado sua tenda na montanha de Gileade. Labão, com os seus homens, armou a sua tenda na mesma montanha.

26 E disse Labão a Jacó: “O que você fez? Além de me enganar, ainda levou minhas filhas como se fossem prisioneiras
de guerra.

27 Por que você me enganou e saiu às escondidas? Por que não me contou o seu
plano para que eu pudesse celebrar a sua partida com uma grande festa, com canções, com tamborins e com harpa?

28 Você nem me deu a oportunidade de beijar meus netos e minhas filhas. Nisso você agiu com insensatez.

29 Tenho poder para fazer mal a vocês, mas o Deus do seu pai Isaque me apareceu ontem à noite, e disse: ‘Cuidado com o que você vai fazer! Não fale a Jacó nem bem nem mal’.

30 Você partiu porque tinha saudade da casa de seu pai, mas por que você roubou os meus deuses?”

31 Jacó respondeu-lhe: “Eu fugi assim porque fiquei com medo, pois pensei que você tiraria as suas filhas à força de mim.

32 Mas quanto aos seus deuses, não ficará vivo aquele que estiver com eles. Verifique na presença dos nossos parentes o que pertence a você. Se encontrar alguma coisa, leve-a de volta”. Jacó não sabia que Raquel tinha roubado os deuses.

33 Então Labão entrou na tenda de Jacó, na de Lia e de suas servas, mas nada achou. Depois de sair da tenda de Lia, entrou na tenda de Raquel.

34 Acontece que Raquel tinha colocado os
ídolos na sela do seu camelo e estava sentada em cima deles. Labão procurou por toda a tenda, mas nada encontrou.

35 Então ela disse ao seu pai: “Peço desculpas, meu senhor, por não poder me levantar na sua presença, pois estou no período mensal das mulheres”. Ele vasculhou toda a tenda mas não encontrou os ídolos do lar.

36 Jacó ficou zangado e queixou-se a Labão: “Qual foi a minha transgressão? Que pecado cometi, para me perseguir de maneira tão furiosa?

37 Você já vasculhou todos os meus bens. Por acaso encontrou alguma coisa da sua casa? Coloque o que encontrou aqui, na frente dos meus parentes e dos seus. Eles vão julgar qual de nós está errado.

38 “Estive com você vinte anos. Suas ovelhas e cabras nunca perderam as suas crias, e
jamais me servi dos carneiros do seu rebanho para alimento.

39 Eu nunca levei a você os animais despedaçados pelas feras; eu mesmo assumia o prejuízo. Você descontava tudo do
meu salário, incluindo todo animal roubado de dia ou de noite.

40 Trabalhei para você nas horas quentes do dia, bem como nas noites frias, ficando muitas noites sem dormir.

41 Permaneci na sua casa vinte anos! Trabalhei quatorze anos para casar com as suas duas filhas, e seis anos para formar o meu rebanho. Dez vezes você mudou o meu salário.

42 Se não fosse o Deus de meu pai, o Deus de Abraão, e o Temor de Isaque, certamente você me mandaria embora de mãos vazias. Mas Deus viu o meu sofrimento e o trabalho das minhas mãos e, ontem à noite, ele preveniu você”.

O pacto entre Labão e Jacó em Galeede.

43 Então Labão respondeu a Jacó: “Estas mulheres são minhas filhas, estes filhos são meus. O mesmo posso dizer dos rebanhos e de tudo o que você tem. Tudo é meu. O que posso fazer por essas minhas filhas e pelos filhos que delas nasceram?

44 Venha! Façamos um acordo, eu e
você, que sirva de testemunho entre nós dois”.

45 Então Jacó pegou uma pedra e fez dela uma coluna. 46 E disse aos seus parentes: “Ajuntem pedras”. Eles buscaram pedras e fizeram uma pilha com elas.

47 Labão chamou aquele lugar de Jegar-Saaduta. Jacó, no entanto, o chamou de Galeede.

48 Labão disse: Que hoje esta pilha de pedras sirva de testemunho entre mim e você; por isso foi chamado de Galeede.

49 Foi também chamado de Mispá porque Labão disse: “Que o SENHOR fique nos vigiando cada um de nós, quando estivermos separados, em relação a esse
acordo.

50 Se você maltratar as minhas filhas ou tomar outras mulheres além delas, eu estarei longe, mas Deus é testemunha entre mim e você”.

51 Labão continuou: “Aqui está a pilha de pedras e esta coluna que ergui entre mim e você.

52 Que sirvam de testemunhas do nosso compromisso de que não cruzaremos a linha para prejudicar um ao outro.

53 Que o Deus de Abraão, de Naor, o Deus do pai deles, julgue entre nós”. Assim Jacó fez um juramento em nome do temível Deus de seu pai Isaque.

54 Então Jacó, ali no topo da montanha, ofereceu um sacrifício e chamou os parentes que lá estavam para comerem pão e passarem a noite juntos na montanha.

55 Na manhã seguinte, Labão levantou cedo, beijou e abençoou as filhas e os netos, e foi para casa.

OBS: Todas as explicações de dúvidas e respostas serão inseridas após o término de todos os capítulos de cada Livro em uma única página!

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 30

Gênesis 30

1 Quando Raquel viu que não podia dar filhos a Jacó, ficou com inveja de sua irmã e disse a Jacó: “Dê-me filhos, senão morrerei!”

2 Então Jacó ficou indignado e disse: “Por acaso estou no lugar de Deus, que não a deixou ter filhos?”

3 Raquel respondeu: “Aqui está minha serva Bila. Deite-se com ela e tenha filhos com ela. Eu os criarei como se fossem meus filhos”.

4 Assim Raquel deu sua serva Bila a Jacó por mulher; Jacó deitou-se com ela, 5 Bila ficou
grávida e deu um filho a Jacó.

6 Então Raquel disse: “Deus me julgou, ouviu a minha queixa e deu-me um filho”. Ela o chamou de .

7 Bila, serva de Raquel, ficou grávida outra vez e deu um segundo filho a Jacó.

8 “É grande a minha luta com a minha irmã”, disse Raquel, “mas venci”. Por isso, chamou-o de Naftali.

9 Quando Lia viu que a serva de Raquel cessara de ter filhos, deu sua serva Zilpa a Jacó, para ser sua mulher.

10 Zilpa, serva de Lia, deu um filho a Jacó.

11 E Lia exclamou: “A minha sorte voltou!” E chamou-o de Gade.

12 Zilpa, serva de Lia, teve outro filho com Jacó. 13 Então exclamou: “Como sou feliz! As
outras mulheres vão achar que eu sou mesmo feliz!” E chamou o menino de Aser.

14 Era tempo da colheita de trigo. Rúben achou mandrágoras no campo, e trouxe-as à sua mãe Lia. Então disse Raquel a Lia: “Dê-me algumas mandrágoras do seu filho”.

15 Ela respondeu: “Além de ficar com o meu marido, também vai querer ficar com as
mandrágoras do meu filho?” Então Raquel disse: “Deixarei que Jacó se deite com você nesta noite, em troca das mandrágoras do seu filho”.

16 Quando Jacó veio do campo naquela tarde, Lia foi ao seu encontro e disse: “Essa noite dormiremos juntos, pois eu obtive esse direito por meio das mandrágoras que meu filho achou”. E Jacó deitou com ela naquela noite.

17 Deus ouviu a Lia, e ela deu à luz o quinto filho. 18 Então disse Lia: “Deus me
recompensou, porque dei minha serva ao meu marido”. Por isso chamou o menino de
Issacar.

19 Lia voltou a engravidar e deu o sexto filho a Jacó, 20 e disse: “Deus me deu belos
presentes. Desta vez meu marido me honrará e ficará comigo, porque lhe dei seis filhos”. Por isso chamou-o de Zebulom.

21 Depois Lia teve uma filha, que recebeu o nome de Diná.

22 Então Deus lembrou-se de Raquel. Ele ouviu o seu clamor e fez com que ela pudesse ter filhos.

23 Ela engravidou, e deu à luz um filho e disse: “Deus tirou a minha vergonha” 24 e o
chamou de José, dizendo: “Que o SENHOR me dê ainda outro filho”.

25 Depois que Raquel deu à luz José, disse Jacó a Labão: “Permita-me voltar à minha terra natal.

26 Deixe que eu vá e leve comigo meus filhos e minhas mulheres, pelas quais o servi. Você sabe muito bem o quanto trabalhei para você”.

Labão faz um novo pacto com Jacó.

27 Labão, porém, lhe respondeu: “Peço que não vá embora. Tenho percebido que o SENHOR me tem abençoado por sua causa”.

28 E acrescentou: “É só dizer o quanto quer receber de salário, e eu pagarei”.

29 Jacó respondeu: “Você bem sabe como trabalhei para você e como cuidei do seu gado.

30 Basta lembrar como eram pequenos os seus rebanhos antes da minha chegada, e como aumentaram agora. Pois o SENHOR abençoou você por meio do meu trabalho. Agora, quando vou poder trabalhar em favor da minha própria família?”

31 Então Labão perguntou: “O que você quer ganhar?” Jacó respondeu: “Não quero salário. Voltarei a cuidar dos seus rebanhos; basta que faça uma coisa.

32 Hoje passarei por todos os seus rebanhos e separarei para mim todas as ovelhas listradas e malhadas, e todos os cordeiros pretos. Este será o meu salário.

33 Assim será fácil verificar a minha honestidade no futuro, sempre que resolver verificar o meu salário. Se você encontrar entre as minhas cabras alguma que não for listrada e malhada, e algum cordeiro que não for preto, poderá dizer que roubei de você”.

34 Labão concordou: “Está certo! Está feito o trato”. 35 Naquele mesmo dia, Labão separou os bodes listrados e malhados e todas as cabras salpicadas e malhadas, e todos os cordeiros pretos e os deu aos seus filhos, 36 e os afastou a uma jornada de três dias de distância. E Jacó ficou tomando conta dos rebanhos restantes de Labão.

A maneira como Jacó se pagou de Labão.

37 Então Jacó pegou varas verdes de estoraque, amendoeira e plátano. De cada vara removeu parcialmente a casca, deixando aparecer a parte branca interna das varas.

38 Depois Jacó pôs as varas perto dos canais de água e dos bebedouros, onde os rebanhos costumavam beber água. Na época do cruzamento, os animais vinham beber e 39 se acasalavam diante das varas. E geravam filhotes listrados, salpicados e malhados.

40 Então Jacó foi separando os animais
listrados e pretos de Labão. E separou o seu rebanho do rebanho de Labão.

41 Todas as vezes que as fêmeas mais fortes concebiam, Jacó colocava as varas nos bebedouros, diante do rebanho, para que se acasalassem perto das varas.

42 Porém, quando vinham as fêmeas fracas,
não as colocava ali. Desse modo, as fracas ficavam com Labão e as mais fortes com Jacó.

43 E Jacó se tornou muito rico, tornando-se dono de muitos rebanhos, além de servos e servas, camelos e jumentos.

OBS: Todas as explicações de dúvidas e respostas serão inseridas após o término de todos os capítulos de cada Livro em uma única página!

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 29

Gênesis 29

Jacó chega ao poço de Harã

1 Jacó continuou a sua viagem e chegou à terra do Oriente.

2 Quando ia chegando, viu ao longe três rebanhos de ovelhas deitados próximos a um poço no campo, pois esses rebanhos bebiam daquele poço, que era coberto por uma grande pedra.

3 Quando todos os rebanhos se ajuntavam, os pastores removiam a pedra da boca do poço e davam de beber às ovelhas. Depois tapavam outra vez o poço com a pedra.

4 Jacó chegou até onde os pastores estavam, e perguntou-lhes: “Meus amigos, de onde vocês são?”, “De Harã”, responderam.

5 Jacó perguntou-lhes: “Vocês conhecem Labão, filho de Naor?” Eles responderam: “Certamente!”

6 Jacó indagou novamente: “Ele está bem?”
“Sim, ele está bem!”, disseram eles. “Olhe, ali vem vindo Raquel, a filha dele, com as
ovelhas.”

7 Então ele disse: “Ainda é dia, e é muito cedo para recolherem os rebanhos. Deem de beber às ovelhas e as levem ao campo novamente”.

8 “Não podemos”, responderam eles. “Enquanto não se ajuntarem todos os rebanhos e não for removida a pedra da boca do poço, não daremos de beber às ovelhas.”

9 No meio da conversa, chegou Raquel com as ovelhas de seu pai, porque era pastora.

10 Quando Jacó viu Raquel, filha de Labão, irmão de sua mãe, e as ovelhas de Labão,
aproximou-se, removeu a pedra da boca do poço e deu água ao rebanho de seu tio Labão.

11 Depois disso, Jacó beijou Raquel e se emocionou profundamente.

12 Jacó então contou a Raquel que era seu primo, por parte do pai dela. Disse que era filho de Rebeca, tia de Raquel. Então ela correu e contou tudo a seu pai.

13 Assim que Labão ouviu as notícias a respeito de Jacó, filho de sua irmã, correu ao seu encontro, abraçou-o e o beijou. Em seguida, levou-o para sua casa, e Jacó contou tudo o que tinha acontecido durante a sua viagem.

14 Então Labão lhe disse: “Você é realmente da minha própria carne e do meu sangue!”
Jacó já estava um mês na casa de Labão,

15 quando este lhe disse: “Não é porque você é meu parente, que vai ficar trabalhando de graça para mim. Diga-me, quanto você quer receber de salário?”

16 Labão tinha duas filhas; o nome da mais velha era Lia, e o da mais nova, Raquel.

17 Lia tinha aparência singela, mas Raquel era uma mulher muito bonita.

18 Jacó gostou de Raquel e disse: “Trabalharei sete anos para você para poder casar-me com Raquel, sua filha mais nova”.

19 Labão respondeu: “Prefiro dá-la a você a entregá-la a algum homem estranho. Fique aqui comigo”.

20 Assim, Jacó trabalhou sete anos para Labão para poder casar-se com Raquel. Ele
a amava tanto que os sete anos pareceram poucos dias.

21 Quando passaram os sete anos, disse Jacó a Labão: “Dê-me a minha mulher, pois já
venceu o prazo, para que eu me case com ela”.

22 Labão convidou todo o povo daquele lugar e fez uma grande festa.

23 À noite, Labão entregou sua filha Lia a Jacó, e Jacó deitouse com ela. 24 (Labão deu sua serva Zilpa a Lia para ser serva dela.)

25 Quando amanheceu, Jacó viu que havia dormido com Lia (e não com Raquel). Por isso Jacó disse a Labão: “Por que o senhor fez isso comigo? Eu não trabalhei por amor a Raquel? Por que você me enganou?”

26 Labão respondeu: “Aqui não é o costume casar a filha mais nova antes da mais velha.

27 Espere terminar esta semana de núpcias e lhe daremos a mais nova, em troca de mais sete anos de trabalho para mim”.

28 Jacó concordou. Quando passou aquela semana da festa de casamento, Labão lhe deu sua filha Raquel por mulher. 29 (Labão deu sua serva Bila para ser serva de Raquel.)

30 Jacó deitou-se com Raquel. Ele a amava mais do que a Lia, e trabalhou mais sete anos para Labão.

31 Quando o SENHOR viu que Lia era desprezada por Jacó, fez com que ela tivesse filhos; Raquel, porém, não podia ter filhos.

32 Lia ficou grávida e deu à luz um filho, e deu-lhe o nome de Rúben, pois disse: “O SENHOR viu a minha aflição. Agora o meu marido me amará”.

33 Lia engravidou novamente, e quando deu à luz disse: “O SENHOR ouviu que eu era
desprezada e me deu este filho”. Por isso, chamou-o de Simeão.

34 Lia engravidou outra vez e, quando deu à luz o terceiro filho, disse: “Desta vez, meu
marido se unirá a mim, porque lhe dei três filhos”. Por isso chamou-o de Levi.

35 Lia engravidou mais uma vez e, quando deu à luz um filho, disse: “Desta vez louvarei o SENHOR”. Por isso deu-lhe o nome de Judá. Então parou de ter filhos.

Raquel era Pastora? Mas a Bíblia não aceita o pastorado feminino, como Pode isso? – Explicação Aqui;

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 28

Gênesis 28

Isaque manda Jacó a Padã-Arã

1 Isaque mandou chamar Jacó e, dandolhe a sua bênção, disse: “Não se case com uma
mulher do povo cananeu.

2 Em vez disso, vá para a casa do seu avô Betuel, pai de sua mãe, em Padã-Arã, e escolha uma esposa para você das filhas de Labão, irmão da sua mãe.

3 Que o Deus Todo-poderoso abençoe você, lhe dê muitos filhos e multiplique os seus
descendentes e que formem muitos povos.

4 Que ele dê a você e aos seus descendentes as bênçãos que prometeu a Abraão. Assim você e os seus descendentes serão os donos desta terra, na qual vivemos como estrangeiros, a terra dada por Deus a Abraão”.

5 Assim Jacó se despediu de Isaque e foi para Padã-Arã. Ele foi à casa do seu tio Labão, filho de Betuel, o arameu, irmão de Rebeca, mãe de Jacó e de Esaú.

6 Esaú ficou sabendo que Isaque tinha abençoado a Jacó e o tinha mandado para Padã-Arã, para encontrar ali uma esposa para si; e ao abençoá-lo, ordenou a ele que não se casasse com uma mulher cananeia.

7 Ele ficou sabendo que Jacó tinha obedecido ao seu pai e à sua mãe e tinha ido para Padã-Arã.

8 Então Esaú percebeu que seu pai Isaque não via com bons olhos as mulheres cananeias;

9 por isso, foi à casa de Ismael e casou-se com a filha dele. Assim, além das duas mulheres cananeias que já tinha, Esaú casou com Maalate, irmã de Nebaiote, filha de Ismael, filho de Abraão.

A visão da escada de Jacó.

10 Jacó partiu de Berseba e foi até Harã.

11 Ele chegou num certo lugar, onde passou a noite, porque o sol já se tinha posto. Jacó procurou uma pedra que lhe servisse de travesseiro para descansar a cabeça, e adormeceu.

12 Ele sonhou que havia uma escada que ia da terra até o céu, e os anjos de Deus subiam e desciam pela escada.

13 O SENHOR estava próximo dele e lhe
disse: “Eu sou o SENHOR, Deus de Abraão e de seu pai, Isaque. Darei a você e aos seus
descendentes a terra na qual você está deitado.

14 Os seus descendentes serão como o pó da
terra. Eles se espalharão para o ocidente e para o oriente, para o norte e para o sul. Todas as nações da terra serão abençoadas por meio de você e dos seus descendentes.

15 Eu estarei com você e o guardarei em todos os lugares para onde você for; e esteja certo de que o trarei de volta a esta terra. Não vou desamparar você até que se cumpra tudo o que lhe prometi”.

16 Então Jacó acordou e exclamou: “Certamente o SENHOR está neste lugar e eu não sabia!”

17 Ele ficou com medo e disse: “Que lugar tremendo! Esta é a casa de Deus, a porta dos céus”.

A coluna de Betel.

bfe2dbbae9b9dc1ae82b7b68c5fa3c1b

18 Logo que amanheceu, Jacó colocou a pedra que tinha usado como travesseiro em pé, como uma coluna. Depois derramou óleo sobre ela.

19 E chamou aquele lugar de Betel, cidade que antes se chamava Luz.

20 Então Jacó fez a seguinte promessa a Deus: “Se Deus estiver comigo, proteger-me nesta viagem e me der alimento e roupa, 21 e levar-me de volta em paz à casa de meu pai, então, o SENHOR será o meu Deus.

22 E esta pedra que coloquei como coluna será a Casa de Deus, um lugar de adoração; e, certamente, devolverei a décima parte de tudo que me der”.

OBS: Todas as explicações de dúvidas e respostas serão inseridas após o término de todos os capítulos de cada Livro em uma única página!

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Imagem

Leitura Bíblica: Gênesis 27

Gênesis 27

Isaque manda Esáu fazer-lhe um guisado

1 Isaque envelheceu, e seus olhos ficaram tão fracos que quase não podia enxergar. Certo dia, chamou Esaú, o seu filho mais velho, e lhe disse: “Meu filho!” Esaú respondeu: “Sim pai, aqui estou”.

2 Disse-lhe o pai: “Já estou velho e não sei quando vou morrer.

3 Agora, pois, pegue o seu arco e as suas flechas e vá ao campo caçar algo para mim 4 e prepare-me uma comida do meu gosto, bem saborosa, e traga-a para que eu coma e o abençoe antes que eu morra”.

5 Rebeca ouviu a conversa de Isaque com seu filho Esaú. Quando Esaú foi ao campo para buscar a caça e trazê-la.

Rebeca e Jacó enganam Isaque.

6 Rebeca disse ao seu filho Jacó: “Ouvi o seu pai falar com o seu irmão Esaú, dizendo:

7 ‘Traga-me uma caça e prepare-me uma comida saborosa, para que eu a coma e o abençoe diante do SENHOR antes de morrer’.

8 Agora, pois, meu filho, obedeça às
palavras da sua mãe:

9 Vá ao rebanho e traga-me dois dos melhores cabritos. Vou fazer uma comida saborosa para o seu pai, como ele gosta.

10 Você a levará ao seu pai, para que ele coma e o abençoe, antes de morrer”.

11 Jacó disse a sua mãe Rebeca: “Meu irmão Esaú é peludo, e eu tenho a pele lisa. 12 Pode
ser que meu pai me toque e perceba que eu o estou tentando enganar e vou ser considerado um tolo. Assim, em vez de bênção, trarei maldição sobre mim”.

13 A mãe lhe respondeu: “Que venha sobre mim essa maldição, meu filho! Apenas faça o que eu digo a você. Vá e traga-me os cabritos”.

14 Jacó foi e trouxe os cabritos para a sua mãe, que preparou uma comida saborosa, ao gosto do seu pai.

15 Em seguida, pegou a melhor roupa do seu filho mais velho Esaú, que tinha em casa, e vestiu seu filho mais novo, Jacó.

16 Com a pele dos cabritos cobriu as mãos e a parte lisa do pescoço. 17 Depois entregou a seu filho Jacó a comida saborosa e o pão que ela tinha preparado.

18 Jacó foi ao encontro do seu pai e disse: “Pai!” Isaque respondeu: “Sim, filho. Quem é você?”

19 Jacó respondeu a seu pai: “Sou seu filho mais velho Esaú. Fiz o que o senhor mandou. Venha sentar-se e comer da minha caça para me abençoar”.

20 Isaque perguntou a seu filho: “Como foi que você achou a caça tão depressa, meu filho?” Ele respondeu: “É que o SENHOR, o seu Deus, colocou a caça no meu caminho”.

21 Então Isaque disse a Jacó: “Chegue mais perto, meu filho, para que o possa tocar, e ver se você é mesmo o meu filho Esaú”.

22 Jacó aproximou-se de seu pai Isaque, que o tocou e disse: “A voz é de Jacó, mas as mãos são de Esaú”. 23 E não o reconheceu, porque as mãos, de fato, estavam peludas como as do seu irmão Esaú; e o abençoou.

24 E Isaque perguntou-lhe novamente: “Você é mesmo o meu filho Esaú?” Jacó respondeu: “Sou sim!”

25 Então Isaque disse: “Então traga a caça aqui para que eu coma e depois o abençoe”.
Jacó trouxe a comida a seu pai, e ele comeu. Também lhe trouxe o vinho, e ele bebeu.

26 Depois seu pai Isaque disse: “Aproxime-se, meu filho, e beije-me”.

27 Jacó se aproximou e beijou seu pai. Isaque sentiu o cheiro da roupa dele e o abençoou, dizendo: “O cheiro do meu filho é como o cheiro do campo, que o SENHOR abençoou.

28 Que Deus dê a você o orvalho do céu, e que a terra lhe dê fartura de trigo e vinho.

29 Que os povos o sirvam, e que você seja respeitado pelos povos. Seja senhor dos seus irmãos, e que os filhos da sua mãe se inclinem diante de você. Seja maldito aquele que amaldiçoar você, e abençoado
aquele que abençoar você”.

Esaú traz ao seu pai o guisado e descobre que Jacó já tomou a bênção.

30 Assim que Isaque terminou de abençoar a Jacó e depois que ele saiu da presença do seu pai Isaque, chegou seu irmão Esaú, da sua caçada.

31 Ele também preparou o prato preferido
do pai e levou a comida para ele, dizendo: “Pai, venha sentar-se e comer a caça que preparei, para que o senhor me abençoe”.

32 Seu pai Isaque perguntou-lhe: “Quem é você?” Esaú respondeu: “Sou Esaú, o seu filho mais velho”.

33 Isso foi um choque para Isaque. Ele ficou muito abalado e disse: “Então quem foi aquele que me trouxe a caça? Acabei de comer de tudo, antes que você viesse, e abençoei a ele, e essa bênção ninguém pode tirar”.

34 Ouvindo essas palavras de seu pai, Esaú protestou em alta voz e com profunda amargura lhe disse: “Ó pai, abençoe a mim também!”

35 O pai respondeu-lhe: “Seu irmão veio com astúcia e levou a bênção que estava designada para você”.

36 Esaú disse: “Não me admira que ele se chame Jacó. Ele já me enganou duas vezes. Ele tirou o meu direito de filho mais velho, e agora tira a minha bênção!” Então perguntou: “O senhor não tem também uma bênção para mim?”

37 Isaque respondeu a Esaú: “Fiz dele o seu senhor, e todos os seus parentes serão os servos dele; a ele garanti fartura de cereais e vinho. O que eu posso fazer por você, meu filho?”

38 Esaú disse a seu pai: “Será que o senhor não tem uma única bênção para mim, meu pai? Ó meu pai, abençoe também a mim”. E Esaú chorou amargamente.

39 Então seu pai Isaque respondeu-lhe:
“Longe dos lugares das terras férteis será a sua morada, sem o orvalho que cai do alto.

40 Você ganhará a vida com a sua espada, e servirá a seu irmão. Mas chegará o dia em que você conseguirá escapar desse jugo e ficar livre”.

41 Esaú passou a odiar a Jacó por causa da bênção que seu pai lhe tinha dado. Esaú disse a si mesmo: “Os dias de luto do meu pai se aproximam. Depois matarei o meu irmão Jacó”.

42 De algum modo Rebeca ficou sabendo das palavras do seu filho mais velho Esaú. Ela,
então, mandou chamar o seu filho mais novo, e lhe disse: “O seu irmão Esaú acha que só poderá descansar depois de matar você.

43 Agora, meu filho, ouça o que vou lhe dizer: Fuja para Harã e fique na casa do seu tio Labão.

44 Fique com ele por algum tempo, até que passe a fúria do seu irmão 45 e termine o seu rancor contra você. Com o tempo Esaú esquecerá o que você fez a ele. Depois eu mandarei buscar você. Por que eu perderia os meus dois filhos no mesmo dia?”

46 Disse, pois, Rebeca a Isaque: “Estou aborrecida por causa das duas noras que os heteus nos deram. Se Jacó escolher uma esposa entre as mulheres daqui, como estas, de que me adianta continuar vivendo?”

REFLEXÃO & APRENDIZAGEM

Obsevando a própria mãe incentivando seu filho a mentir e ainda juntos fazerem toda a trama e o cenário para tal enganação, nos faz refletir que não está muito diferente dos dias atuais, onde muitas vezes não se pode confiar nem no marido ou na esposa que age com infidelidade/traições para seu cônjuge, existem também os filhos que mentem para seus pais.

A maldade no ser humano existe desde a entrada do pecado, após a mordida do fruto proibido, onde muitos culpam Eva por estarmos em um mundo de dores, mas quantos ainda estão mordendo o fruto proibido que o mundo oferece com mentiras e tramas para prejudicar seu próximo? E não me refiro só pai e mãe, mas aos irmãos num todo, pois toda a humanidade tem um parentesco! Quantos estão comendo do guisado como um prato saboroso oferecido pelo inimigo que fica a observar nossas brechas e assim como Isaque estava sem visão quantos hoje ainda estão cegos diante das armações do inimigo que faz das pessoas fantoches para provocar o mal na vida das pessoas. Do que você anda se alimentando?

Vemos que Jacó estava prestes a morrer e quantos hoje estão se alimentando das coisas do mundo e morrendo espiritualmente?

Quantos pais ensinam seus filhos a mentir? Ex: quando alguém te liga e você diz para a criança que atendeu o telefone ‘diz que não estou…” Pronto qual mensagem você acabou de ensinar aquela criança? Já presenciei muitas situações assim! Depois não cobre da criança do adolescente ou do adulto que ela vai se formar sinceridades, pois a semente que você está plantando hoje, amanhã ela vai crescer! O prato que você está preparando hoje lá na frente você vai comer!

Jacó na sua ignorância estava com medo de ser considerado um tolo. E hoje em dia quantos tolos nós vemos por aí enganando os outros se achando sabidões, tramando enganar o próximo? Parece que os dias não mudaram, não é mesmo?

Jacó com medo de trazer maldição ao invés de benção e Quantos por aí ao praticar a maldade acham que estão de alguma forma sendo abençoados? A cegueira não está só na carne a cegueira também é espiritual, pois estes mal sabem que o que se planta colhe (nos próximos capítulos vamos ler que assim como Jacó enganou seu pai, ele mesmo também foi enganados pelos próprios filhos), sentindo assim o mesmo ‘gostinho’ de ser traído! Ele experimentou do mesmo prato.

Assim como Rebeca fez um prato saboroso, eu faço a pergunta? Quantos pratos saborosos e do seu gosto o inimigo está te preparando e te oferecendo?

Jacó ainda mentiu dizendo que Deus o havia ajudado colocando a caça na sua frente e atualmente não esta diferente, ainda vemos muitos que fazem promessas citando o nome de Deus, promessas não cumpridas que deixam um sabor amargo na vida de muitos.

Qual cheiro você está exalando?

O pecado já cheira mal as narinas do Senhor e hoje na sua reflexão, fica a pergunta á você mesmo. Qual cheiro você está exalando?

Jacó agindo com astúcia levou a bênção do irmão, então cuide de toda a bênção que o Senhor te deu, pois o inimigo com astúcia quer levar a tua bênção, quer te tirar a coroa que está designada á você. Quer roubar tuas bênçãos! Assim como Esaú quantos estão chorando amargamente no meio da estrada por não ter enxergado a astúcia do inimigo e hoje não tem mais força pra continuar na caminhada com Cristo!

Hoje olhamos para muitos que se acabam em drogas, bebidas levando uma vida inconsequente tentando escapar desse jugo, outros que estão deixando o ódio entrar na mente e no coração e muitas vezes até porque vê as outras pessoas conquistando bênçãos matérias e espirituais (Sim! Tem pessoas que tem inveja do Dom do irmão)

Exale um bom perfume, troque as suas vestes, tire a roupa da enganação não faça como Jacó que se vestiu com a pele dos cabritos!

Ame ao próximo, mas ame também a sí mesmo. Deus te fez para a EXCELÊNCIA!

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

Continuar lendo “Leitura Bíblica: Gênesis 27”

Leitura Bíblica: Gênesis 26

 Gênesis 26

Isaque vai a Gerar por causa da fome

1 Nessa época veio fome sobre aquela região, o mesmo que havia ocorrido durante a vida de Abraão. Por causa disso, Isaque foi para Gerar, encontrar-se com Abimeleque, rei dos filisteus.

2 O SENHOR apareceu a Isaque e disse: “Não desça ao Egito. Fique na terra que eu lhe indicar.

3 Habite nela, e eu estarei com você e o abençoarei. Darei a você e a seus descendentes todas estas terras e confirmarei o juramento que fiz a seu pai, Abraão.

4 Farei com que os seus descendentes sejam numerosos como as estrelas do céu e lhes darei todas estas terras; por meio dos seus descendentes todas as nações da terra serão abençoadas.

5 Farei isso porque Abraão obedeceu à minha palavra e guardou os meus mandamentos, os meus decretos e as minhas leis”. 6 Assim, Isaque ficou em Gerar.

7 Quando os homens daquele lugar perguntaram a respeito de sua mulher, ele disse: “Ela é minha irmã”. Ele teve medo de dizer que era sua mulher, pois pensava: “Os homens daqui podem matar-me por causa de Rebeca, porque é muito bonita”.

8 Isaque já morava ali havia muito tempo, quando Abimeleque, rei dos filisteus, viu da janela que Isaque acariciava Rebeca, sua mulher.

9 Então Abimeleque mandou chamar Isaque e disse: “É claro que ela é sua esposa! Por que você disse que ela era sua irmã?”
Isaque respondeu: “Porque fiquei com medo. Achei que alguém poderia me matar para ficar com ela”.

10 Disse Abimeleque: “Como você pôde fazer uma coisa dessas conosco? Um de nós poderia facilmente ter-se deitado com sua mulher e você teria trazido culpa sobre nós”.

11 E o rei deu a seguinte ordem ao povo: “Qualquer um que tocar neste homem ou em sua mulher certamente morrerá!”

12 Isaque semeou naquela terra e, no mesmo ano, colheu a cem por um, porque o SENHOR o abençoava.

13 Ele enriqueceu, prosperou, até ficar muito rico. 14 Possuía ovelhas e bois e um
grande número de servos, a tal ponto que os filisteus o invejavam.

15 Por isso, tapavam todos os poços que os servos de Abraão, seu pai, tinham cavado nos seus dias, enchendo-os de terra.

16 Então Abimeleque disse a Isaque: “Vá para outro lugar, pois você ficou mais rico e mais poderoso do que nós”.

17 Então, Isaque saiu de lá, acampou-se no vale de Gerar, e ficou morando ali. 18 Ele voltou a abrir os poços cavados no tempo do seu pai Abraão. Os filisteus tinham enchido de terra aqueles poços, depois da morte de Abraão. E Isaque deu aos poços os mesmos nomes que seu pai tinha dado.

19 Os servos de Isaque cavaram um novo poço no vale e viram brotar ali uma fonte de águas subterrâneas.

20 Mas os pastores de Gerar brigaram com os pastores de Isaque, dizendo: “Esta água é nossa!” Por isso, Isaque chamou o poço de Eseque, porque discutiram por causa dele.

21 Então os homens de Isaque abriram outro poço, e novamente houve briga por causa dele. Por isso, recebeu o nome de Sitna.

22 Saindo dali, Isaque mandou cavar outro poço, e como ninguém brigou por causa dele, chamou-o de Reobote e disse: “Agora o SENHOR nos deu um lugar e prosperaremos na terra”.

23 Dali Isaque foi até Berseba.

24 Na mesma noite, o SENHOR lhe apareceu e disse: “Eu sou o Deus do seu pai Abraão. Não tenha medo, porque estou com você; eu o abençoarei e multiplicarei os seus descendentes, por amor ao meu servo Abraão”.

25 Isaque construiu um altar e ofereceu culto ao SENHOR. Ele armou ali as suas tendas, e os seus servos cavaram outro poço.

Abimeleque faz um pacto com Isaque.

26 Certo dia, Isaque recebeu visita de Gerar. Eram o rei Abimeleque, o conselheiro real
Auzate e Ficol, o comandante do seu exército.

27 Isaque perguntou: “Por que vieram a mim, visto que foram hostis comigo e me mandaram embora?”

28 Eles responderam: “Vimos claramente que o SENHOR está com você; por isso dissemos: 29 ‘Façamos um juramento entre nós e façamos uma aliança. Você não nos prejudicará, assim como nós não prejudicaremos você. Na verdade, nós tratamos bem você e o despedimos em
paz. Vemos que o SENHOR tem abençoado você’”.

30 Então Isaque ofereceu um banquete para eles, e comeram e beberam.

31 De manhã bem cedo, os dois fizeram um juramento. Isaque os despediu, e eles partiram em paz.

32 Naquele mesmo dia, os servos de Isaque vieram contar-lhe a respeito de um poço que tinham cavado, e disseram: “Achamos água!”

33 Isaque deu ao poço o nome de Seba e, por isso, aquela cidade é conhecida como Berseba.

34 Esaú tinha quarenta anos quando casou com Judite, filha do heteu Beeri. Casou também com Basemate, filha do heteu Elom.

35 Ambas amarguraram a vida de Isaque e de Rebeca.

ENSINAMENTO E DISCERNIMENTO

Podemos observar através dessa passagem vários pontos onde o Senhor fala com clareza sobre as características de servos que o agrada.

  1. Obediência
  2. Confiança no Senhor
  3. Guardar seus mandamentos
  4. Oração uns aos outros

Isaque foi muito abençoado pelo Senhor graças ao seu pai, Abraão e pela sua obediencia! Abraão foi um servo muito obediente, fez as vontades de Deus enquanto vivo e o Senhor fez uma aliança com ele antes de morrer. Foi a aliança de que ele seria o pai de muitas nações na terra e assim sucedeu. DEUS CUMPRI AS PROMESSAS, PACIÊNCIA SERVOS!

Agora com Isaque, o Senhor por amor a Abraão esta o abençoando por onde ele passa. E todos notam que Deus vive com ele, repararam?

As invejam surgiram com o tempo, e os filisteus mandaram Isaque sair dali, mas depois viram que sem Deus não há “RIQUEZA”(espiritual), o solo onde Isaque estava sendo abençoado parou de produzir. E as invejas continuaram… taparam até os poços que eram de seu pai Abraão com terra!

Todas as orações que fazemos, terão retorno, cairão bençãos dos céus amados! Nada é em vão quando se trata de amor ao próximo. Somos uma família carnal e espiritual. Precisamos lutar juntos em comunhão. Não sabemos quando Deus vai usar você como um instrumento para libertar alguém de uma angústia, de uma prova. Já pensou? A comunhão tras libertação! Você crê nisso?

Abraão orou muito pelo Senhor, e o Senhor se agradou dele! Para que o Senhor esteja sempre do seu lado, caminhando junto, é preciso ser obediente e paciente. Obediencia não é só ir a igreja! Você ouve a os ensinamentos da exortação? Ou só leva pra casa o número do capítulo que foi falado? Muitas vezes não sabem do que se tratavam os ensinamentos. GUARDEM ESTES ENSINAMENTOS, SÃO FUNDAMENTAIS PARA SEU CRESCIMENTO ESPIRITUAL!

Os tempos estão ficando tão estranho, as pessoas tão amargas e de corações vazios. Vocês tem a sensibilidade de ver isso? Enxerga mas finge não ver? O mundo esta carecendo de amor. Você como um servo de Deus, porque continua de braços cruzados? Deus te deu entendimento e sabedoria, porque não faz nada para mudar a vida de alguém? Somos humanos tão frágeis que qualquer acontecimento desmoronamos. Sem Deus? O que somos? Sem um consolo, como venceremos?

Já parou para pensar também nos irmãos com cargos na igreja? Vamos orar por eles, a tentação não vem só para nós que visitamos a igreja. Eles tem suas batalhas, e não são diferentes de nós. Peçamos a Deus que os abençoe cada dia mais, que seus dons possam aumentar e através da virtude deles possam nos passar ensinamentos que abram nossa fonte de entendimento espiritual! É muita responsabilidade falar com uma igreja, tantas almas pedindo por socorro, já pensou nisso? Uma fala errada – podemos perder a alma por compreender errado a palavra. OREMOS uns aos outros, busquemos por entendimento e discernimento para não nos deixar levar pelo sofrimento.

A igreja não funciona apenas com um Ancião, Pastor, Cooperador. Tem a parte da limpeza, os porteiros, os voluntários que constroem a igreja, organistas, os músicos, o irmão responsável pelo som e muitos outros cargos que completam um só objetivo: Falar de Deus e do Seu plano de Salvação para nós. Assim como uma igreja precisamos todos fazer nossa parte para que o culto possa ser abençoado também, pois somos o “Corpo de Cristo”! Fazemos parte do braço, dedos, pernas, e de todos os membros fazendo assim um corpo só!

Como que um corpo se recupera de um machucado? Não é o corpo que luta para se recuperar? É assim que devemos pensar. E não nos “deslocando”, pois como seria um corpo sem cabeça?

Sejamos mais caridosos uns aos outros, não digo apenas para pessoas da mesma denominação. Você rejeitaria ajudar alguém por causa que ela não frequenta a sua igreja? O que Deus ensina não é amor? O que você aprendeu com Deus? O que você prega é a PLACA DE IGREJA ou os ensinamentos de Deus? Não coloque obstáculos onde há obra de Deus!!

A Bíblia nos ensina a amar, e não desprezar. O amor não desfaz, ele transforma o mal em bem! Podemos melhorar a vida de muitas pessoas através do evangelho. Conserve o amor em seu coração para ser uma pessoa transparente e amável, pois por onde passar sentirão a paz que você transmite. Deus habita em corações LIMPOS! Não adianta só falar do bem se por dentro guarda rancor. A Deus você não engana!

Observe que em sua fraqueza humana Isaque mentiu ao dizer que Rebeca era sua irmã! Ele foi errado? Sim! Mas ele era homem como os homens e por muitas vezes não conseguir depositar sua confiança unicamente e plenamente em Deus, acabou por mentir! Cometendo o mesmo erro de seu antecessor Abraão. Observe também que ninguém olhou para ele interessado em seu passado ou preocupado em saber o quanto ele teve que trabalhar para Deus abençoa-lo da forma que o abençoou. E mesmo sendo inocente teve que se mudar, e ainda assim na primeira oportunidade que teve, ele preparou um banquete, demonstrando amor pelos próximos.

O homem que não tem Deus dentro de sí, em sua ignorante cobiça carnal, sempre vai invejar as conquistas alheias e ainda hoje vemos a maldade humana tentando prejudicar. Quantas vezes querem fechar nossos “poços?” Ainda hoje tentam enterrar a nossa fé, sufocar o nosso caráter, matar nossa esperança!

Mas Isaque nos deixa um bom exemplo de perseverança, assim como ele não devemos desanimar, não devemos parar quando tentarem jogar entulhos em nosso caminho, se estão tentando fechar um “poço”, abra outro! Sempre devemos buscar por Jesus que é a fonte de água viva dentro de nós!

Sinta esta paz que te visita, e semeie a palavra de Deus por todos os dias de sua vida!

Leitura Bíblica: Gênesis 25

Gênesis 25

Abraão casa com Quetura e tem filhos dela

1 Abraão casou-se com outra mulher, chamada Quetura.

2 Ela deu à luz os seguintes filhos: Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá.

3 Os dois filhos de Jocsã foram Sabá e Dedã. Os filhos de Dedã foram Assurim, Letusim e Leumim.

4 Os filhos de Midiã foram Efá, Éfer, Enoque, Abida e Elda.

5 Abraão deu tudo o que tinha para Isaque.

6 Mas deu presentes aos filhos que teve com suas concubinas e, ainda em vida, separou-os de Isaque, enviando-os para a terra do oriente.

7 Abraão viveu 175 anos.

Abraão morre.

8 Morreu depois de ter tido uma velhice avançada e feliz, e foi reunido aos seus antepassados.

9 Seus filhos, Isaque e Ismael, enterraram o pai na caverna de Macpela, perto de Manre, no campo de Efrom, filho de Zoar, o heteu,

10 campo que Abraão tinha comprado dos heteus. Foi ali que Abraão e Sara, sua mulher, foram enterrados.

11 Depois que Abraão morreu, Deus abençoou Isaque, seu filho; Isaque morava agora próximo a Beer-Laai-Roi.

12 São estes os descendentes de Ismael, filho de Abraão com a egípcia Hagar, serva de Sara.

13 A relação dos nomes dos filhos de Ismael está por ordem de nascimento: Nebaiote, o filho mais velho de Ismael, Quedar, Adbeel, Mibsão; 14 Misma, Dumá, Massá, 15 Hadade, Temá, Jetur, Nafis e Quedemá.

16 Estes doze filhos de Ismael vieram a ser os fundadores das doze tribos que receberam os seus nomes.

17 Ismael viveu 137 anos de idade. Morreu e foi reunido aos seus antepassados.

18 Seus descendentes se espalharam por toda a região desde Havilá até Sur, que fica próximo à fronteira com o Egito, na direção de quem vai para a Assíria. Eles viviam separados dos outros descendentes de Abraão.

Os descendentes de Isaque.

19 São estas as gerações de Isaque, filho de Abraão: Abraão gerou Isaque.

20 Isaque tinha quarenta anos quando se casou com Rebeca. Ela era filha de Betuel, o arameu de Padã-Arã, e irmã do arameu Labão.

21 Isaque orou ao SENHOR em favor de sua mulher, pois ela não podia ter filhos. O SENHOR atendeu às orações de Isaque, e sua mulher Rebeca ficou grávida.

22 Os filhos lutavam no ventre dela, pelo que disse: “Por que isso está acontecendo comigo?” E foi consultar o SENHOR.

23 O SENHOR respondeu: “Os filhos que estão no seu ventre formarão duas nações rivais. Uma será mais forte do que a outra, e o mais velho servirá ao mais novo”.

O nascimento de Esaú e Jacó.

24 E quando se cumpriu o tempo, ela deu à luz gêmeos.

25 O primeiro a sair veio todo coberto de pelos e cabelos ruivos; por isso deram a ele o nome de Esaú (Árabes).

26 Em seguida veio o irmão, segurando o calcanhar de Esaú. Por isso deram a ele o nome de Jacó (Judeus). Isaque tinha sessenta anos de idade quando Rebeca deu à luz.

27 Os meninos cresceram. Esaú tornou-se um caçador habilidoso, e vivia pelos campos. Jacó, no entanto, era do tipo tranquilo e ficava nas tendas.

28 O filho favorito de Isaque era Esaú, por causa das saborosas caças; o filho favorito de Rebeca era Jacó.

29 Um dia, Jacó estava preparando um ensopado de lentilhas, quando Esaú chegou em casa. Ele estava exausto 30 e pediu a Jacó: “Por favor, dê-me um pouco desse ensopado vermelho. Estou faminto!” Por isso Esaú também foi chamado de Edom.

31 Jacó respondeu: “Venda-me primeiro o seu direito de filho mais velho”.

32 Esaú disse: “Se estou morrendo de fome, que me adianta esses direitos?”

33 Então Jacó disse: “Jure primeiro”. Esaú fez um juramento, vendendo os seus direitos de filho mais velho a Jacó.

34 Então Jacó deu a Esaú pão e o ensopado de lentilhas. Ele comeu, bebeu e foi embora.
Assim Esaú desprezou o seu direito de filho mais velho.

 

EXPLICAÇÃO DETALHADA

Percebam que Ismael foi mandado para longe com Hagar, mas ele ainda mantinha contato com a sua família, pois tanto Ismael e Isaque enterram Abraão. E no decorrer da história vemos a hostilidade (Rivalidade) das famílias e isso percebemos desde a gestação de Hagar!

Vemos também que pela fé e oração de um justo (Isaque), sua esposa gerou e isso após 20 anos de casados. Que lindo o marido intercedendo pela esposa, é assim que o casal deve agir um para com o outro!

Jacó deu descendência à nação de Israel e Esaú deu descendência á nação dos Edomitas. No decorrer da leitura bíblica veremos que os Edomitas sempre foram muitos hostis (Rivais) a Israel.

QUEM SÃO OS EDOMITAS HOJE?

O livro de (Obadias 1:1,18), diz que ninguém mais restará da casa de Esaú, e em (Ml 1:1,4), Deus fala da rejeição a este povo e nunca mais se ouviu falar neles.

Afinal, o que Jacó fez de errado?

Ele aproveitou-se da fraqueza de seu irmão! Naquela época, o direito de primogenitura (o primogênito, ou o filho mais velho) era muito importante. Quando morria o pai, o filho mais velho era quem recebia a porção dobrada na distribuição dos bens de família (Dt 21,17). Esaú, por ter nascido primeiro, era que detinha este direito!

Mas Jacó comprou-o por um valor injusto (Traiçoeiro), um prato de “Lentilhas”. O prato de lentilha que o levou a uma perda irreparável!
Quando buscamos interesses próprios acima de qualquer norma de conduta ou ética, erramos tremendamente! A injustiça é uma das causas de grandes problemas no mundo atual. Muitos assim como Jacó se aproveitam\explora das fraquezas dos outros para obter vantagem.

E quantos assim como Esaú desprezam privilégios espirituais para satisfazer desejos e ambições pessoais, este é o ato mais profano que um cristão pode cometer, (Profano – Que viola a santidade de coisas sagradas). Por livre escolha, Esaú optou por trocar as bênçãos de Deus por prazeres momentâneos.

Amados em Cristo, esta é uma mensagem de alerta para todos nós, e os inteligentes buscam conhecer a verdade. Jesus vem, e precisamos ter discernimento para distinguir que “muitos manjares deliciosos” que o mundo nos oferece, estão ”Recheados de coisas contaminadas”, não digo de contaminar a carne, mas contaminar a ALMA.

Alimentos este que vem direto da cozinha do diabo! O Reino de Deus não é comida, nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo.

CUIDADO COM OS PRATOS QUE O INIMIGO TE OFERECE NAS HORAS DE CANSAÇO NAS HORAS EM QUE ESTIVER FAMINTO, POIS É AGUÇANDO OS SEUS OLHOS QUE O INIMIGO TE FAZ PERDER A ALMA!

NUNCA DESPREZE O SEU DIREITO COMO FILHO DE DEUS! NUNCA TROQUE-O POR UM “PRATO DE LENTILHAS!”

A “lentilha” pode ser analisada espiritualmente pela sua forma de crença. Qual é o seu nível de fé? Consegue substituir uma missão que era para ser COMPLETADA com fé mas que não concluiu porque o desejo mundano falou mais alto? Lembre-se, esta “lentilha” não dura eternidade. Cuidado com conselhos de pessoas sem entendimento. Espere Deus colocar em seu coração a vontade D’Ele. Mas para poder saber, é necessário pedir, orando e manter a comunhão. Religião não é um jogo onde você clica em um botão que ele já acontece. Religião é um caminho de fé e persistência onde o “final” é a vitória da vida eterna. Não tenha dúvidas sobre isso. E Deus não é um jogo para você começar e parar, trocar de jogo a hora que quiser. Fazer um pouco do errado e um pouco do certo? Que tipo de cristão é esse? Seguir Deus é ser temente a Ele, e quem teme não troca esse caminho e nem zomba dele! Trapaceiros, fiquem atentos, o Senhor esta vendo todos os seus passos. E no final, não haverá joio entre os trigos. Próxima parábola irei falar sobre o Semeador. Mantenham-se firmes em Deus. O tempo esta acabando. Sejam fieis e obedientes se quiserem se salvar. Pai não salva filho, e nem filho salva pai. Ao invés de perder tempo questionando, murmurando, criticando, vá atrás da verdade com seus próprios pés, CAMINHE! Não é ninguém que vai dar a resposta das suas perguntas, não fique esperando ela surgir do nada. Cale-se e vá você encontrar antes que seja tarde! Cada um tem um caminho a seguir, e não para ficar parado na obra. USE SEUS DONS! MUITOS PRECISAM DELES PARA SE LIBERTAREM!!!! VÁ, FAÇA O QUE DEUS TE MANDA!!!!

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 24

Gênesis 24

Abraão manda seu servo buscar uma mulher para Isaque

1 Abraão já era um homem muito idoso. E o SENHOR o tinha abençoado em tudo.

2 Um dia Abraão falou ao servo mais antigo de sua casa, que tomava conta de tudo: “Coloque a mão debaixo da minha coxa 3 e jure pelo SENHOR, o Deus do céu e da terra, que não deixará o meu filho casar com uma moça dos cananeus, entre os quais vivemos.

4 Prometa que irá à minha terra natal, escolher uma mulher para Isaque entre os meus parentes de lá”.

5 “Mas e se a moça que eu escolher não quiser vir comigo para esta terra?” perguntoulhe o servo. “Devo então levar o seu filho de volta à terra de onde o senhor veio?”

6 “Cuidado!”, disse Abraão. “Não permita que meu filho volte para lá.” 7 “O SENHOR, o Deus do céu, que me mandou sair da casa do meu pai e da minha terra natal, e jurou dar esta terra aos meus descendentes, enviará o seu anjo adiante de você. Ele providenciará que você encontre ali uma jovem para ser a mulher do meu filho.

8 Se a mulher não quiser vir, você estará livre do seu juramento. Mas não leve o meu filho para lá.”

9 Então o servo pôs a mão debaixo da coxa de Abraão, seu senhor, e jurou cumprir as ordens de Abraão.

10 O servo escolheu dez camelos de Abraão, levando consigo do que o seu senhor tinha de melhor e viajou para a Mesopotâmia, para a cidade de Naor.

11 Ao cair da tarde, quando as moças saem para tirar água, fez os camelos se ajoelharem próximo de um poço de água.

12 E orou em silêncio: “Ó SENHOR, Deus do meu senhor Abraão, dá-me bom êxito neste dia e mostre bondade para com o meu senhor Abraão!

13 O Senhor vê que estou perto desta fonte. As moças desta cidade estão vindo tirar água.

14 Vou pedir a uma delas: ‘Por favor, incline o seu cântaro para que eu beba água’, e, se ela responder: ‘Beba. Também darei água aos seus camelos’, que seja essa a moça que o SENHOR escolheu para o seu servo Isaque. Assim saberei que o SENHOR foi bondoso para com o meu senhor”.

O encontro de Rebeca.

15 Antes de terminar a oração, chegou Rebeca, filha de Betuel, filho de Milca, mulher de Naor, irmão de Abraão, levando um cântaro no ombro.

16 A moça era muito bonita e virgem,
isto é, nenhum homem tinha tido relações com ela. Ela desceu à fonte, encheu o cântaro de água e subiu.

17 O servo de Abraão foi ao encontro dela e disse: “Dê-me um pouco da água do seu cântaro para beber”.

18 “Pois não, senhor”, disse ela, e tirou imediatamente o cântaro do ombro e lhe deu de beber.

19 Depois de lhe dar de beber, disse: “Vou tirar água para os seus camelos também, até ficarem satisfeitos”.

20 Ela prontamente despejou a água do cântaro no bebedouro e correu de volta ao poço para tirar mais água. E repetiu isso até que todos os camelos tivessem saciado
sua sede.

21 Enquanto isso o homem observava em silêncio, atentamente, para saber se o
SENHOR já tinha coroado de êxito a sua missão ou não.

22 Quando os camelos acabaram de beber, o homem lhe deu uma argola de ouro de seis
gramas e duas pulseiras de ouro pesando cerca de cento e vinte gramas, 23 e perguntou: “Quem é o seu pai? Será que há lugar na casa de seu pai para receber a mim e aos que me acompanham?”

24 Ela respondeu: “Sou filha de Betuel, filho que Milca deu a Naor”. 25 E acrescentou:
“Temos palha e muito pasto para os animais, e lugar para os hóspedes passarem a noite”.

26 Então o homem se curvou e adorou ao SENHOR, 27 dizendo: “Bendito seja o SENHOR, o Deus do meu senhor Abraão, pois não negou a sua bondade e a sua fidelidade ao meu senhor. Quanto a mim, o SENHOR guiou-me à casa dos parentes do meu senhor”.

28 A jovem correu para casa e contou à família da sua mãe tudo o que tinha acontecido.

29 Rebeca tinha um irmão chamado Labão. Ele saiu apressado à fonte onde estava o homem, 30 pois tinha visto a argola e as pulseiras nos braços de sua irmã, e tinha ouvido de Rebeca o que o homem lhe tinha contado. Labão foi encontrá-lo em pé, junto à fonte, ao lado dos camelos.

31 Disse Labão: “Venha comigo, abençoado do SENHOR! Por que ficar aí fora? Temos alojamento para você e seus homens, e um lugar para os camelos”.

32 Então o homem foi com ele para casa. Lá descarregaram os camelos e lhes deram
forragem e pasto, e água ao homem e aos ajudantes dele, para lavarem os pés.

33 Quando serviram a comida, o homem disse: “Não posso comer, enquanto não disser o propósito da minha vinda”. Disse Labão: “Está certo. Conte o motivo da sua viagem”.

34 Então ele disse: “Sou servo de Abraão. 35 O SENHOR tem abençoado muito ao meu senhor, e ele se tornou um grande homem; Deus deu a ele ovelhas e bois, prata e ouro, servos e servas, camelos e jumentos.

36 Sara, a mulher do meu senhor, era muito idosa quando deu um filho a ele, que é o herdeiro de tudo que ele possui.

37 E meu senhor me fez jurar, dizendo: ‘Jure pelo SENHOR, o Deus do céu e da terra, que não deixará o meu filho casar com uma moça dos cananeus, entre os quais vivemos, 38 mas você irá à casa de meu pai, e da minha família, procurar uma esposa para o meu filho’

39 “Então perguntei ao meu senhor: ‘E se a moça não quiser vir comigo?’ 40 “Ele respondeu: ‘O SENHOR, em cuja presença tenho andado, enviará um anjo com você e
você terá sucesso na sua missão, para que você encontre uma esposa para Isaque entre os meus parentes, da família do meu pai.

41 Quando chegar até a minha família, você estará livre do juramento se eles se negarem a entregá-la a você’.

42 “Hoje, quando cheguei à fonte, orei ao SENHOR: ‘Ó SENHOR Deus do meu senhor Abraão, dê-me bom êxito nesta missão.

43 Aqui estou perto desta fonte; se uma jovem vier tirar água e eu lhe disser: “por favor, dê-me um pouco da água do seu cântaro”, 44 e, se ela me responder: “Beba. Também darei água aos seus camelos”, seja essa a moça que o SENHOR escolheu para
o filho do meu senhor’.

45 “Enquanto eu estava orando no meu íntimo, chegou Rebeca com seu cântaro no ombro. Ela desceu à fonte e tirou água, e eu lhe disse: ‘Por favor, dê-me um pouco de água para beber’.

46 “Ela imediatamente tirou o cântaro do seu ombro e disse: ‘Beba. Também darei água aos seus camelos’. Eu bebi, e ela deu água de beber aos meus camelos.

47 “Então perguntei a ela: ‘Quem é o seu pai?’ Ela me respondeu: ‘Sou filha de Betuel, filho de Naor e de Milca’. Então coloquei a argola em seu nariz e as pulseiras em seus braços, 48 e me inclinei; adorei e bendisse ao SENHOR, o Deus do meu senhor Abraão, que me guiou na direção certa para levar para o filho do meu senhor uma parenta do seu irmão.

49 Agora, digam-me se mostrarão fidelidade e bondade ao meu senhor; e, se não, digam-me também, para que eu saiba o que fazer e para onde ir”.

50 Então, responderam Labão e Betuel: “Sem dúvida foi o SENHOR que conduziu você até
aqui. Sendo assim, nada podemos dizer, nem a favor nem contra. 51 Aqui está Rebeca; pode levá-la. Que ela se torne a esposa do filho do seu senhor, conforme disse o SENHOR”.

52 Ouvindo essas palavras, o servo de Abraão prostrou-se no chão diante do SENHOR. 53 Depois deu joias de ouro e de prata e vestidos a Rebeca; deu também ricos presentes ao seu irmão e à sua mãe.

54 Então ele e os seus ajudantes comeram e beberam, e passaram a noite ali. Ao se levantarem bem cedo na manhã seguinte, o servo de Abraão disse: “Deixem-me voltar
ao meu senhor”.

55 Mas o irmão e a mãe da moça disseram: “Queremos que ela fique mais uns dez dias conosco; depois ela irá com você”.

56 Mas o homem insistiu: “Não me detenham, por favor! O SENHOR permitiu que eu tivesse sucesso na minha missão. Deixem que eu volte ao meu senhor”.

57 Então lhe disseram: “Vamos chamar a moça e ver o que ela tem a dizer”.

Rebeca consente em casar com Isaque.

58 Chamaram Rebeca e perguntaram a ela: “Você deseja ir com este homem?” Ela respondeu: “Sim, eu vou com ele”.

59 Despediram-se, então, de sua irmã Rebeca, de sua ama, do servo de Abraão e dos seus ajudantes.

60 Abençoaram a Rebeca, dizendo: “Que você, nossa irmã, seja a mãe de milhões! E que os seus descendentes conquistem as cidades dos seus inimigos”.

61 Então Rebeca e suas servas se aprontaram, montaram nos camelos e foram embora com o servo de Abraão.

62 Isaque estava voltando pelo caminho de Beer-Laai-Roi, pois morava no Neguebe.

63 Ele tinha saído para meditar no campo ao cair da tarde, quando viu que se aproximavam camelos.

64 Rebeca também viu Isaque, desceu do camelo 65 e perguntou ao servo: “Quem é aquele homem que vem pelo campo ao nosso encontro?”, “É o meu senhor”, respondeu o servo. Então ela tomou o véu e cobriu-se.

66 Depois o servo contou a Isaque tudo o que tinha feito. 67 Isaque levou a moça para a tenda de sua mãe Sara, e Rebeca tornou-se a sua mulher, e ele a amou; assim Isaque foi consolado após a morte de sua mãe.


Observação:
O gesto de colocar a mão debaixo da coxa era uma forma de fazer um juramento solene(respeitosa).


OS POVOS DE CANAÃ

Quem são os cananeus afinal que Abraão tanto nega serem seus descendentes?
Podemos dizer que são todos os povos não-israelitas que habitavam na terra de Canaã. Eles são descendentes de Cam (ou Cão, Cã). Lembram de Canaã o filho mais novo de Cam, neto de Noé?

Quando aconteceu o incidente da embriaguez de Noé, Canaã agravou a situação chamando Sem, e Jafé para verem a núdez de Noé. Mas, Sem e Jafé desviando-se os rostos e andando de costas, cobriram a nudez de seu pai com uma capa sobre seus próprios ombros sem que a vissem(Gn 9:23).

Ao saber do ocorrido no dia seguinte, Canaã ficou sobre maldição profética de Noé, que predizia que Canaã se tornaria escravo tanto de Sem como de Jafé (Gênesis 9:20-27) . Cam teve outros 3 filhos além de Canaã( Cuxe, Misraím e Pute), porém a maldição foi para Canaã e seus descendentes, isto é, os cananeus da palestina.

Na maioria dos casos em que a Bíblia fala de se descobrir a nudez ou de ver a nudez de outrem, quer-se dizer incesto ou outros pecados sexuais (Levítico 18:6-19, 20:17,19-23)
“Porém, das cidades destas nações, que o Senhor, teu Deus, te dá em herança, nenhuma coisa que tem fôlego deixarás com vida. Antes, destrui-las-ás totalmente: aos heteus, e aos amorreus, e aos cananeus, e aos fereseus, e aos heveus, e aos jebuseus, como te ordenou o Senhor, teu Deus” (Dt 20.16,17; cf. Nm 33.51-53).

A terra de Canaã estava ficando como Sodoma e Gomorra cheios de praticantes de idolatria, imoralidade, derramamento de sangue e excesso de depravações sexuais. A região cananéia era a terra prometida aos descendentes de Abraão através de uma aliança feita por Deus com Abraão.

“À tua descendência dei esta terra, desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates: o queneu, o quenezeu, o cadmoneu, o heteu, o ferezeu, os refains, o amorreu, o cananeu, o girgaseu e o jebuseu.” Gênesis 15:18-21

REFLEXÃO ESPIRITUAL:

Este é um lindo ensinamento de que a paciência e a fé caminham juntos de Deus. Há quanto tempo que você espera no Senhor? Tantas lutas, tanta tristezas, tanta insegurança, parece que não vai ter fim! Mas mesmo assim você ainda esta caminhando na graça com fé e paciência de que um dia vai erguer a bandeira da vitória?

A hora certa só à Deus pertence, a sua luta diária com o malígno mostra o quanto és fiel à Deus. Se esta difícil, não desista, pois vale a pena lutar pela vida eterna nos céus. Se a guerra fosse fácil não se chamava “guerra” onde se vê sangue, pessoas chorando por não aguentar mais, pessoas mortas, pessoas que reencontram suas famílias após lutar e voltam para casa vivos e é recebidos por todos seus IRMÃOS cheios de amor.

A luta para ir ao céu é o mesmo caminho. Machucamos, lutamos, muitos desistem na metade da luta, mas sempre tem alguém que te ajuda manter vivo até o final = JESUS! Muitas vezes há guerras prolongadas por algum motivo. Mas pense comigo, a guerra não é eterna, sempre há um fim = Quando todo o inimigo é derrotado = DEUS DESTRÓI TODOS ELES POR AMOR A SUA ALMA, por tanto lute irmãos, DEUS É CONTIGO!

“Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados” Mateus 5:4

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 23

Gênesis 23

A morte de Sara

1 Quando Sara estava com 127 anos de idade, 2 morreu em Quiriate-Arba, que é Hebrom, na terra de Canaã. E Abraão lamentou a morte de Sara e chorou por ela.

3 Depois Abraão levantou-se, deixou o lugar onde estava o corpo de sua mulher e foi falar com os heteus:

4 “Sou um estrangeiro que moro na mesma terra em que vocês moram. Vendam-me, por favor, um pedaço de terra para que eu possa enterrar a minha mulher”.

5 Responderam os heteus a Abraão: 6 “Ouça-nos: O senhor é um príncipe de Deus entre nós. Enterre a sua mulher numa das nossas melhores sepulturas; nenhum de nós negará a sua sepultura para que o senhor enterre a sua mulher”.

7 Abraão levantou-se e curvou-se perante os heteus, povo daquela terra, 8 e falou a eles:
“Como estão sendo tão amáveis, permitindo que eu sepulte a minha esposa, peço que
intercedam por mim perante Efrom, filho de Zoar.

9 Peçam a ele que me venda por um preço
justo a caverna de Macpela, que se encontra na divisa das suas terras. Ela servirá como
sepultura para minha família”.

10 Efrom, o heteu, estava sentado no meio do seu povo e respondeu a Abraão na presença de todos os heteus, que tinham vindo à porta de entrada da cidade: 11 “De modo algum, meu senhor. Ouça-me: Eu dou ao senhor o campo e a caverna que nele está. Eu a dou na presença do meu povo. Sepulte a sua mulher”.

12 Abraão inclinou-se de novo diante do povo daquela terra 13 e disse a Efrom, na presença dos heteus reunidos: “Se você concorda, por favor, ouça-me: ‘Eu desejo pagar o preço do campo. Depois de pagar, farei o enterro da minha mulher’”.

14 Respondeu Efrom a Abraão: 15 “Ouça-me, meu senhor; o terreno vale 400 moedas de
prata,16 mas o que significa isso entre mim e você? Vá e sepulte a sua mulher”.

16 Tendo ouvido isso de Efrom, Abraão concordou com o preço e pesou 400 moedas de prata diante dos heteus, moeda corrente entre os mercadores.

17 Assim, o campo de Efrom em Macpela, perto de Manre, incluindo a caverna e o arvoredo dentro das divisas do campo, 18 foram transferidos a Abraão como sua propriedade. Esse acordo foi realizado diante de todos os heteus que tinham vindo à porta de entrada da cidade.

19 Assim, Abraão sepultou a sua mulher Sara na caverna do campo de Macpela, perto de Manre, lugar também conhecido por Hebrom, que fica na terra de Canaã.

20 Assim, o terreno e a caverna foram cedidos pelos heteus a Abraão para serem usados como lugar de sepultamento.

DISCERNIMENTO:

Mês de Novembro é o mês de celebração aos MORTOS para o mundo, tais como o (feliz) Halloween (significa: Véspera do Dia de Todos os Santos) – que acontece no dia 31 de Outubro e da continuação para o dia primeiro do calendário “Dia de Todos os Santos” e no segundo dia aos “Finados”. Veja seu calendário, esta certo? Pois é, estas celebrações não agradam aos olhos de Deus. Observações: Irmãos, lembre-se são ensinamos que estão na Bíblia – continue lendo, quero ampliar a sua visão:

O que aconteceu com Sara após sua morte? Vimos Abraão orando pela alma de Sara? Fizeram alguma reza? Nada disso. Ele a sepultou e chorou pela sua morte e só. Acha errado essa atitude, é insensível da parte dele? Não! Você pode estar pensando também, “Naquela época não havia velas ou flores em qualquer lugar para enfeitar o túmulo de Sara!” Pois bem, saibam que após a morte, não vivemos mais em carne.

Sobre os 3 dias comemorados, a Bíbilia nos responde se é certo ou errado:

“A sepultura não te pode louvar, nem a morte glorificar-te; não esperam em tua fidelidade os que descem à cova. Os vivos, somente os vivos, esses te louvam como hoje eu o faço; o pai fará notória aos filhos a tua fidelidade”. (Isaías 38:18-19)

Sentimos saudades de quem amamos, mas o ciclo da vida precisa ser compreendido por nós, e é assim que Deus nos faz entender: O MUNDO É CARNAL! E NADA DAQUI SE LEVA, A NÃO SER A ALMA. O que devemos dar mais valor nessa vida então? Reflita nestas palavras.

A memória de todos que se foram não restam lembranças do mundo, pois estão num sono profundo e desligados dessa vida aguardando o juízo final. (Leia: 1 Tessalonicenses 4:13-18)

Não podemos salvar a alma de alguém que morreu. Tudo que podemos fazer é enquanto há VIDA orar por todos eles e pregar o evangelho através da Bíblia. Levem flores aos seus conhecidos VIVOS, dêem abraços e sorria quando os verem, pois não sabemos quando será a última vez. Expresse, diga o quanto os amam enquanto puder ter contato. Não dê espaço para brigas, perdoe o próximo e seja libertado do sentimento de magoas. Esse é o dom do amor e o que Deus ensina!

FESTAS PAGÃS:

O que significa? É uma festa imoral, mundana, a qual contraria os preceitos cristãos satisfazendo apenas os desejos carnais. Lembre-se: “Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.” (1Co 10.21)

Resumo: 2Tm3, 14-17 O cristão tem que seguir e se deixar repreender pela Sagrada Escritura. Ser firme no que aprendeu dela pois ela é toda fonte de sabedoria divina.

Estejam “vivos” (presentes na vida espiritual) enquanto há vida, pois após a morte não podemos mudar o caminho que percorremos (errado ou certo) quando estávamos na terra. E o único caminho para alcançar Deus é seguindo Ele e não o que o mundo ensina. Sejam sábios, não participem de tudo que o mundo gosta pois daqui não levaremos nada além da ALMA. Olham os seus passos para não pisar falso e amanhã não ter pra onde pedir socorro (Deus). Como Sara, todos viemos para cumprir uma missão enviada por Deus, qual é a sua? VAMOS ERGUER A BANDEIRA DA VITORIA!!

Obs: A Imagem Destacada é de Macpela, onde Sara está enterrada.

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 22

Gênesis 22

Deus manda Abraão matar seu filho Isaque

1 Depois de algum tempo, Deus pôs Abraão à prova. “Abraão!”, chamou Deus. “Aqui estou!”, respondeu Abraão.

2 Então Deus disse: “Tome o seu filho, seu único filho, Isaque, a quem você tanto ama, e vá para a terra de Moriá. Lá, ofereça o seu filho Isaque em sacrifício, como oferta queimada, num dos montes que eu lhe mostrar”.

3 Na madrugada seguinte, levantou-se Abraão e preparou o seu jumento. Levou consigo dois de seus servos e Isaque, seu filho. Rachou lenha para o sacrifício e foi com eles para o lugar que Deus lhe tinha indicado.

4 Depois de três dias de caminhada, Abraão viu o lugar de longe.

5 Então disse a seus servos: “Esperem aqui com o jumento. Eu e o rapaz vamos até lá, e,
depois de adorarmos, voltaremos”.

6 Abraão colocou a lenha do sacrifício nos ombros do seu filho Isaque, e ele levou uma tocha de fogo, e a faca. E assim os dois caminhavam juntos.

7 Isaque disse a Abraão, seu pai: “Meu
pai!” “Que é, meu filho?”, respondeu Abraão.
Perguntou-lhe Isaque: “Temos lenha e fogo, mas onde está o cordeiro para o sacrifício?”

8 Respondeu Abraão: “Deus vai prover o cordeiro para o sacrifício, meu filho”. E
continuaram andando juntos.

9 Quando chegaram ao lugar que Deus tinha indicado, Abraão construiu um altar, arrumou a lenha sobre ele, amarrou seu filho Isaque e o colocou no altar, em cima da lenha. 10 Depois pegou a faca para sacrificar seu filho.

11 Nesse momento o Anjo do SENHOR gritou do céu: “Abraão! Abraão!”

“Aqui estou!”, respondeu ele.

12 Então o Anjo disse: “Não toque no rapaz, não lhe faça nada. Agora sei que você teme a Deus, porque não me negou nem mesmo o seu amado filho, seu único filho!”

13 Nisso Abraão viu um carneiro preso pelos chifres num arbusto. Tomou Abraão o carneiro e o ofereceu como oferta queimada ao SENHOR, em lugar de Isaque.

14 Abraão chamou aquele lugar de “O SENHOR Proverá”. Por esse nome é conhecido até hoje.

15 Então, pela segunda vez, o Anjo do SENHOR gritou do céu a Abraão 16 e disse: “Juro pelo meu próprio nome”, diz o SENHOR, “como você me obedeceu e não me negou o seu único filho, 17 certamente abençoarei você e farei seus descendentes tão numerosos como as estrelas do céu e como a areia na praia do mar. Os seus descendentes conquistarão as cidades dos seus inimigos, 18 e por meio dos seus descendentes todas as nações da terra serão abençoadas, porque você me obedeceu”.

19 Assim, voltou Abraão aos seus servos, e, juntos, partiram para Berseba, onde passaram a morar.

20 Depois desses acontecimentos, chegou a informação de que Milca, mulher de Naor, irmão de Abraão, tinha gerado estes oito filhos: 21 Uz, o mais velho, Buz, seu irmão, Quemuel, pai de Arã, 22 Quésede, Hazo, Pildas, Jidlafe e Betuel, 23 pai de Rebeca.

Estes foram os oito filhos que Milca deu a Naor, irmão de Abraão. 24 Reumá, a concubina de Naor, lhe deu os seguintes filhos: Tebá, Gaã, Taás e Maaca.

REFLEXÃO e APRENDIZAGEM:

Talvez você tenha questionado assim: Porque Deus mandou Abraão sacrificar Isaque?

Através da vida deste homem, que foi considerado amigo de Deus e pai da fé, procuraremos entender os propósitos de Deus nas provações. Afinal, Porque Deus nos submete à prova? Porque Deus nos permite passarmos por tantas provações? Há algum proveito nas provações?

O que é provar? É experimentar; submeter à prova; fazer conhecer, verificar a qualidade.
Deus não tinha intenção de fazer Abraão sofrer, muito menos de tirar a vida de alguém inocente como Isaque. Ele apenas queria saber se podia confiar em Abraão para ser o pai das gerações. Pai de um grande povo de onde viria o salvador (Jesus). Tanto que Deus não permitiu que ele sacrificasse o filho, impedindo-o na ultima hora.

É notório também que esta passagem, (Gênesis 22) é uma preparação ao sacrifício de Jesus Cristo. Deus mandou que Abraão sacrificasse seu filho, mas enviou um cordeiro, assim como o próprio Deus enviou Seu Filho para ser Cordeiro. Deus provou a Fé de Abraão e com isso Abraão se tornou o Pai da Fé e foi aprovado em sua prova!

E assim estava pronto para ser o pai da nação escolhida do Senhor e até hoje modelo a todos que seguem a Cristo. Deus queria saber se seu servo era fiel, e Abraão se saiu bem, mostrando que amava a Deus, e por isso Deus o recompensou, ele e sua descendência, fazendo todos os filhos e netos prósperos.

O propósito de Deus na vida de Abraão, foi justamente saber ou revelar onde estava ou em que estava o coração do seu servo. Abraão prova para Deus que Ele está acima de tudo em sua vida. Ele abriu mão de tudo por causa de Deus, até mesmo do seu próprio filho. Abraão ama Isaque, mas Ele ama mais o Senhor!

Isso nos faz refletir que Deus também deu seu único filho por nossos pecados, Jesus se fez de sacrifício para nos salvar e tirar nossos pecados.

Ele fez isso por mim, por você, pelo assassino que hoje está atrás das grades, pela prostituta, pelo órfão, pela viúva, pelo católico, evangélico, macumbeiro, espirita, ateu, pelo drogado, pelo trabalhador, pelo ladrão, em fim poderia falar de muitos aqui.

Na prova de Abraão Deus quer conduzi-lo por um caminho de obediência. Este homem não questionou, não retrucou, não abriu os seus lábios. Mas vemos que quando Abraão responde para Isaque que “Deus vai prover….”, imaginamos que neste momento ele estava em seu silêncio, mas em comunhão com Deus, Ele obedeceu á Deus, mas só Deus e Ele sabiam da angústia e aflição que estava em seu coração!

Imaginem então como Deus se sentiu ao ver seu filho sofrendo naquela cruz por nós, e hoje muitos nem dão valor e importância para isto!
Deus quer nos fazer verdadeiros adoradores! O Cordeiro, a provisão de Deus sempre aparece, mesmo que seja naquele momento que você considere ser o último minuto. O Cordeiro não chega atrasado, Ele chega na hora certa!

O verdadeiro adorador adora sempre, em todo o tempo, ele aprende a construir altares para Deus até mesmo nas provas, até mesmo nas adversidades.

ENSINAMENTO ESPIRITUAL:

Considerado o pai da fé – Não é pra menos, Abraão surpreendeu a Deus! Não se recusou momento algum a fazer este sacrifício (de muita angústia!) que o Senhor havia o ordenado fazer, e também não temeu a morte do seu filho pois ABRAÃO SABIA QUE ERA DEUS QUE ESTAVA DIANTE DELE E QUE TUDO QUE O SENHOR DESEJAVA IRIA SER O MELHOR CAMINHO PARA ELE E A TODOS!!

Quando caminhamos com Deus, sentimos: Segurança, fé, paciência, bom-ânimo, certeza, e tranquilidade(paz). Quando estamos desapegados: Brigas, desanimo, maldade, intolerância, xingamentos – etc.

Esteja certo de seu caminho servo de Deus. Quem caminha com o Senhor não carrega ira, nem rancor consigo. Repense, esta próximo a Santa Ceia, reflita seus atos com seus irmãos de fé e carnal – Que estejam todos de bem para relembrar o motivo que o Senhor trouxe a terra seu amado filho Jesus Cristo em missão de nos lembrar que não estamos sós nesse deserto, que há um Deus que tem misericórdia de nossos pecados e nos da uma segunda chance(batismo) para habitarmos no céu.

Estejam em paz com seus irmãos, receba a Santa Ceia de todo coração sem amarguras, não se esqueçam do caminho santo: SANTIFIQUEM-SE e GLORIFIQUEM O NOME DE DEUS POR QUALQUER PROVAÇÃO QUE ESTIVER PASSANDO.

Assim como Abraão, naquela angústia o Senhor enviou o anjo no MOMENTO CERTO para o LIBERTAR. Surpreenda Deus irmãos, vamos orar uns aos outros para que todos possamos alcançar a vitória?

Se esta faltando fé, RECORRE AO SENHOR QUE TE ESPERA DE BRAÇOS ABERTOS!

ALELUIA! UNEM-SE IRMÃOS, O NOSSO TEMPO AQUI É CURTO. REFLITAM NESSAS PALAVRAS E EDIFIQUEM-SE, ALEGREM O SENHOR!!!!!

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 20

Gênesis 20

Abraão nega que Sara é sua mulher

1 Nesse meio-tempo, Abraão mudouse para a região do Neguebe, ao sul, e ocupou as
terras entre Cades e Sur. Morou também em Gerar.

2 Abraão dizia que Sara, sua mulher,
era a sua irmã. Por isso, Abimeleque, rei de Gerar, mandou buscar Sara e tomou-a para si.

3 Naquela mesma noite, Deus apareceu a Abimeleque em sonho e disse: “Você será castigado com a morte, porque a mulher que você tomou é casada”. 4 Mas Abimeleque não tinha tocado em Sara. Por isso disse: “SENHOR, matarias até uma nação inocente?

5 Não foi Abraão que me disse: ‘Ela é minha irmã?’ E ela confirmou, dizendo: ‘Ele é meu irmão?’ Em tudo isso estou sendo sincero de coração e na minha inocência fiz o que fiz”.

6 Ainda em sonhos, disse Deus: “Sim, eu sei que você fez isso com sinceridade de coração. Por isso não deixei você tocar nela, e impedi você de pecar contra mim.

7 Agora, devolva Sara ao seu marido. Ele é profeta e orará em seu favor, para que você viva. Mas se você não devolver a mulher de Abraão, você e todos os seus morrerão”.

8 Ainda estava escuro quando Abimeleque se levantou e reuniu todo o pessoal em serviço no palácio. Ouvindo dele o que acontecera, tiveram muito medo.

9 Depois o rei mandou chamar Abraão e disse: “Por que você fez isso conosco? O que eu fiz contra você, para me levar a tamanho pecado? Esse pecado seria uma desgraça para mim e para o meu reino. Você agiu
mal”.

10 Então perguntou Abimeleque a Abraão: “O que levou você a fazer isso?” 11 Abraão respondeu: “Eu disse a mim mesmo: Certamente ninguém teme a Deus neste lugar, e vão me matar por causa da minha mulher.

12 Além disso, ela é de fato a minha irmã, por parte de pai, mas não por parte de mãe. E nos casamos. 13 Quando Deus me mandou sair de casa para terras estrangeiras, eu disse a Sara: ‘Em todo lugar onde formos, faça o favor de dizer que é a minha irmã’”.

14 Então o rei Abimeleque pegou ovelhas e bois, servos e servas e deu-os de presente a
Abraão, e devolveu-lhe Sara, sua mulher.

15 E disse Abimeleque: “A minha terra está à sua disposição. Escolha o lugar que quiser para viver”.

16 Depois disse a Sara: “Lamento a vergonha pela qual você passou. Estou dando a seu irmão mil moedas de prata, para reparar a ofensa feita a você. Esta minha atitude significa que você é declarada sem culpa diante de todos”.

17 Abraão orou então a Deus. E Deus curou Abimeleque, sua mulher e suas servas, para que pudessem ter filhos. 18 Porque o SENHOR tinha tornado estéreis todas as mulheres da casa de Abimeleque por causa de Sara, mulher de Abraão.

ENSINAMENTO E APRENDIZAGEM:

Em Gênesis 20, vemos o quanto é importante saber perdoar, Abraão em sua humanidade falha, mentiu e envolveu Sara, onde ela concordou em afirmar tal mentira. Diante do erro Abimeleque mesmo ferido e sua casa também, souberam perdoar a atitude de Abraão. E por isso toda a praga que carregava em si e sua casa, foram sarados através da oração. Abraão era falho por ser humano e ter mentido, mas Deus ao ver a inocência e tamanha sinceridade no coração de Abimeleque, já estava ali para cura-lo. O perdão cura, liberta, o perdão sara as feridas.

REFLEXÃO ESPIRITUAL:

Até o momento vimos um Abraão como um homem de muita fé e sempre junto de Deus. Neste capítulo podemos ver que nenhum humano é capaz de ser perfeito (só Jesus). Observem o motivo que fez ele mentir – foi exatamente para se “proteger” do MEDO. Você já não mentiu também por medo de algo? Por medo de ouvir ou ter reações indesejadas das pessoas?

Irmãos, só não tenham medo de dizer que não é crente por medo DO INIMIGO!! O que mais pode acontecer? E afinal, antes morrer sem negar Jesus do que viver com a consciência pesada e ser negado por Jesus lá na frente. O que vale mais a pena? SEJA UM SERVO DE VERDADE, NÃO TENHA VERGONHA DE ASSUMIR SUA CRENÇA. Deus é bom e Ele não te negará também!!!!

Quando temos medo de algo, queremos sempre nos proteger para que nada aconteça de ruim, mesmo sabendo que poderão ter consequências negativas e ainda assim mesmo o cometemos. Não é assim? Isso é FRAQUEZA! E nós somos fracos! Deus já havia falado com Abraão que ele teria uma velhice feliz, lembram? (Gn 15:15) E mesmo assim, ele temeu e não creeu naquele momento, e involveu até Sara, sua esposa. Não podemos julgar Abraão, pois mesmo sendo fiel a Deus todo o tempo, ele ou qualquer um de nós esquecemos do quanto Deus é misericórdioso com seus servos. E o que Deus fez?

O SENHOR AGIU ANTES, IMPEDINDO QUE O PIOR ACONTECESSE: VEIO EM SONHOS NA MENTE DO INIMIGO, FEZ-O TEMER(AMALDIÇOANDO), E O IMPEDIU DE COMETER ALGO ERRADO COM O SERVO DELE!

Ainda tem dúvidas de que Deus esta na sua vida te livrando de muitas coisas? Somos tão fracos que não temos palavras para descrever o quanto Deus é maravilhoso em nossas vidas, mas Deus sabe o tamanho de sua luta, o tamanho do seu desejo, o tamanho de sua fé – Siga em frente que Deus é contigo!

Leitura Bíblica: Gênesis 19

Gênesis 19

Ló recebe os dois anjos em sua casa

1 Ao anoitecer daquele mesmo dia, os dois anjos chegaram à entrada da cidade de
Sodoma. Ló estava sentado à entrada quando os avistou. Ele se levantou, correu para recebê-los, prostrou-se com o rosto no chão 2 e disse: “Senhores, venham à minha casa. Lá vocês poderão lavar os pés e passar a noite. Amanhã cedo poderão seguir viagem”. Eles, porém, responderam: “Não. Passaremos a noite na praça pública”.

3 Mas Ló insistiu muito e eles acabaram aceitando o convite. Ló ofereceu a eles um banquete. Mandou preparar pães sem fermento. E eles comeram.

4 Quando estavam se preparando para dormir, vieram todos os homens de Sodoma, tanto jovens como velhos, e cercaram a casa. 5 Eles gritaram a Ló: “Traga para fora os homens que estão aí. Queremos ter relações com eles”.

6 Ló saiu da casa depressa, fechou a porta atrás de si 7 e disse aos homens: “Por favor, meus irmãos, não façam essa maldade! 8 Escutem, tenho duas filhas virgens; eu as entrego a vocês para que façam com elas o que quiserem. Mas deixem meus hóspedes em paz, porque eles contam com a minha proteção”.

9 “Saia da frente!”, gritaram os sodomitas. “Quem você pensa que é? Ora, deixamos este sujeito morar em nossa cidade como estrangeiro e agora quer ser nosso juiz! Pois vamos fazer com você coisa pior do que a eles”. E avançaram contra Ló, dispostos a arrombar a porta.

10 Mas os hóspedes puxaram-no depressa para dentro da casa e fecharam a porta. 11 Depois deixaram cegos os homens que estavam fora, desde o mais jovem até o mais velho, de modo que não conseguiram encontrar a porta.

12 Então os hóspedes perguntaram a Ló: “Você tem mais parentes nesta cidade — genros, filhos, filhas, ou outro parente? Leve-os todos embora daqui. 13 Pois vamos destruir a cidade completamente. As acusações contra ela aumentaram muito e chegaram ao céu. Por isso o SENHOR nos enviou para destruir a cidade”.

14 Então Ló foi correndo falar com os futuros genros das suas filhas e disse-lhes: “Tratem de sair imediatamente da cidade. Ela vai ser destruída pelo SENHOR”. Mas os moços acharam que ele estava brincando, e não deram ouvidos.

15 No dia seguinte, bem cedo, os anjos insistiram com Ló, dizendo: “Arrume-se depressa. Pegue a sua mulher e suas duas filhas que estão aqui, e saiam enquanto podem! Vocês estão correndo risco de morrer com a destruição da cidade”.

16 Mas Ló não se apressou. Então os anjos tomaram-no pelas mãos, bem como sua mulher e as duas filhas, e os tiraram dali à força, deixando-os fora da cidade, porque o SENHOR teve misericórdia deles.

17 Quando já estavam fora da cidade, um dos anjos disse: “Fujam! Corram sem parar e sem olhar para trás e não parem no vale. Vão para as montanhas e só parem quando chegarem lá, senão arriscamse a morrer!”

18 Ló, porém, lhes disse: “Assim não, meu senhor! 19 Vocês foram bondosos comigo,
salvaram a minha vida e mostraram piedade. Não posso fugir para as montanhas, pois receio que esta calamidade caia sobre mim e eu morra.

20 Deixem que eu vá para aquela cidade pequena. Ela fica bem próxima, e eu poderia fugir para lá e ficar a salvo”. 21 “Está bem”, disse o anjo. “Aceito mais esse seu pedido e não destruirei aquela cidade.

22 Mas vá depressa, porque não posso fazer nada enquanto você não chegar lá”. Desde então aquela vila foi chamada Zoar.15 23 O sol já estava aparecendo no horizonte quando Ló chegou a Zoar.

A destruição de Sodoma e Gomorra.

24 Então o SENHOR fez chover fogo e enxofre sobre Sodoma e Gomorra. 25 Ele destruiu completamente aquelas cidades, as demais cidades da planície, os habitantes e o que nascia da terra.

26 Mas a mulher de Ló olhou para trás e foi transformada numa estátua de sal.

27 Naquela manhã, Abraão levantou-se de madrugada e foi até o lugar onde tinha estado diante do SENHOR. 28 Dali olhou para Sodoma e Gomorra e para a campina e viu fumaça subindo da terra, como de uma grande fornalha.

29 Quando Deus destruiu as cidades da planície, lembrou-se de Abraão e tirou Ló daquela região.

30 Ló partiu de Zoar com suas duas filhas e passou a viver nas montanhas, porque ficou com medo de permanecer em Zoar. Ele e suas duas filhas ficaram morando numa caverna.

31 Foi quando a mais velha disse à irmã: “Em toda essa região não existe homem que possa casar conosco, conforme o costume da terra. Nosso pai já está velho e logo não poderá ter filhos.

32 Vamos dar vinho a ele e cada uma de nós se deitará com ele. Assim teremos
descendentes e a nossa linhagem não desaparecerá”.

33 Naquela mesma noite, deram vinho ao pai, e a filha mais velha se deitou com ele. Ele estava tão embriagado que não percebeu quando ela se deitou nem quando se levantou.

34 No dia seguinte, a filha mais velha contou à irmã: “Ontem à noite deitei-me com meu pai. Vamos fazer a mesma coisa hoje. Daremos vinho ao nosso pai, e depois você se deita com ele, para que preservemos a descendência de nosso pai”.

35 Naquela noite novamente deram vinho
ao pai. A filha mais nova se deitou com ele. Novamente ele não percebeu quando ela se deitou nem quando se levantou.

36 Desse modo, as duas irmãs ficaram grávidas do próprio pai. 37 A filha mais velha deu à luz um filho e chamou-o de Moabe, que é o pai dos moabitas de hoje. 38 A filha mais nova também deu à luz um filho e chamou-o de Ben-Ami, que é o pai dos amonitas de hoje.

Genealogia de l

ENSINAMENTO ESPIRITUAL:

Sodoma e Gomorra: As duas cidades que marcaram a história triste da humanidade perdida. O Senhor fez aquele lugar morrer completamente, para que VIDA ALGUMA pudessem habitar ali até nos dias atuais.

Essa é a ira de Deus irmãos. Os dias atuais não estão tão diferentes quanto a esta época citada na Bíblia. Vêmos notícias terríveis, atitudes assustadoras, crueldade, olhar maldoso, isso tudo não faz parte da obra de Deus. Fiquem em comunhão.

O tempo é curto e o prazo esta esgotando. Não faça como mulher de Ló, não fique parada querendo ver o estrago que ainda esta por vir, caminhe como Ló e suas duas filhas, seguindo os conselhos dos ANJOS para não virar o mesmo que os outros que ficaram por lá! Faça você a sua vida espiritual forte, não se importe com o que os outros pensam. Com o tempo, elas vão se guiando em você! Não deixe de começar porque ninguém tem esse ânimo, se você quer, VÁ! Depois você pode ensinar, é simples.

Deus se lembrou de Abraão quando estava destruíndo Sodoma e Gomorra, e então fez com que os anjos fossem para os retirar daquela terra. O Senhor ouve as suas orações, viu irmãos?

Deus é maravilhoso! Ele teve misericórdia por amor a Abraão, respeitou o seu pedido – pois foi um servo fiel e valente! Os anjos os levaram as pressas daquele lugar. Mas, e se deixassem eles para fugir com a vontade própria? Teriam morrido! Pois não se apressaram, assim como os noivos das duas filhas.

Lembram o que as filhas de Ló fizeram? Deitou-se com o pai bêbado e tiveram filhos! Não sigam os passos dos cegos, se guiem na palavra de Deus. Se você for se guiar em pessoas que não enxergam, como pode ter certeza que ela esta segura do caminho onde esta indo?

O final dos descendentes de Ló foram amaldiçoados na terra. Por causa de uma decisão errada a geração das duas carregou o peso do pecado adiante. Nenhuma maldição consegue sobreviver onde habita o Espírito de Deus.

As nações geradas pelas filhas de Ló foram proibidas de fazer parte da congregação dos filhos de Deus até a décima geração. Foram amaldiçoados pelo próprio Deus, por terem agido como inimigos do povo de Israel durante a caminhada deles no deserto em direção a Canaã (Dt 23.3-4).

Mais pra frente iremos conhecer a história da moabita Rute (bisavó do rei Davi), onde fala de uma das maiores provas de que basta a pessoa aceitar a Jesus de todo coração para que todo e qualquer tipo de maldição seja quebrada. Jesus é a salvação!

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 18

Gênesis 18

Aparecem três anjos a Abraão

1 Abraão morava perto dos carvalhos de Manre. Um dia o SENHOR apareceu a ele. Na hora mais quente do dia, Abraão estava sentado junto à entrada de sua tenda.

2 De repente Abraão viu três homens em pé, perto dele. Quando os viu, correu ao encontro deles e prostrou-se.

3 “Meu SENHOR”, disse Abraão, “se sou digno, tenha a bondade de ficar aqui e descansar um pouco. 4 Mandarei trazer água para lavarem os seus pés e assim poderão descansar debaixo desta árvore.

5 Vou preparar uma refeição, para que ganhem novas forças e prossigam a
viagem”. “Está bem”, disseram eles, “faça como você disse”.

6 Abraão correu à tenda e disse a Sara: “Depressa, pegue três medidas da nossa melhor farinha, amasse-a e faça uns pães”.

7 Depois ele mesmo correu ao pasto, escolheu um belo novilho e mandou um servo preparar a carne.

8 Colocou diante deles então a coalhada, o leite e o novilho que tinha mandado preparar. Ele permaneceu ali debaixo da árvore, fazendo companhia a eles enquanto comiam.

9 “Onde está Sara, sua mulher?”, perguntaram eles. “Ela está ali na tenda”, respondeu Abraão. 10 Um deles disse: “Daqui a um ano voltarei a visitar vocês, e Sara, sua mulher, terá um filho”. Sara estava na entrada da tenda, atrás dele, e escutou o que disse.

11 Abraão e Sara eram muito velhos, de idade bem avançada, e as condições físicas de Sara já não permitiam que ela tivesse filhos. 12 Por isso, Sara riu por dentro, pensando: “Depois de velha e o meu senhor
também velho, ainda terei esse prazer?”

13 Mas o SENHOR disse a Abraão: “Por que Sara riu e disse consigo mesma: ‘Será que é
verdade que poderei dar à luz, sendo velha?’

14 Por acaso existe alguma coisa difícil demais para o SENHOR?” E disse mais: “No ano que vem voltarei a você, e Sara terá um filho”.

15 Ao ouvir isso, Sara ficou com medo. Ela mentiu, dizendo: “Eu não estava rindo”.
Mas o SENHOR disse a ela: “Não diga isso. Você bem sabe que riu”.

16 Em seguida levantaram-se e tomaram a direção de Sodoma. Abraão foi com eles até certa distância.

Deus anuncia a destruição de Sodoma e Gomorra.

17 “Será que vou esconder o meu plano de Abraão?”, perguntou o SENHOR. 18 “Abraão será o pai de uma grande nação. Além disso, ele vai ser instrumento de bênção para todas as nações da terra!

19 Pois eu o escolhi para que ordene a seus filhos e descendentes que o sigam, a fim de guardar o caminho do SENHOR, fazendo o que é justo e bom, para que eu faça por Abraão tudo o que lhe prometi”.

20 Disse mais o SENHOR: “Chegaram até mim as acusações contra Sodoma e Gomorra. A queixa contra o pecado daquelas cidades é tão grave, 21 que descerei até lá para ver se as acusações são de fato verdadeiras ou não”.

22 Dois daqueles homens foram para Sodoma, mas o SENHOR ficou mais um pouco com Abraão.

Abraão intercede com Deus pelos homens.

23 Abraão aproximou-se dele, e disse: “O SENHOR seria capaz de matar os bons
juntamente com os maus?

24 Se houver na cidade, digamos, cinquenta pessoas justas, o SENHOR destruiria a cidade? Não pouparia o povo por amor daqueles cinquenta cidadãos bons?

25 Não seria justo! Certamente o SENHOR não fará uma coisa dessas: matar os que o
amam junto com os que o desprezam. Fazendo assim, estaria igualando os justos com os injustos, os bons com os maus! Claro que não faria isto! Não é justo o Juiz de toda a terra?”

26 O SENHOR respondeu: “Se eu achar cinquenta justos em Sodoma, não destruirei a cidade, por amor a eles”.

27 Abraão voltou a falar: “Sei que sou pó e cinza. 28 Mas comecei a falar ao SENHOR e devo continuar. E na hipótese de faltarem cinco para completarem os cinquenta justos? Por causa desses cinco que faltaram, o SENHOR destruiria a cidade?” Deus disse: “Não destruirei a cidade, se achar nela quarenta e cinco justos”.

29 Abraão falou de novo: “E se achar ali quarenta justos?” O SENHOR respondeu: “A cidade não será destruída, por causa dos quarenta”.

30 Abraão insistiu: “Peço que tenha paciência, SENHOR. Se forem trinta os justos?” O SENHOR respondeu: “Se encontrar trinta, não a destruirei”.

31 Abraão prosseguiu: “Sei que estou sendo ousado, mas, por favor: E se apenas vinte justos forem encontrados ali?” O SENHOR respondeu: “Não destruirei a cidade, por amor aos vinte”.

32 Disse, por fim, Abraão: “Não fique irado, SENHOR, se lhe falar só mais uma vez. E se
forem encontrados apenas dez justos?” O SENHOR respondeu: “Não destruirei a cidade por amor aos dez”.

33 Quando acabou de falar com Abraão, o SENHOR se retirou. E Abraão foi para casa.

REFLEXÃO E APRENDIZAGEM

No título lemos assim “Aparecem três anjos a Abraão” e que um destes Anjos era o próprio Deus em forma humana, a grande dúvida de muitos neste texto é justamente no livro de Êxodo 33:20, onde vamos estudar futuramente, e lá diz assim: “E acrescentou: “Mas você não poderá ver a minha face, porque nenhum homem poderá continuar vivo depois de me ver” (Ex 33:20). Mas Abraão falou com Deus? Há contradição na bíblia? Não! O nome disso é “Teofania” (É a possibilidade de o homem comunicar-se com Deus de forma humana), ou seja, este termo é usado para indicar a aparição do próprio Deus, de maneira que o homem possa suportar olhar. Deus esteve presente através da Teofania falando face a face com o homem, agora imaginem só o tamanho do seu esplendor (Brilho), para ninguém conseguir viver se olhar para Ele sem o processo da Teofania?

Notamos que Abraão sem conhecer aqueles homens, os convidou para se hospedarem, não estranhe, esta era uma prática muito comum na cultura dos povos do oriente, ao contrário dos dias de hoje e principalmente em nossa cultura.

Sara ao ouvir que geraria um filho, zombou, debochou como muitos nos dias de hoje quando ouvem uma pregação ou testemunho, não creem e com ela não foi diferente. Mas logo vemos que na sua humana falta de fé ela olhou para suas limitações e de seu esposo. E quantas vezes nós também agimos assim? Quando olhamos para um lado e para o outro e não vemos solução, não vemos saída, não vemos condição em nossa limitada visão humana! – Neste momento em que Sara caçoou da promessa de Deus, percebemos que Deus conhece até NOSSOS PENSAMENTOS, ela estava dentro da tenda e ao ser questionada da sua atitude, ela tentou mentir, mas a Deus ninguém engana, ninguém confunde. Hoje muitos até tentam fazer as coisas por debaixo dos panos, pensando que ninguém está vendo, MAS DE TODO PODEROSO NINGUÉM SE ESCONDE E NEM MENTE! E Naquele dia (Julgamento Final), todos os seus atos, serão analisados por Deus.

Na condição de Sara e Abraão mesmo estando em idade avançada, Deus deixou claro que nada é difícil para Ele, E QUE O QUE TÁ VELHO E CANSADO ELE FAZ FICAR NOVO E ENCHE DE VIGOR! – No versículo 5, Abraão diz: “Vou preparar uma refeição, para que ganhem novas forças e prossigam a viagem”. Abraão ao servir a Deus, foi quem recebeu a benção, ele e a esposa foram quem ganharam forças (Vitalidade) para prosseguir a caminhada diante da promessa que Deus lhes tinha feito, afinal eles seriam pais com quase cem anos de idade. Então olhando para o versículo 14, te pergunto: “Por acaso existe alguma coisa difícil demais para o Senhor?” – ENCHA-SE TAMBÉM DE VIGOR, DE VITALIDADE, É HORA DE RENOVAR SUAS FORÇAS E CONTINUAR A SUA VIAGEM, SERVINDO A DEUS, ELE TE AJUDARÁ E TE DARÁ BOM ÂNIMO!

Quando Deus anunciou a destruição de Sodoma e Gomorra, Ele não quis esconder de Abraão, pois Deus em sua sabedoria infinita tinha conhecimento de que Abraão intercederia pelos homens (Interceder é você fazer uma mediação, se colocar no lugar do outro, defender – JESUS É NOSSO MEDIADOR E ÚNICO INTERCESSOR!), mesmo se tratando de pessoas ímpias, Deus aceitou a intercessão de Abraão, vejam, como a oração de um justo pode muito em seus efeitos. Ali Abraão falou de muitos, mas em seu coração estava um em especial, seu sobrinho Ló que morava em Sodoma, veremos isto no próximo capítulo. Deus com o objetivo de destruir Sodoma e Gomorra nos faz refletir que o mal Ele corta pela raiz, pois Ele frisa claramente no versículo 18, seus planos para uma nova descendência na terra e para que estes venham á segui-lo guardando o caminho do Senhor, fazendo o que é justo e bom…e que esta destruição viesse a servir de exemplo para os filhos de Abraão, e assim este não viessem a andar pelos caminhos maus de Sodoma e Gomorra. Nossos caminhos devem estar firmados no Senhor e não em Sodoma e Gomorra (Mundo Perdido) e pais nunca se esqueçam de anunciar o caminho do Senhor para seus filhos, assim como o próprio Deus instruiu a Abraão!

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 13

Gênesis 13

Abrão volta ao Egito

1 Saiu, pois, Abrão do Egito e dirigiuse para o Neguebe, com sua mulher e com tudo o que possuía. E Ló foi junto. 2 Abrão tinha-se tornado muito rico, tanto em gado quanto em prata e ouro.

3 Eles continuaram indo para o norte em direção a Betel, indo de um lugar para
outro, até o lugar em que tinham acampado anteriormente, entre Betel e Ai.

4 Chegaram ao lugar onde Abrão tinha construído um altar. Ali prestou novamente culto ao SENHOR.

5 Ló também enriquecera muito na companhia de Abrão, possuindo muitas ovelhas, muito gado e muita gente a serviço dele.

6 Mas a região acabou tornando-se pequena para os dois porque tinham tantos bens que não havia sustento para ambos.

7 Por isso havia brigas entre os pastores de Abrão e os de Ló. Nessa época os cananeus e os ferezeus habitavam aquelas terras.

8 Então Abrão disse a Ló: “Não deve haver brigas entre mim e você, ou entre os seus
pastores e os meus. Afinal, somos parentes próximos!

9 Não está diante de você toda a terra? Vamos separar-nos. Se você escolher as terras do lado esquerdo, eu ficarei com as terras do lado direito; se escolher as terras do lado direito, ficarei com as terras do lado esquerdo”.

10 Ló então observou com atenção a bela planície do Jordão, toda ela irrigada, antes de o SENHOR ter destruído Sodoma e Gomorra. Toda aquela região parecia o próprio jardim do SENHOR. Era comparável à terra do Egito, como quem vai até Zoar.

11 Então Ló escolheu toda a planície do Jordão e partiu em direção ao leste. E eles se separaram um do outro.

12 Abrão continuou na terra de Canaã, e Ló armou suas tendas entre as cidades da planície, estabelecendo-se perto de Sodoma.

13 Os homens de Sodoma eram extremamente maus e pecadores contra o SENHOR.

14 Disse o SENHOR a Abrão, depois que Ló separou-se dele: “Olhe até onde a sua vista
alcançar. Olhe para o norte, para o sul, para o leste e para o oeste.

15 Toda esta terra que você está vendo vou dar a você e aos seus descendentes para sempre!

16 Farei a sua descendência tão numerosa como o pó da terra. Será impossível contá-la. Se for possível contar o pó da terra, então será possível contar a sua descendência.

17 Comece a percorrer toda a terra, de
norte a sul e de leste a oeste, porque eu darei esta terra a você”.

18 Então Abrão mudou seu acampamento para perto dos carvalhos de Manre, próximo de Hebrom. Ali Abrão construiu um altar ao SENHOR.

ー ENSINAMENTO ESPIRITUAL ー

O que podemos analisar nesta parte da Bíblia, eu resumiria em GRATIDÃO – e você?

Podemos ver como Abrão sempre esteve junto de Deus, obediente e um servo muito grato a tudo que o Senhor fazia por ele.

Grato? Sim, e muito! Quando o Senhor pedia algo, Abrão fazia tudo sem pensar duas vezes. Então o Senhor o abençoava MUITO e Abrão agradecia Deus criando sempre um “altar” após todos acontecimentos. Podemos ver que essa atitude de Abrãao agradava muito aos olhos de Deus.

Nos dias atuais, isso mudou? O Senhor também não se agrada de SERVOS FIEIS QUE AGRADECEM E O SEGUE FERVOROSAMENTE? Qual é o seu medo, tem receio de crer no Deus do impossível? Deus foi capaz de acabar com o que existia no mundo, mas que por amor a Noé que foi muito fiel a Deus, deixou ele e sua família sobreviver ao dilúvio. Já imaginou, o tamanho desse acontecimento?

Muito importante, guardem isso: Através de UMA pessoa, Deus cria caminho para OUTROS! Você pode ser a árvore de raiz profunda e alta que faz sombra e alimenta todos que passam por ela. Quem sabe o motivo de estarmos hoje seguindo a Deus possa ser graças a um servo que lá de trás fez votos, e orou muito para que essa geração continuasse? Fique em comunhão irmãos: O mundo tem fome e sede, tudo depende de nossa força de vontade de servir a Deus.

Não pare no tempo, não deixe de admirar uma árvore, saboreie o fruto e mostre ao próximo o como esse “fruto” é saboroso, ESPALHE SEMENTES!!!!

Ló escolheu o lado que aparentemente era melhor lugar para ficar, e o Senhor deu o que para Abrão?
Leia esta parte novamente: [(16) Farei a sua descendência tão numerosa como o pó da terra. Será impossível contá-la. Se for possível contar a terra, de norte a sul e de leste a oeste, porque eu darei esta terra a você”.]

Esse trecho serve para todos refletirem sobre a vida espiritual que anda levando. Será que Deus mudaria sua vida ou a de alguém por causa de todas as suas lutas? A recompensa dos momentos difíceis Deus não esquece. Tenha certeza disso!

Caso tenha algo a acrescentar, comente, vamos conversar sobre as maravilhas de Deus!

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 12

Gênesis 12

Deus chama Abrão e lhe faz promessas

1Então o SENHOR disse a Abrão: “Deixa a sua terra, os seus parentes e a casa de seu pai, e vá para a terra que eu lhe mostrar.

2 “Farei de você o pai de uma grande nação. Abençoarei você e tornarei o seu nome famoso. E você será uma bênção para muitos.

3 Abençoarei aqueles que abençoarem você. Amaldiçoarei aqueles que amaldiçoarem você. E por seu intermédio serão abençoados todos os povos da terra”.

4 Então Abrão partiu, como o SENHOR lhe havia ordenado. E Ló também foi com ele. Abrão tinha 75 anos quando partiu de Harã.

5 Abrão levou sua mulher Sarai, seu sobrinho Ló, e todos os bens e escravos que tinha acumulado em Harã. Partiram para Canaã e lá chegaram.

jornadas-de-Abraão

6 Abrão percorreu a terra de Canaã e chegou perto de Siquém, onde acampou junto de um carvalho em Moré. Naquela época os cananeus habitavam aquela terra.

7 Então o SENHOR apareceu a Abrão e disse: “Vou dar esta terra aos seus descendentes”. E Abrão construiu ali um altar para lembrar o aparecimento do SENHOR.

8 Depois saiu daquele lugar e prosseguiu em direção à região montanhosa a leste de Betel e ali montou seu acampamento, ficando Betel a oeste e Ai a leste. Ali edificou um altar ao SENHOR e orou a ele.

9 Mais tarde saiu dali e seguiu viagem, indo sempre em direção ao Neguebe.

Abrão desce ao Egito.

10 Naquela época houve uma fome terrível em toda a região, e Abrão desceu ao Egito,
ficando algum tempo ali, pois a fome era grande.

11 Quando estava chegando ao Egito, Abrão disse a Sarai, sua mulher: “Você é muito bonita. 12 Quando os egípcios virem você, vão dizer: ‘Esta é a mulher dele. Vamos matar o marido e ficar com ela’.

13 Por isso, diga que é a minha irmã, para que me tratem bem por sua causa e a minha vida seja poupada”.

14 Mal chegaram ao Egito, os egípcios repararam na grande beleza de Sarai. 15 Os homens da corte do faraó viram Sarai e lhe falaram da beleza dela, e ela foi levada ao seu palácio.

16 O Faraó tratou bem a Abrão por causa dela, dando-lhe ovelhas e bois, jumentos, servos e servas, e camelos.

17 No entanto, o SENHOR puniu o faraó e a sua casa com pragas terríveis, por causa de Sarai, mulher de Abrão.

18 Por isso o faraó mandou chamar Abrão e perguntou: “O que você fez comigo? Por que não disse que ela era a sua mulher? 19 Por que disse que era a sua irmã? Foi por isso que tomei Sarai como esposa. Aqui está a sua mulher. Leve-a embora com você!”

20 Em seguida o faraó deu ordens para que providenciassem a partida de Abrão. Assim saíram Abrão e sua mulher com tudo o que possuíam.

ー REFLEXÃO E APRENDIZAGEM ー

Porque se fala Abrão e não Abraão, está errado? Não! – Este era o nome dele Abrão, nos próximos capítulos você descobrirá, porque ele passou a se chamar Abraão e o mesmo acontece com o nome da sua esposa Sarai que passou a se chamar Sara (Continue acompanhando nossa página e você descobrirá!).

Vemos em Abrão logo no início como sendo um homem obediente, onde ele iniciou sua caminhada pela fé, e sem questionar foi a caminho da terra que Deus iria lhe mostrar. Ao ser provado com a fome, Abrão não questionou a liderança de Deus ao enfrentar tal dificuldade e neste caso foi aprovado. Mas ainda assim Abrão era um homem (falho como todo ser humano). Você deve estar se perguntando Abrão mandou a esposa dizer que ela era sua irmã, só para poupar a vida dele, então ele mentiu? – Não! Sarai era realmente sua irmã “meia-irmã” por parte de pai, veremos isto mais pra frente em (Gênesis 20:12), neste caso Abrão “omitiu” parte da verdade, mas sua omissão não foi bem vista aos olhos de Deus, vemos que neste capítulo Deus salvou Abrão, mas porque Deus é misericordioso e tinha uma obra para cumprir na vida de Abrão, este fato não significa que Deus tenha o apoiado em sua omissão, Deus ali estava testando sua fé, mas ele procurou agir do seu modo, Deus o teria salvado também se ele tivesse deixado claro que Sarai era sua esposa.

Nos dias atuais não é diferente ver a omissão com vendedores, negociantes e outras atividades de publicidade, que na medida do possível estão omitindo dados para ganhar mercado ou posições em suas funções. Omitir, mentir ou falar somente uma meia-verdade pode comprometer toda a sua caminhada de fé. Embora alguns sejam reconhecidos como homens de Deus, eles são falhos também (Todo ser humano é falho) somos responsáveis pelo nosso próprio pecado. Deus o abençoou apesar do pecado, mas para cada desobediência tem um aperto, tanto espiritual como físico, você entenderá melhor na medida em que avançarmos sobre a história de Abrão.

A sua outra dúvida é: “Como assim Abrão era casado com sua irmã, se isso era pecado?” Resposta: Abrão casou-se com a sua meia-irmã antes de Deus dar a Israel às leis contra união entre parentes tão chegados. Na época de Abrão, Deus ainda não havia escrito as Leis, quando as Leis foram escritas, Abrão já não existia entre os vivos, sem lei não há crime! Você entenderá melhor sobre estas leis quando chegarmos ao livro de Levíticos – Veja: “Se um homem tomar por mulher sua irmã, filha de seu pai ou de sua mãe, e tiver relações sexuais com ela, pratica uma coisa muito vergonhosa. Eles serão eliminados na presença do povo de Israel. Esse homem desonrou sua irmã e sofrerá o castigo da sua maldade”. (Levítico 20:17)

Devido às leis ainda não existirem vemos, por exemplo, Caim e seus irmãos e irmãs que após estas uniões não sofreram deficiências físicas ou outros casos graves como em união deste tipo nos dias atuais. E até mesmo o fiel servo de Deus, Abrão, casando-se com Sara sua “meia-irmã”, observamos que Deus não recriminou isto. E até esta lei ser criada passaram-se ai por volta de 450 anos mais ou menos até que Deus achou apropriado fornecer à sua nação de Israel um conjunto de leis que proibiam o incesto. Veremos isto em (Levíticos 18:8,17) – O que foi testado foi a fé de Abrão e não segundo as Leis que só existiram depois de muitos séculos nos tempos dos descendentes de Abrão.

Vamos a alguns pontos de reflexão: (1) Vejam que quando Deus te escolhe ninguém te amaldiçoa! (2) Abrão tinha idade avançada quando Deus lhe deu grande fôlego para uma missão a caminho de uma terra ainda desconhecida por ele. (3) Após Deus falar com Abrão e falar da sua promessa, vemos o culto espontâneo na vida do servo de Deus. (4) Vemos as dificuldades da fome enfrentadas pelo servo, sem ele ficar murmurando, reclamando com Deus, ele não desistiu ele continuou pela fé sua caminhada. (5) Notamos que nossas decisões podem atingir negativamente á terceiros (Faraó). Porém vemos o quanto Deus abomina àqueles que desejam tomar para si homem ou mulher casados, e assim como faraó muitos hoje por agirem assim, está com sua casa (vida) material e espiritual literalmente cheia de pragas!

Abrão nos faz perceber que mesmo eu, você, tendo fé, não somos super-homens inatingíveis em sua humanidade. Somos pessoas potencialmente capazes de grandes feitos quando abençoados por Deus, mas também passíveis de erros.

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 11

Gênesis 11

Toda a terra com um mesma língua

1 Naquele tempo, toda a humanidade falava apenas uma língua. 2 As pessoas avançaram em direção ao leste, descobriram uma planície em Sinear, na terra da Babilônia, e se fixaram ali.

Torre de babel
Localidade

3 E disseram uns aos outros: “Vamos fazer tijolos de terra bem cozida”. Eles usavam tijolos em vez de pedras, e piche em lugar de argamassa.

4 Então disseram: “Vamos construir uma grande cidade, com uma torre que chegue até os céus. Assim nos tornaremos famosos e não seremos espalhados pela terra toda”.

5 O SENHOR desceu para ver a cidade e a torre que os seres humanos estavam construindo, 6 e disse: “Eles formam um só povo e falam a mesma língua e eis o que são capazes de fazer. Logo não haverá obstáculo para tudo o que planejarem.

A confusão das línguas.

7 Venham, desçamos e confundamos a
língua deles, para que não entendam mais uns aos outros”. 8 E foi dessa forma que o SENHOR os espalhou por toda a terra, e eles pararam de construir a cidade.

9 Por isso aquele lugar recebeu o nome de Babel, porque ali o SENHOR confundiu a língua das pessoas, e espalhou-as por toda a terra.

10 São estes os descendentes de Sem: Quando ele tinha 100 anos de idade, nasceu seu filho Arfaxade. Isso aconteceu dois anos
após o dilúvio. 11 Depois do nascimento de Arfaxade, Sem viveu mais 500 anos, e teve filhos e filhas.

12 Arfaxade tinha 35 anos quando nasceu seu filho Salá. 13 Depois disso, Arfaxade
viveu mais 430 anos, e teve filhos e filhas.

14 Salá tinha 35 anos quando nasceu seu filho Héber. 15 Depois disso, Salá viveu mais 403 anos, e teve filhos e filhas.

16 Héber tinha 34 anos quando nasceu seu filho Pelegue. 17 Depois disso, Héber viveu mais 430 anos, e teve filhos e filhas.

18 Pelegue tinha 30 anos quando nasceu seu filho Reú. 19 Depois disso, Pelegue
viveu mais 209 anos, e teve filhos e filhas.

20 Reú tinha 32 anos quando nasceu seu filho Serugue. 21 Depois disso, Reú viveu mais 207 anos, e teve filhos e filhas.

22 Serugue tinha 30 anos quando nasceu seu filho Naor. 23 Depois disso, Serugue viveu mais 200 anos, e teve filhos e filhas.

24 Naor tinha 29 anos quando nasceu seu filho Terá. 25 Depois disso, Naor viveu mais 119 anos, e teve filhos e filhas.

26 Aos 70 anos, Terá era pai de três filhos: Abrão, Naor e Harã. 27 Esta é a história de Terá: Terá foi o pai de Abrão, Naor e Harã. Harã tinha um filho chamado Ló. 28 Mas Harã morreu ainda novo, em Ur dos caldeus, na terra em que tinha nascido. Terá, seu pai, ainda vivia quando ele morreu.

29 Nesse meio- tempo, Abrão e Naor casaram. Abrão casou-se com Sarai. Naor casou-se com Milca, filha de Harã e irmã de Iscá. 30 Sarai era estéril; não tinha filhos.

31 Então Terá levou seu filho Abrão, seu neto Ló, filho de Harã, e sua nora Sarai, mulher de seu filho Abrão, e juntos saíram de Ur dos caldeus, para a terra de Canaã, mas pararam em Harã e estabeleceram-se ali. 32 Terá viveu 205 anos e morreu em Harã.

Genealogia

ー REFLEXÃO E APRENDIZAGEM ー

Sabemos que Deus confundiu as línguas quando os homens tentaram se exaltar na construção da torre de Babel (Gênesis 11:1-9). Encontramos no capítulo anterior (Gênesis 10), que os povos e nações se dividiram conforme suas diferentes línguas e localizações geográficas. E em (Gênesis 11:1) diz que Naquele tempo, toda a humanidade falava apenas uma língua. Como assim? – Um estudo cuidadoso de Gênesis mostra que este livro, como muitos outros livros dentro e fora da Bíblia, usa uma técnica literária de resumir a história antes de entrar em detalhes de algum determinado episódio. Devido a esta e outras técnicas, vários eventos bíblicos são relatados fora da sequência cronológica. Livros como Gênesis nem sempre seguem uma cronologia rígida. Algumas histórias são contadas fora de sequência por causa dos temas ou personagens destacados, por isso que em Gênesis 10 se enfatiza a divisão dos descendentes de Noé em termos da localização geográfica. Percebam que eles queriam fazer uma torre para unir os povos, queriam fama e com isto não seriam espalhados pela terra. Deus não gostou da atitude, pois sua ordem era ir e se espalhar pelo mundo. No sul da antiga Mesopotâmia, há ruínas de torre que se ajusta perfeitamente á torre de Babel descrita na Bíblia, pois a Babilônia foi a capital da Antiga Suméria e Acádia, no sul da Mesopotâmia (Hoje no moderno Iraque).

A divisão das línguas, nos faz pensar na lição duradoura sobre os perigos de ambição, arrogância e esquecimento de Deus. Vejam que este capitulo que fala de Babel na questão de linguagens muito se assemelha ao batismo em linguagem ocorrido em Pentecostes (Novo Tetamento), a diferença neste caso está na obediência em Pentecostes (vermos mais pra frente), No evento de PENTECOSTES, os apóstolos eram obedientes a Cristo, estavam em Jerusalém como pediu o mestre, ao invés de egoísmo, eles eram repletos de humildade, pois não estavam erguendo um templo para si mesmos, mas a Igreja, templo de Deus. Havia um entendimento mútuo entre eles dado que tinham um único objetivo.

Já em BABEL, os homens se encheram de arrogância e egoísmo, o projeto daquela nação era oposto ao projeto divino. Por conta desses homens soberbos houve a confusão das línguas e o projeto de construir uma cidade com uma torre que tocasse o céu fracassou. De fato, quando reina o individualismo e cada um segue em direção ao seu “eu”, o destino é o caos. No centro de Babel estava o homem com seus projetos individuais, cada pessoa queria ser o centro do mundo, eram vários “deuses”, varias vontades e ações. Babel é a imagem do mundo conturbado pelo individualismo.

Leitura Bíblica: Gênesis 8

Gênesis 8

As águas do dilúvio diminuem

1 Então Deus atentou para Noé e todos os animais selvagens e domésticos que estavam com ele na embarcação. Fez soprar um forte vento sobre a terra, e as águas começaram a baixar.

2 As fontes do abismo e as comportas do céu se fecharam, e a chuva torrencial parou. 3 As águas começaram a baixar gradualmente sobre a terra. Passados cento e cinquenta dias, as águas tinham diminuído, 4 e no décimo sétimo dia do sétimo mês, a embarcação tocou no alto das montanhas de Ararate.

5 As águas continuaram baixando, até que no primeiro dia do décimo mês apareceram os cumes das montanhas.

6 Ao fim de mais quarenta dias, Noé abriu a janela que tinha feito na embarcação.

Noé solta um corvo e depois uma pomba.

7 E soltou um corvo que ficava voando de um lado para o outro. 8 Depois soltou uma pomba para ver se já havia alguma parte seca.

9 Mas a pomba não encontrou um lugar onde pousar e voltou para a embarcação porque as águas ainda cobriam toda a terra. Noé estendeu a mão e tomou-a de volta para dentro da embarcação.

10 Noé esperou sete dias e soltou novamente a pomba. 11 Ao cair da tarde, quando a pomba voltou, ela trouxe no bico uma folha nova de oliveira. Noé concluiu então que as águas tinham diminuído sobre a terra.

12 Ele deixou passar mais sete dias e soltou novamente a pomba, mas desta vez ela não voltou.

13 Passaram-se ainda vinte e nove dias depois disso, e quando Noé completou 601 anos de idade, secaram-se as águas na terra. Noé então levantou a cobertura da embarcação e verificou que as águas tinham descido totalmente.

14 Ao fim de mais oito semanas, no dia 27 do segundo mês do ano 601 de Noé, a terra estava completamente seca.

Noé e sua família saem da arca.

15 Então Deus disse a Noé: 16 “Saia da embarcação, você e sua mulher, seus filhos e as suas noras. 17 Deixe sair igualmente todos os animais que estão com você: as aves, os animais grandes e os pequenos que rastejam sobre o chão. Faça-os sair, de modo que se espalhem por toda a terra, se reproduzam e se multipliquem”.

18 Então Noé, seus filhos, sua mulher e suas noras saíram da embarcação. 19 Saíram também todos os animais grandes e os pequenos que rastejam sobre o chão e todas as aves. Todos os seres vivos que estavam na embarcação saíram em grupos, segundo as diferentes espécies.

20 Noé construiu um altar, tomou alguns animais e aves aceitáveis a Deus e ofereceu-os como sacrifício, queimando-os sobre o altar.

21 O SENHOR ficou satisfeito com esse sacrifício e disse a si mesmo: “Nunca mais voltarei a amaldiçoar a terra por causa dos seres humanos, ainda que a inclinação dos seus corações seja sempre para o mal desde a infância. E nunca mais destruirei todos os seres viventes como fiz.

22 Enquanto durar a terra, sempre haverá semeadura e colheitas, frio e calor, inverno e verão, dia e noite”.

ー REFLEXÃO E APRENDIZAGEM ー

(*) – Ops! Como Assim, Noé sacrificou animais após o dilúvio? (Isto é o que você está a ser perguntando neste momento). Bom! Para o entendimento esta parte e necessário voltar ao capítulo 7 de Gênesis, mais precisamente em (Gênesis 7: 2) “Leve para dentro da embarcação SETE CASAIS DE CADA ESPÉCIE DE ANIMAL PURO, MACHO E FÊMEA, e um casal de cada espécie de animal impuro , macho e fêmea “. Observar que não era só um casal de cada espécie e sim SETE (7) pares de cada espécie de animais puros, e apenas um par de cada espécie de animais impuros. Veja na sua bíblia com linguagem mais antiga … “De todo animal limpo, tomarás para ti SETE e SETE, macho e fêmea: mas, dois animais que não são limpos, dois machos e sua fêmea.” Os animais limpos (aceitáveis, puros), porém, Não foram preservados exclusivamente para fins de reprodução (Gênesis 8:20) – Agora podemos entender o propósito para os sete animais limpos. Estes não são exemplos de sacrifícios, sobrindo de animais para sacrifícios, sobrindo de três para sempre, Casais para uma reprodução da sua espécie na na Terra.

(*) Agora o seu segundo ponto de interrogação é o que são os animais e aves aceitáveis/limpos/puros (?) – Na medida em que formos lendo os textos, você compreenderá melhor o que e quais são exatamente estes animais impuros e puros (Será falado em Levíticos). Porém para melhor compreensão segue uma básica explicação: Animais impuros/limpos/aceitáveis são os animais que Deus determinou para o povo de Israel se alimentar e estes também seriam escolhidos para serem feitos sacrifícios a Deus, e os animais considerados impuros são animais que Deus não aceitava em sacrifício e nem o povo poderia comer.

Notem que Deus determinou que “não haverá mais dilúvio para destruir a terra”. Observe que Ele não disse isso por causa dos sacrifícios. Deus reconheceu que a natureza rebelde e o coração do homem continua o mesmo em todas as épocas. E somente a salvação em Cristo pode mudar a natureza do homem (Arrependimento sincero e de coração). A promessa de Deus permite que o mundo continue a existir, enquanto o propósito da graça (misericórdia) é realizado. Após o dilúvio tivemos uma nova oportunidade, uma nova aliança foi feita, um recomeço, mais uma chance para o homem que ainda contínua com sua natureza “Humana”.

Sabemos que um dia, este mundo será destruído pelo fogo. Até que isso ocorra, não existe nenhum julgamento universal, como no caso do dilúvio, cada um busca pela sua própria Salvação. Deus não desistiu de nós, mesmo conhecendo nossos defeitos.

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 7

 Gênesis 7

Noé e sua família entram na arca

1 Finalmente chegou o dia em que o SENHOR disse a Noé: “Entra na embarcação com toda a sua família, porque, de toda a humanidade, você é o único justo que encontrei.

2 Leve para dentro da embarcação sete casais de cada espécie de animal puro, macho e fêmea, e um casal de cada espécie de animal impuro, macho e fêmea. 3 Leve também sete casais de aves de cada
espécie. Assim se poderá manter viva cada espécie após o dilúvio.

4 Daqui a uma semana vou fazer chover sobre a terra durante quarenta dias e quarenta noites, e tudo quanto criei com vida morrerá”.

5 Noé fez tudo conforme o SENHOR lhe tinha ordenado. 6 Noé tinha 600 anos de idade quando as águas do dilúvio vieram sobre a terra. 7 Ele, seus filhos, sua mulher e as noras entraram na embarcação, para escaparem das águas do dilúvio.

8 Com eles entraram toda espécie de vida animal, puros e impuros, os que rastejavam pelo chão e as aves. 9 Entraram com Noé na embarcação em pares, macho e fêmea, tal como Deus havia ordenado. 10 Passados sete dias, as águas do dilúvio inundaram a terra.

11 Quando Noé tinha precisamente 600 anos, um mês e dezessete dias de idade, romperam-se todas as fontes do abismo, e as comportas do céu se abriram. 12 Desabou forte chuva sobre a terra durante quarenta dias e quarenta noites.

13 No dia em que as chuvas começaram a cair, Noé e seus filhos, Sem, Cam e Jafé, com sua mulher e com suas noras, entraram na embarcação.

14 Entraram também todos os animais de acordo com as suas espécies: animais domésticos, animais selvagens, todos os demais seres vivos que rastejam pelo chão, e todas as criaturas com asas: todas as aves e os outros animais que voam.

15 Pares de todas as espécies vivas vieram a Noé e entraram na embarcação. 16 Os
animais que entraram eram um macho e uma fêmea de cada ser vivo, tudo como Deus tinha ordenado a Noé. Depois, o SENHOR fechou a porta.

O dilúvio.

O-Dilúvio-e-a-Arca-no-Tempo-de-Noé-1

17 O dilúvio durou quarenta dias, e as águas aumentaram e levantaram a embarcação acima da terra. 18 O nível das águas foi subindo cada vez mais, cobrindo a terra. E a embarcação flutuava na superfície das águas.

19 As águas aumentaram tanto que cobriram até as montanhas mais altas existentes debaixo do céu, 20 chegando a quase sete metros acima dos picos.

21 Todos os seres vivos existentes na terra morreram: as aves, os animais domésticos, os animais selvagens, todas as pequenas criaturas que povoam a terra e todo ser humano.

22 Tudo o que havia na terra seca e que respirava, morreu.

23 Assim foram destruídos todos os seres vivos que existiam na terra; tanto os seres humanos quanto os animais grandes e os animais pequenos que rastejam pelo chão e as aves do céu foram extintos da terra. Apenas Noé e os que estavam com ele na embarcação sobreviveram.

24 E as águas cobriram a terra por cento e cinquenta dias.

 

ー REFLEXÃO E APRENDIZAGEM ー

A destruição aconteceu para mudar tudo. Todos os seres vivos também pagaram com a vida por culpa dos humanos desobedientes. Nada restou na terra além de Noé, sua família, noras, SETE casais de cada animal puro e UM casal de cada animal impuros que estavam na arca.

Deus é muito piedoso e bondoso mas não com desobediência. De tantas pessoas já citadas na Bíblia até agora, quantos foram elogiados por Deus? Dá pra contar nos dedos! E olha que já se passaram muitos anos apesar de poucas páginas.

Noé foi uma pessoa que agradou aos olhos de Deus por sua obediência. Qual o presente que ele ganhou? A vida! E através dele que outros familiares também foram salvos, graças a ele!

É um ótimo versículo para nós refletir o quanto podemos fazer a diferença neste mundo irmãos. Através de uma pessoa, pode-se construir uma nação gigantesca de servos valiosos pelo nosso esforço aqui na terra! Já pensou nisso? Se não fosse Noé, como seria o mundo de hoje, será que tinha algum habitante? Animais? Pense pelo lado espiritual agora, Entende?

Noé foi obediente e sempre junto com Deus. Por isso, o Senhor teve piedade em tira-lo do mundo que ele estava, cheio de pessoas mundanas fazendo o que o inimigo gosta. Então, o Senhor ACABOU COM TUDO ISSO!

Neste momento você pode estar vivendo num mundo sujo, sem saída, talvez pensando que esta sozinho mas o Senhor esta te vendo, e pode ACABAR COM ISSO, se firme N’Ele. Nada é impossível para Deus! Lembre disso.

Esta mesma arca, existe nos dias atuais também, já parou para pensar? Esta arca é Jesus Cristo que salva aqueles que aceitarem e acreditar que ELE É A NOSSA SALVAÇÃO! Não fiquem zombando como os outros que FICARAM fizeram, os descrentes da fé, pois o tempo é curto e não sabemos quando virá o “DILÚVIO” futuro para extinguir o mal! Dessa vez não haverá segunda chance! Arrependa-se e segue as Leis de Deus!

Até o capítulo 8, aguardem ansiosos.

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

Leitura Bíblica: Gênesis 6

Gênesis 6

A corrupção geral do gênero humano

1 Quando as pessoas começaram a multiplicar-se na terra e lhes nasceram filhas, 2 os filhos de Deus repararam na beleza das filhas dos homens, e tomaram para si aquelas que lhes agradaram.

3 E o SENHOR disse: “O meu Espírito não continuará com o homem, visto que ele é
todo mau. Ele só viverá 120 anos”.

4 Naqueles dias havia gigantes, e mesmo depois, quando os filhos de Deus tiveram relações com as filhas dos homens, os filhos que lhes nasceram foram heróis de grande fama, conforme nos falam os relatos da antiguidade.

5 O SENHOR viu que a maldade humana foi ficando cada vez pior, e que a imaginação e os pensamentos dos seres humanos os levavam unicamente para o mal. 6 Então o SENHOR se arrependeu de ter criado o ser humano sobre a terra, e isso cortou o seu coração!

7 Disse o SENHOR: “Farei desaparecer da face da terra tudo o que tem vida: as pessoas, os animais, os répteis e as aves do céu. Estou triste porque os criei”.

8 Noé, porém, agradava ao SENHOR com a sua vida.

9 Esta é a história da vida de Noé: Ele era a única pessoa justa e íntegra na terra daquele tempo. Ele conduzia a sua vida de acordo com a vontade de Deus. 10 Noé tinha três filhos: Sem, Cam e Jafé.

11 A violência dominava a terra. Aos olhos de Deus, a terra estava completamente
corrompida. 12 Ao ver essa corrupção e como toda a raça humana tinha se deixado arrastar para a depravação e o vício, 13 Deus disse a Noé:

“Decidi acabar com todos os seres humanos, porque a terra está cheia de crime e de perversão por causa deles. Eu os destruirei juntamente com a terra.

14 Faça uma embarcação com madeira de cipreste, com vários compartimentos no seu interior e revista-a de piche por dentro e por fora.

15 Estas são as medidas da embarcação que você vai construir: 150 metros de comprimento, 25 metros de largura e 15 metros de altura. 16 Faça-lhe um teto com uma abertura de meio metro entre o teto
e o corpo da arca. No interior haverá três andares e uma porta lateral.

17 “Faça isso, porque vou cobrir toda a terra com água por meio de um dilúvio, para destruir toda criatura viva debaixo dos céus. Tudo o que houver na terra morrerá. 18 Mas prometo fazer uma aliança com você, e você entrará nessa embarcação com sua mulher, seus filhos e suas respectivas mulheres.

19 De todos os animais existentes faça entrar um casal, macho e fêmea, na embarcação, para que sobrevivam com você.

20 De cada espécie de aves, de quadrúpedes e até do menor animal que rasteja pelo solo virá um casal a você, para que sejam conservados vivos.

21 Armazene também toda espécie de comida, para seu sustento e o sustento dos animais”.

22 Noé fez tudo conforme Deus lhe tinha ordenado.

ー REFLEXÃO E APRENDIZAGEM ー

Logo de início observamos que Deus não se agradou da atitude dos filhos de Deus ao tomar para si as filhas dos homens, aqui entendemos que a frase “filhos de Deus” pode referir-se àqueles que têm uma verdadeira compreensão de Deus, onde se têm sido mantidos separados dos povos do mundo, e Deus adverte-os a não se casar com pessoas do mundo, porque isso vai influenciá-los a parar de seguir o verdadeiro Deus, no decorrer das leituras vamos entender melhor este trecho, com Salomão foi assim (Mas este assunto será em outro tópico).

Vemos que por causa da maldade do homem a idade foi reduzida para 120 anos, mas o que observamos é que essa idade vem diminuindo cada vez mais…quantos jovens mal conseguem chegar aos 30 anos nos dias atuais? Muitos se perdem nas maldades oferecidas pelo mundo (Drogas, Prostituição/Doenças sexualmente transmissíveis, bebedices, criminalidade, entre outros) e ainda hoje a depravação e o vício continuam. Cortou o coração de Deus ao ver a maldade humana e hoje após anos e anos de Gênesis 6 o homem mudou? Os tempos mudaram, mas a mentalidade da raça humana não! Noé era um homem íntegro, e vejam Deus em toda a terra e viu que apenas um (1) único homem era justo e íntegro no mundo (Era o único que estava apto para ser SALVO!), isso me faz refletir no hoje….Sim! E hoje quem esta apto para agradar os olhos de Deus e ter direito a Salvação? #Boa #Reflexão!

OS GIGANTES:

Foi da união dos homens da linhagem de Seth com as mulheres da linhagem de Caim que nasceram os gigantes, monstros vindos da mistura de boas e más sementes. Por causa das calamidades que a sua criação provocou, Deus se arrepende (Gênesis 6,6). Os gigantes aparecem mais de uma vez nas Escrituras (Gênesis 14,5; Deuteronômio 3,13; Josué 15,8; etc). Em Sabedoria 14,6, evocando-se a história de Noé, lemos: “Quando, no princípio dos tempos, fizestes perecer os gigantes orgulhosos, a esperança do universo, refugiada em uma nau governada por vossa mão, conservou para o mundo o germe de uma geração”. Uma nota da tradução inglesa Douay-Rheims da Bíblia (Gn 6,4) especula: “É provável que, no geral, os homens de antes do dilúvio tivessem estatura maior que a dos seus sobreviventes. Mas os chamados ‘gigantes’ não o eram apenas pela altura, mas por serem violentos e selvagens, meros monstros de crueldade e luxúria”.Os gigantes de que fala a Bíblia, portanto, são, principalmente, “monstros morais”. (Referência)

Imagens desenhadas em pedras também revelam suas existências em várias culturas antigas. Há fotos de ossos gigantes encontrados também, quer ver? Clique aqui (traduzido pelo Google). Ou vejam as fotos:

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

– Se você gostou, ajude a divulgar nossa página Curtindo e compartilhando no Facebook: Metamorfose Cristã

Leitura Bíblica: Gênesis 5

Gênesis 5

A genealogia de Sete

1 Esta é a lista dos descendentes de Adão.
Deus criou o ser humano à sua semelhança; 2 homem e mulher os criou e os abençoou. Desde o dia em que foram criados, Deus os chamou de humanos.

3 Adão tinha 130 anos quando seu filho Sete nasceu, um filho que era conforme à sua imagem e semelhança. 4 Depois do nascimento de Sete, Adão viveu mais 800 anos, e teve filhos e filhas. 5 Viveu ao todo 930 anos e morreu.

6 Sete tinha 105 anos quando nasceu seu filho Enos. 7 Depois disso, Sete viveu mais 807 anos, e teve filhos e filhas. 8 Ele morreu com a idade de 912 anos.

9 Enos tinha 90 anos quando nasceu seu filho Cainã. 10 Depois disso, Enos viveu mais 815 anos, e teve filhos e filhas. 11 Ele morreu com a idade de 905 anos.

12 Cainã tinha 70 anos quando nasceu seu filho Maalaleel, 13 Depois disso, Cainã viveu mais 840 anos, e teve filhos e filhas. 14 Ele morreu com a idade de 910 anos.

15 Maalaleel tinha 65 anos quando nasceu seu filho Jarede. 16 Depois disso, Maalaleel viveu mais 830 anos, e teve filhos e filhas. 17 Ele morreu com a idade de 895 anos.

18 Jarede tinha 162 anos quando nasceu seu filho Enoque. 19 Depois disso, Jarede viveu mais 800 anos, e teve filhos e filhas. 20 Ele morreu com a idade de 962 anos.

21 Enoque tinha 65 anos quando nasceu seu filho Matusalém. 22 Depois disso, Enoque viveu mais 300 anos, e andou em comunhão com Deus e teve filhos e filhas. 23 Ele viveu ao todo 365 anos. 24 Enoque sempre andou com Deus e um dia desapareceu, porque Deus o levou.

25 Matusalém tinha 187 anos quando nasceu seu filho Lameque. 26 Depois disso, Matusalém viveu mais 782 anos e teve filhos e filhas. 27 Ele morreu com a idade de 969 anos. 28 Lameque tinha 182 anos quando lhe nasceu um filho.

29 Ele o chamou de Noé e disse:

“Este há de trazer-nos descanso para o duro trabalho da terra que o SENHOR amaldiçoou”.

30 Depois do nascimento de Noé, Lameque viveu mais 595 anos, e teve outros filhos e filhas. 31 Ele morreu com a idade de 777 anos. 32 Quando Noé estava com 500 anos, tinha três filhos: Sem, Cam e Jafé.

Cronologia+Bblica+1

  • REFLEXÃO E APRENDIZAGEM –

Vamos refletir: Veja Enoque – Em comparação com os outros membros da família de Adão e Eva, Enoque viveu por um tempo relativamente curto na Terra. Ele era um homem que andava intimamente com Deus que foi levado para junto de Deus, sem que passasse pela morte. Enoque andou em “Comunhão” com Deus, sendo-lhe fiel, Ele “Agradava” a Deus.

Para nós este nos deixou um excelente exemplo de como servir a Deus em tempos onde era desconhecida a lei e a graça (misericórdia) pela humanidade. Enoque carregou um papel de obediência e amor a Deus, envolto num caráter de retidão e misericórdia, por isso, foi “tomado” pelo Senhor para estar com Ele.

Assim como Deus levou Enoque para viver com Ele….Ele também deseja nos levar para viver ao lado Dele eternamente!

Longos anos de vida vivido, numa geração privilegiada e apenas um deles foi citado que estava em comunhão com Deus. A raridade de servir a Deus de todo coração ainda existe, não? Quantos entre nós servimos a Deus de todo o coração e se dedica todos os dias para agradar o Senhor? Reflita irmãos.

Analise: Adão morreu aos 930 anos, Sete aos 912 anos, Enos aos 905 anos, Cainã aos 910 anos, Maalaleel aos 895 anos, Jarede aos 962 anos, Enoque aos 365 anos, Matusalém aos 969 anos e Lameque aos seus 777 anos.

Hoje em dia, nós vivemos bem pouco comparando com este tempo. É absurdamente impossível ouvir que alguém morreu aos 200 anos! – Mas conseguimos daqui extrair grandes observações, onde no inicio de tudo o homem chegava á viver quase 1000 “Mil” anos e nossa juventude mal consegue chegar aos 20 (Vinte anos), antigamente não existia á tecnologia que temos hoje, não tinham acesso aos remédios, vacinas e tratamentos para determinadas doenças, mas também, não usavam drogas, bebidas, comidas industrializadas e cheias tóxicos usados nas lavouras durante o cultivo dos alimentos, vemos que estes eram os “velhos” de 1000 anos mais jovens que a juventude de hoje.

Você sabe qual foi o motivo pelo qual o Senhor foi reduzindo os anos de vida dos humanos?

A resposta esta no próximo versículo. Enquanto isso, vai pensando e comente o que você acha que foi.

Tenha uma ótima leitura.

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

Leitura Bíblica: Gênesis 4

Gênesis 4

O nascimento de Caim, Abel e Sete

1 Então Adão teve relações com Eva, e ela engravidou e deu à luz um filho, a quem chamou de Caim. Disse ela: “Com a ajuda do SENHOR consegui um filho homem!” 2 Depois voltou a dar à luz, e nasceu o irmão dele, Abel. Abel tornou-se pastor de ovelhas, enquanto Caim era agricultor.

3 Quando chegou o tempo da colheita, Caim trouxe ao SENHOR uma oferta dos produtos da terra. 4 Abel fez o mesmo, mas com as primeiras crias do seu rebanho. E o SENHOR agradou-se de Abel e da sua oferta, 5 mas não de Caim nem da sua oferta. Por isso, Caim ficou enfurecido e o seu rosto mostrava seu ódio.

6 O SENHOR perguntou a Caim: “Por que você está furioso e por que o seu rosto mostra ódio? 7 Se você fizer o que é certo, não será aceito? Mas se você agir mal e não obedecer, saiba que o pecado está à sua espera; ele deseja destruí-lo, mas está na sua mão o poder de dominá-lo”.

O primeiro homicídio.

8 Então Caim convidou a Abel, seu irmão: “Vamos para o campo”. Enquanto caminhavam juntos, Caim atacou o seu irmão Abel e o matou.

9 Depois o SENHOR perguntou a Caim: “Onde está o seu irmão Abel?”
Respondeu Caim: “Não sei. Será que sou o responsável pelo meu irmão?”

10 Então Deus disse: “O que foi que você fez? O sangue do seu irmão clama por mim, da terra em que foi derramado. 11 Por isso você será amaldiçoado nessa terra manchada pelo sangue dele. 12 Quando você cultivar a terra, ela não dará mais o fruto resultante do seu trabalho.Você passará a vida como um fugitivo errante pela terra”.

13 Caim então disse ao SENHOR: “Esse castigo é pesado demais para mim. 14 Hoje me expulsas desta terra que tenho cultivado, e terei de me esconder da tua face. Serei um fugitivo errante pela terra, e qualquer pessoa que me encontrar vai querer me matar!”

15 Mas o SENHOR lhe respondeu: “Isso não ocorrerá. Se alguém matar você, será castigado sete vezes mais”. E o SENHOR colocou em Caim um sinal de identificação, para impedir que fosse morto por alguém que o encontrasse.

16 Assim Caim afastou-se da presença do SENHOR e foi estabelecer-se na terra de Node, a leste do Éden. 17 Caim teve relações com a sua mulher, e ela engravidou e deu à luz um filho, que recebeu o nome de Enoque. Caim então construiu uma cidade à qual deu o nome do seu filho Enoque.

18 Enoque foi o pai de Irade. Irade foi o pai de Meujael. Meujael foi o pai de Metusael. Metusael foi o pai de Lameque. 19 Lameque teve duas mulheres: Ada e Zilá. 20 Ada teve um filho chamado Jabal. Ele foi o pai de todos os criadores de rebanhos e de todos que vivem em tendas.

21 O seu irmão chamavase Jubal, o pai de todos os que tocam harpa e flauta. 22 Zilá também deu à luz um filho chamado Tubalcaim, o primeiro a trabalhar com metal fundido, fazendo ferramentas de bronze e de ferro. Este teve uma irmã chamada Naamá.

23 Um dia Lameque disse às suas mulheres:
“Ada e Zilá, ouçam-me com atenção: Eu matei um homem porque me feriu, e um jovem, porque me machucou. 24 Se aquele que matar Caim será vingado sete vezes, então eu serei vingado setenta e sete”.

25 Novamente, Adão teve relações com Eva, e ela deu à luz outro filho, a quem chamou Sete, dizendo: “Deus me concedeu outro filho para ocupar o lugar de Abel, a quem Caim matou”. 26 Sete foi pai de Enos. Depois do nascimento de Enos, começaram a invocar o nome do SENHOR.

(*)Observação: A natureza do sinal em Caim tem sido um assunto de muito debate e especulação, porém na bíblia não se identifica a natureza exata deste sinal. O que quer que tenha sido, era um sinal/indicador de que Caim não era para ser morto.

ー REFLEXÃO E APRENDIZAGEM ー

Já no início da descendência de Adão e Eva, vemos o pecado da inveja, do ódio e do assassinato, Caim matou Abel porque teve inveja e ódio do irmão! E nos dias atuais isso não mudou, pois ainda é comum ver a inveja das conquistas e felicidade dos outros incomodar muitos. Deus por ser Onipresente está em todos os lugares e momentos de nossa vida, porém, Ele jamais irá interferir em nossas atitudes, pois a nós foi dado o livre arbítrio (Poder de escolher), a maldade a desobediência, só nos afasta de Deus, o pecado está à nossa espera e ele deseja nos destruir, mas está em nossas mãos o poder de dominá-lo o poder de falar NÃO!”. Assim como Caim que foi marcado (sinal), eu pergunto quantos também estão hoje marcados, manchados, sinalizando o pecado na sua vida? Em muitos casos está marca é visível. Podemos observar que Lameque era um homem que facilmente se irava, não relevava algumas situações: Se era ferido, vingava-se, infelizmente existem muitos Lameques por ai….Quantos vieram por muito tempo cultivando sua terra (vida, caminhada) com Deus, mas hoje não dão mais frutos, e se escondem da face de Deus, como fugitivos, errantes porque o pecado já o dominou. Abel se manchou com o sangue do seu irmão, não deixe sua terra (vida) manchada pelo pecado, o sangue de Caim clamava por Deus e hoje é a Alma pecadora que clama pela misericórdia de Deus. Não deixem seus erros voltarem á você em dobro Setenta e Sete.

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

Foto: Pietro Novelli

Leitura Bíblica: Gênesis 2

Gênesis 2

1 Dessa forma foi concluída a criação dos céus e da terra, com tudo que neles existe.

2 E no sétimo dia, tendo Deus terminado a sua obra, ele descansou.

3 Deus abençoou o sétimo dia e o declarou santo, pois nele descansou de toda a obra da criação.

A formação do jardim do Éden.

4 Esta é a história da origem dos céus e da terra criados por Deus. 5 Ainda não havia
vegetação, nem semente que houvesse brotado da terra, porque o SENHOR Deus ainda não havia feito chover sobre a terra, e também não havia seres humanos para cultivar a terra.

6 Mas um vapor de água subia da terra e irrigava toda a superfície do solo. 7 Então o SENHOR Deus formou o corpo humano do pó da terra e soprou em suas narinas o fôlego da vida, e ele tornou-se um ser vivo.

8 Plantou também o SENHOR Deus um jardim, no Éden, para os lados do oriente; e nesse jardim colocou o homem que havia criado.

9 Então o SENHOR Deus fez brotar toda espécie de lindas árvores que produziam frutas boas como alimento. No centro do jardim estava a árvore da vida e a árvore do conhecimento do bem e do mal.

10 Nascia no Éden um rio que atravessava o jardim para o irrigar, dividindo-se depois em quatro braços. 11 Um destes braços era o rio Pisom, que atravessava toda a terra de Havilá. Nessa região existe ouro.

12 Esse ouro era de fina qualidade; lá também existem pedras preciosas, como o bdélio e a pedra de ônix. 13 O segundo braço do rio chama-se Giom, e percorre toda a terra de Cuxe. 14 O terceiro braço é o rio Tigre, que corre pelo lado leste da Assíria. E o quarto braço é o rio Eufrates.

15 O SENHOR Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e o cultivar. 16 E deu-lhe a seguinte ordem: “Você pode comer de toda árvore que está no jardim, 17 mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que comer dessa fruta, certamente você morrerá”.

Como Deus criou a mulher.

18 Depois disse o SENHOR Deus: “Não é bom que o homem fique sozinho. Vou fazer para ele uma companheira, uma auxiliadora que lhe corresponda”. 19 Depois de ter formado da terra toda espécie de animais e aves, o SENHOR Deus os trouxe ao homem para ver que nome daria a eles.

20 Assim o homem deu nomes a todos os animais domésticos, às aves do céu e aos
animais selvagens. No entanto, o homem não encontrou uma companheira que lhe
correspondesse.

21 Então o SENHOR Deus fez o homem cair em um sono profundo. Enquanto este dormia, tirou uma das costelas dele e fechou o lugar em que ficava a costela. 22 Dessa costela o SENHOR Deus fez uma mulher e a levou ao homem.

23 Então o homem disse: “Esta, sim, é parte dos meus ossos e da minha carne. Ela será chamada mulher, porque foi tirada do homem”.

24 Esta é a razão pela qual o homem deixa o seu pai e a sua mãe e se une à sua mulher, e os dois se tornam um só ser.

25 Ambos, o homem e a mulher, estavam nus, mas não sentiam vergonha.

ー REFLEXÃO E APRENDIZAGEM ー

“E Deus fez a mulher da Costela de Adão” (Gênesis 21,22)

Até mesmo a descrição bíblica sobre Deus criar a mulher a partir da costela de Adão (Gn.2:21) é perfeitamente científica. Qual foi o processo que Deus usou? Foi de forma simples: primeiro fez cair um “sono profundo” sobre Adão. Depois, removeu uma de suas costelas. Em seguida, fechou o lugar com carne, e, por fim, transformou essa costela em uma mulher. Este é o mesmo processo aplicado pelos médicos hoje. Primeiro eles dão uma anestesia geral, semelhante ao “pesado sono” que caiu sobre Adão. Adão ia ser operado, e Deus estava preparando o seu paciente.

Mas por que a costela? Porque na costela existe medula óssea vermelha, que é onde nós encontramos célula-tronco. Se Deus vai “clonar” alguém, é dali que se tem que tirar. A costela é lugar perfeito, o mais próximo da superfície. Deus fechou o lugar com carne, que é o mesmo que os cirurgiões plásticos fazem. Adão não ficou fisicamente deformado após a “cirurgia”, mas continuou perfeito. Todo o processo aplicado pelos médicos com o avanço da ciência moderna é aplicado por Deus em Gênesis 2:21 – exceto a criação da vida, algo que ser humano nenhum é capaz de fazer, somente Deus.

Moisés (o escritor do livro de Gênesis) não tinha nenhum acesso à ciência moderna e nem tinha conhecimento sobre a medicina contemporânea, mas sua descrição é um exato correspondente ao método usado pelos médicos hoje, em uma cirurgia.

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

Leitura Bíblica: Gênesis 1

LIVRO DE GÊNESIS

Génesis segundo a fé judaica é o início, é o princípio da criação dos céus, da terra, da humanidade e de tudo quanto existe vida, todos os seres. O livro é o primeiro dos cinco livros atribuídos a Moisés.

Gênesis 1

A criação do céu e da terra e de tudo o que neles se contém

1 No princípio Deus criou os céus e a terra.

2 A terra era vazia e sem forma definida, e o Espírito de Deus se movia por sobre as águas.

3 Deus disse: “Haja luz”, e houve luz. 4 Deus ficou satisfeito, e separou a luz da escuridão. 5 Deus chamou a luz de “dia”, e a escuridão de “noite”. O dia e a noite juntos formaram o primeiro dia.

6 E Deus disse: “Que as águas se separem, entre a expansão do céu em cima e os oceanos em baixo”. 7 Desse modo, Deus formou o firmamento, separando as águas que ficaram acima do firmamento das que ficaram abaixo. E assim foi.

8 Deus chamou o firmamento de céu. E houve tarde e manhã. Tudo isso aconteceu no segundo dia.

9 E Deus disse: “Que as águas que estão debaixo do céu se juntem, formando mares e oceanos, de modo que apareça a parte seca”. E assim foi. 10 Deus chamou a parte seca de terra, e as águas de mares. E Deus ficou satisfeito.

11 Então ele disse: “Que a terra produza toda espécie de vegetação: plantas que deem sementes, árvores que produzam frutos, que por sua vez produzam sementes de acordo com a sua espécie”. E assim foi.

12 A terra, pois, fez brotar a vegetação: plantas que dão sementes e árvores que produzem frutos, que por sua vez produzem sementes de acordo com a sua espécie. E Deus ficou satisfeito. 13 Houve tarde e manhã. Tudo isso aconteceu no terceiro dia.

14 Deus ainda disse: “Que no firmamento do céu haja luzes que iluminem a terra para separar o dia da noite. Essas luzes servirão como sinais para estabelecer as estações, os dias e os anos. 15 Elas brilharão no firmamento do céu para iluminar a terra”. E assim foi.

16 Deus fez duas grandes luzes: a maior, o sol, para dirigir o dia, e a menor, a lua, para dirigir a noite. Ele também fez as estrelas. 17 Foi assim que Deus colocou essas luzes no firmamento para iluminarem a terra, 18 para determinarem os dias e as noites e fazerem separação entre a luz e a escuridão. E Deus ficou satisfeito.

19 Houve tarde e manhã. Tudo isso aconteceu no quarto dia. 20 Depois Deus disse: “Que as águas se encham de peixes e de outras espécies de vida; e voem as aves sobre a terra, sob o firmamento dos céus”. 21 E Deus criou os grandes animais marinhos, e todo tipo de vida aquática, além das aves, de acordo com as suas espécies. E Deus ficou satisfeito.

22 Então Deus abençoou suas criaturas, dizendo: “Multipliquem-se e encham as águas dos mares”. E às aves falou: “Sejam cada vez mais numerosas. Encham a terra!” 23 Houve tarde e manhã. Tudo isso aconteceu no quinto dia.

A criação dos seres viventes.

24 E Deus disse: “Que a terra produza seres viventes de acordo com as suas espécies: animais domésticos e animais selvagens, segundo as suas espécies”. E assim foi.

25 Deus fez os animais selvagens, os
animais domésticos e os demais seres vivos da terra, de acordo com as suas espécies. E Deus ficou satisfeito.

26 Depois Deus disse: “Façamos o ser humano à nossa imagem e semelhança. Que ele domine sobre os animais marinhos, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos da terra e sobre os répteis que se movem pelo chão”.

27 Assim Deus criou o ser humano semelhante à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher o criou.

28 Deus os abençoou e disse-lhes: Multipliquem-se, encham a terra e dominem-na. Tenham poder sobre os peixes, sobre as aves dos céus e sobre os animais que rastejam pela terra.

29 E disse mais: “Eu dou a vocês todas as plantas que nascem na superfície de toda a terra e dão sementes, e todas as árvores frutíferas que dão sementes.

30 A todos os animais em que há fôlego de vida, ou seja, a todos os animais selvagens, a todas as aves do céu e aos animais que rastejam pelo chão dou todos os vegetais como alimento. E assim foi.

31 E Deus viu tudo o que havia feito, e eis que havia ficado muito bom. Houve tarde e manhã. Tudo isso aconteceu no sexto dia.

02_La+creacion

OBS: Todas as explicações de dúvidas e respostas serão inseridas após o término de todos os capítulos de cada Livro em uma única página!

Deus abençoe á todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM: