Sou Obrigado ‘Dar Ou Devolver’ 10% Dízimo? Dízimo x Oferta

Você deve se perguntar:
  • Pagar o dízimo é obrigatório para os cristãos?
  • O dízimo é da lei, os cristãos são obrigados a observarem a lei?
  • A não realização da obra de lei pode impedir uma salvação que é pela Graça?
  • A citação de Malaquias 3:10 traz condenação para os cristãos que não pagam o dízimo?
  • Quem não dar ou devolver está condenado, já está que está roubando?

AFINAL, O QUE É O DÍZIMO?

Uma palavra “Dízimo” significa uma décima parte de algo. Dar o dízimo era um conceito do Velho Testamento. O Dízimo era exigido pela lei Mosaica (Como Leis era como ordens \ regras \ mandamentos que Deus deu para Moisés e para o povo de Israel no Monte Sinai, durante a travessia no deserto), “O Senhor deu esses mandamentos a Moisés, no Monte Sinai, para o povo de Israel “. (Lv: 27:34). Todos os israelitas deveriam dar 10% de todo o trabalho de seu trabalho e tudo o que criassem. “Todos os dízimos dos produtos da terra são do Senhor, quer dos cereais, quer das frutas; essa parte é Santa ao Senhor”. (Lv: 27:30).

Os dízimos registrados na Bíblia, sempre foram produtos do campo como:
Cereais, ervas e outros animais, mas NUNCA foi dinheiro!

É preciso saber que estas leis eram temporárias , ela serviu de aio \ tutor (Guia) aos homens, até uma vinda do Salvador. “Assim como leis judaicas são nosso mestre e guia (tutor) até que Cristo viesse para nos dar uma posição correta perante Deus (Fôssemos Justificados) por meio de nossa fé. Mas agora que já veio a fé, não é preciso mais daquelas leis para tomar Conta de nós (Não é mais certo do controle do tutor). ” (Gl 3:24, 25)

A primeira vez que se fala de dízimo na Bíblia está registrada no livro de Gênesis: “(…) Então Abrão deu um Melquisede (Rei de Salém), o dízimo de tudo o que tinha.” (Gn 14:20) – A atitude de novo chamado de Abrão e não Abraão para VOLUNTÁRIA, ele agiu desta forma antes mesmo da existência da Lei Mosaica (Pois na época do povo de Israel ainda não é existia!).

O Dízimo de Abraão nada tem a ver com o dízimo da Lei!

E o mais interessante é que Abraão nunca mais deu o dízimo, nunca tirou dízimos de seus bens, nem tampouco ficou rico e próspero porque dava dízimos, Deus o abençoou eo fez rico, independente dele dar dizimo! A mesma atitude voluntária veio através de Jacó, a era era de Abraão, e teve um sonho e se Deus o protegido, ele daria décima parte de tudo que Deus o desse “(.. .) E, certamente, devolverei a décima parte de tudo que me der. ” (Gn 28:22)

Jacó deu o dízimo também de forma VOLUNTÁRIA,Não foi obrigado por ninguém, e Deus não pediu a ele, foi um voto e se ele fez por livre e espontânea, depois ele é seu próprio voto. É importante notar que essa determinação tanto de Abraão quanto de Jacó de dar o dízimo, foi uma decisão muito pessoal, que não está em Isaque, filho de Abraão e pai de Jacó, nem em nenhum dos doze filhos de Jacó, pois foi algo que surgiu deles. O que é que eu tenho que conseguir um objeto de trabalho para o trabalho de Deus, não é por isso que todos os cristãos são obrigados a agir, forma, quando na realidade Deus tocou a irmã em particular, não deixando mandamento para que todos façam da mesma forma.

O dízimo naquela época era destinado a tribo de Levi (Levi foi unido de filhos de Jacó), na Lei So quem foi autorizado a receber os dízimos dos que são levados, apenas eles podiam servir ao Senhor no tabernáculo, pois eles podiam ser sacerdotes, Eles foram constituídos por esta função, pois eles são como os tribos de Israel, que não são herdarão terras e nem trabalhavam, então eles foram separados pelo Senhor para cuidar de tudo que é algo relacionado com Deus. Uma finalidade dos atrasos, como os estrangeiros, já que Israel não foi também extraído, significando assim amor ao próximo). “Todo o terceiro ano e ano de mesas especiais. Nesse ano, vocês são bem-vindos a todos os dízimos das colheitas ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que comam nas suas cidades até ficarem satisfeitos. (Dt 26:12). O Dízimo era dado anualmente e não mensalmente, 10% são destinados a necessitados “De três em três anos, ajuntem uma décima parte das colheitas daquele ano e recolham na cidade onde moram. Isso é para os levitas, que não receberam herança como como outras tribos, e para os estrangeiros, os órfãos e como viúvas que vivem na sua cidade. Assim eles reinventam com fartura e saciar-se … “(Dt 14,28,29) Os órfãos e as viúvas que vivem na sua cidade. Assim eles se encaixam com fartura e saciar-se … “(Dt 14,28,29) Os órfãos e as viúvas que vivem na sua cidade. Assim eles se encaixam com fartura e saciar-se … “(Dt 14,28,29)

O apóstolo João também falou sobre esse assunto: “Mas, se alguém que considere o seguidor de Cristo que possui o suficiente para viver bem e, vendo um irmão em necessidade, não é para ajudar, como é que o amor de Deus pode estar nele?” (1 Jo 3:17). Infelizmente vemos está atitude de forma contrária em muitos dos sistemas religiosos de hoje, onde devoram como casas das viúvas quando pedem para elas ou dízimo se é na verdade o que é necessário. sustentá-las! “Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês parecem santos, com todas as suas orelhas orações públicas nas ruas, enquanto exploram como viúvas nas casas delas … “(Mt 23:14)

Trocaram a ordem de beneficiamento do dízimo! Quando você está procurando um necessitado, você está dando a Deus! Por favor, eu sou eu, eu sede, e vocês me deram de beber, eu era um estranho, e vocês me convidaram para suas casas, eu estive nu, e vocês me vestiram; eu estive doente, e o seu nome, e na sua prisão, e na sua opinião. “Então os justos responderão: ‘Senhor, quando é que nós vimos o Senhor com fome, e demos de comer? Ou com sede, e as demos alguma coisa para beber? Ou como estranho, eo socorremos? Ou nu, eo vestimos? Quando é que vimos o Senhor doente, ou na prisão, eo visitamos? “E o Rei desidém: ‘Digo a verdade a vocês: Quando você está fazendo isso no menor destes meus irmãos, (Mt 25: 35,40). O apóstolo Tiago também fala sobre esse mesmo tema: “Se você temem um irmão ou irmã que está necessitado de comida e vestuário, e vocês mesmos:” Bem, que Deus o abençoe; aqueça-se e coma bem “, e depois não são os produtos ou alimentos, de que adianta isso?” (Ti 2: ​​15,16). Nós devemos sim atender a viúva o órfão eo necessitado, não é esperar que apenas o líder \ pastor há esta responsabilidade dando para ele dar, é você, isso é pessoal de cada um, é um hábito que todos devem ser!

O QUE É A OFERTA?

O valor da oferta para ajudar os pobres, produtos alimentares, medicamentos, tratamentos médicos, em fim! “Sim, Deus nos dá muito, um fim de que você está com generosidade, e quando nós levamos suas ofertas a você, como você está procurando, e você está procurando por você. Como o resultado das ofertas de vocês, os necessitados do povo de Deus são ajudados e eles transbordarão de gratidão a Deus. Com o serviço que vocês estão prestando, mostram a eles como vocês são dedicados ao evangelho de Cristo. Eles ficarão satisfeitos e louvarão a Deus Muitas coisas para você e para outros. E eles orarão por vocês com profundo fervor e amor, por causa da maravilhosa graça de Deus manisfestada por meio de vocês. ” (2 Co 9: 11,14)

Quer agradar a Deus desprenda-se do materialismo, reparta com os necessitados, e busque o galardão (Prêmio) celeste, não é esse mundo, nem como coisas que nele há, oferecemos, façam por obra, não por lei (Dízimos). Ajudar ao próximo com amor e caridade é uma forma de dízimo, pois Deus é amor. Ajudar com o sustento de alguém que precisa comer, vestir … Isto é o verdadeiro dízimo! “A religião que Deus, o nosso Pai, aceita como pura e sem falhas é aquela que cuida dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades, e permanece fiel ao Senhor, sem se contaminar com o mundo”. (Tg 1:27)

De qualquer forma, para que a igreja se mantenha (custos), são necessárias recursos! Veja bem: Em relação á Casa de oração que você congrega, ela não é feita por Deus, mas sim por mãos de homens, então é importante SIM que você contribua e uma consciência de vida que é uma casa onde você congrega é SUA também e sendo sua ajude um mantê-la. (10%), não há sinetes obrigados a dizimar (10%). Devemos contribuir, mas de acordo com o que cada um pode! Cada cristão deve executar orar e buscar uma sabedoria vinda de Deus em relação a sua participação com o quanto for ha dado, isso significa dar 1%, 15%, 80% ou 100%, VAI DO SEU CORAÇÃO! “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria “(2 Co 9: 7)

Não há um só versículo no Novo Testamento, que registre a obrigatoriedade do cristão dizimar!

Por outro lado, se o cristão deixar de contribuir, por que descobre que não é obrigado, está agindo de má fé para com Deus, como fez Ananias e Safira, ele deve contribuir sim e feliz porque sabe que pode fazê-lo por amor a Deus e não por imposição de homens, e segundo o que propuser em seu coração. Ananias e Safira foram condenados por não dar o dízimo? NÃO! A igreja primitiva em Jerusalém se mostrou generosa e na época encontrava-se no meio da igreja certo número de irmãos necessitados. E para suprir as necessidades destes, os irmãos fizeram grandes sacrifícios e ofereceram seu próprio dinheiro. Alguns, como Barnabé, venderam propriedades e doaram o dinheiro recebido “José, um levita de Chipre, a quem os apóstolos deram o nome de Barnabé, que significa “encorajador”, vendeu um campo que possuía e trouxe o dinheiro aos pés dos apóstolos.” (Atos 4:36,37)

Seguindo uma mesma atitude o casal Ananias e Safira, também vendemos uma propriedade para fazer uma contribuição para a igreja. Mas no dia em que levaram sua oferta a apóstolos, foram condenados e caíram mortos! Hoje, alguns líderes religiosos citam esse caso para exigir o dízimo, sugerindo que Ananias e sua mulher foram castigados por não dar o dízimo. Foi esse o motivo da morte deles? NÃO! Devemos primeiro ler o texto para entender o pecado do casal. Estes versículos nem mencionam o dízimo!

“Havia um homem chamado Ananias, com sua esposa Safira, que vendeu uma propriedade, reteve uma parte e levou o restante do dinheiro aos pés dos apóstolos, afirmando que era o preço total; a esposa dele tinha concordado com essa MENTIRA. Mas Pedro perguntou : “Ananias, Satanás encheu o seu coração. Por que você permitiu isso? Quando você afirmou que este era o preço total, estava mentindo ao Espírito Santo. A propriedade era sua para vender ou não, como quisesse. E depois de vendê-la, VOCÊ PODIA DECIDIR QUANTO IA DAR. O que levou a pensar em fazer tal coisa? Você não está mentindo apenas um nós, mas também um Deus “. Logo que Ananias ouviu estas palavras, caiu morto! Todos os que ouviram o que teve acontecido ficaram com medo. Então os jovens cobriram o morto com um lençol, levaram-no para fora e o sepultaram. Cerca de três horas depois entrou a esposa dele, sem saber o que teve acontecido. Pedro perguntou: “Diga-me, vocês venderam aquela terra por este preço?” “Sim”, respondeu ela, “vendemos”. Então Pedro disse: “Como é que você e seu marido puderam até mesmo pensar em fazer uma coisa daqui, conspirar contra o Espírito do Senhor? Veja! Do lado de fora daquelas são os jovens que sepultaram seu marido. Eles vão levar você também “. Imediatamente ela caiu morta no chão; Os jovens entraram e, ao ver que Safira ha morrido, carregaram o corpo para fora e o septuro ao lado do marido … “(Atos 5: 1-11) Então Pedro disse: “Como é que você e seu marido puderam até mesmo pensar em fazer uma coisa daqui, conspirar contra o Espírito do Senhor? Veja! Do lado de fora daquelas são os jovens que sepultaram seu marido. Eles vão levar você também “. Imediatamente ela caiu morta no chão; Os jovens entraram e, ao ver que Safira ha morrido, carregaram o corpo para fora e o septuro ao lado do marido … “(Atos 5: 1-11) Então Pedro disse: “Como é que você e seu marido puderam até mesmo pensar em fazer uma coisa daqui, conspirar contra o Espírito do Senhor? Veja! Do lado de fora daquelas são os jovens que sepultaram seu marido. Eles vão levar você também “. Imediatamente ela caiu morta no chão; Os jovens entraram e, ao ver que Safira ha morrido, carregaram o corpo para fora e o septuro ao lado do marido … “(Atos 5: 1-11)

Deus não exigiu o dízimo dos cristãos, o motivo real de sua ira contra Ananias e Safira, foi justamente porque eles mentiram ao Senhor! Eles vendem um terreno e afirmaram que ofertaram o valor total da venda para ajudar os irmãos pobres. Eles queriam parecer pessoas generosas, mas, ao mesmo tempo, queriam ficar com uma parte do dinheiro. Decidiram mentir, que oferece sua oferta para o valor integral da venda do terreno. Deus não existe obrigado ninguém a vender terras ou dar o valor total do seu bem. Pedro reconhece o direito de Ananias e Safira de ficar com o seu terreno, dizendo que o seu direito de escolha é vendido ou não o terreno e de doar o quanto quisesse, mas eles prometeram tudo ao Senhor e na hora “H”, tentaram Burlar Uma situação e ficar com uma parte do dinheiro para eles. Ananias e Safira queriam o “crédito” por uma doação generosa, sem o sacrifício de perder todo o valor do terreno. Eles mentiram ao Espírito Santo de Deus! O Novo Testamento, uma aliança que governa os homens nos dias atuais, não exige que todos façam 100% de suas posses, e nem estipula 10% (o dízimo) como obrigatório!

No Novo Testamento, fala em quase tudo sobre a oferta, em nenhum lugar ordena e nem mesmo recomenda que os cristãos se submetam a um sistema OBRIGATÓRIO de dizimar. “(…) Eu quero que ela seja verdadeiramente uma OFERTA generosa, e NÃO que pareça que foi dada por obrigação.” (2 Co 9: 5). Os cristãos não devem apresentar um obrigado a uma prêmio semper à quantia de 10%. Devem sim dar de acordo com o que Deus colocar em seu coração. No novo testamento Paulo fez COLETAS, ele ensina a dar com GENEROSIDADE ele diz DÁ AQUILO QUE PROPÔS em seu CORAÇÃO!

Jesus mencionou um viúva que deu sua contribuição para casa do Senhor, já escreveu 10%, mais um viúva deu tudo que eu. Deus não cobra os 10% mais sim o coração! Podemos dar até tudo o que escreva, por amor, ao Senhor e a alegra o coração de Deus. Como alegrou o coração de Jesus ao observar o viúva pobre que deu tudo o que tenho. “Quando Jesus estava no templo, observava os ricos colocem suas ofertas na caixa de ofertas. Então uma viúva pobre, com duas únicas moedas de cobre. Diante disso, Jesus disse:” Eu afirmo a vocês, esta viúva pobre, eu sou mais do que todos os outros. Pois eles deram um pouco do que são sobrava, mas ela, na sua pobreza, deu tudo o que tinha para viver. “(Lc 21: 4)

Jesus se referiu ao dízimo também na parábola do fariseu e do publicano e outro vez censurou os hipócritas e religiosos. Tomou como exemplo um homem religioso, que jejuava duas vezes por semana e dizia ser dizimista fiel, porém, exaltava a si mesmo e humilhava um pecador que suplicava a misericórdia do Senhor. Novamente Jesus não ensinava a dar o dízimo, mas críticas como pessoas por SER RELIGIOSAS e VAZIAS! “Em pé, o fariseu orava assim:” Eu sou o agradeço, o Deus, porque não sou como outros homens: ladrões, corruptos, adúlteros; especialmente como o cobrador de impostos. Jejuo duas vezes por semana e dou a Deus o dízimo de todos os géneros. Mas o cobrador de impostos ficou em pé de longe e não tinha coragem nem de levante nos olhos ao céu quando oava, porém batia no peito e exclamava: Ó Deus, miséria de mim, um pecador! “Eu lhes digo que este, e não o fariseu, voltou para casa perdoado …!” (Lc 18: 12,14). Os fariseus usavam o dízimo como meio de adquirir a misericórdia de Deus.

Chega de Estelionato Psicológico!

Chega de Vender o Evangelho!

Algo que muitos pregadores ensinam totalmente errado é incentivar pessoas a dar dinheiro, pois somente assim demonstram serem pessoas de fé. Existe uma situação do meu conhecimento, onde uma pessoa próxima que frequentava certa denominação, durante o culto foi dito assim “A mulher que colocar agora no lugar X o valor XX, está é considerada uma mulher de fé (???), bom esta conhecida foi correndo colocar o $$, infelizmente não teve sabedoria! A Palavra de Deus diz assim: “Mas Pedro respondeu: “Que o seu dinheiro morra com você, por pensar que o dom de Deus pode ser comprado com dinheiro!” (At 8:20). A fé é um Dom e não se compra! “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus”. (Ef 2:8)

Segundo a LEI apenas os LEVITAS poderiam recolher o dízimo, os lideres religiosos de hoje que recolhem o dízimo, não são da tribo de Levi, não são Judeus e não fazem parte da Lei de Moisés. “Todos os dízimos que eu recebo do povo de Israel, dou aos levitas pelo serviço que fazem no tabernáculo (Tabernáculo: É tenda\cabana\barraca, tipo um santuário portátil, com o povo de Israel foi assim por um período). E, de agora em diante, o povo de Israel nunca mais se aproximará do tabernáculo; caso contrário, levarão sobre si seu pecado e morrerão.” (Nm 18:21,22). Vejam que nem o povo de Israel podia se aproximar e fazer tal função, pois acabaria morrendo, caso desobedecessem à ordem. Como Paulo disse, não existe sacerdote na tribo de Jesus “Ora, aquele de quem se dizem estas coisas pertencia à outra tribo. E nenhum membro dessa tribo jamais serviu como sacerdote. Como todos sabemos, o nosso Senhor é descendente da tribo de Judá, que não havia sido escolhida para o sacerdócio; Moisés nunca lhes dera aquele serviço. Portanto, podemos ver claramente que o método divino mudou, pois Cristo, o novo sumo sacerdote que veio da ordem de Melquisedeque, não se tornou sacerdote satisfazendo a antiga exigência de pertencer à tribo de Levi, mas de acordo com o poder que deriva de uma vida que não pode acabar. Porque as Escrituras falam o seguinte a respeito dele: “Você é para sempre sacerdote da ordem de Melquisedeque” (Hb 7: 13, 17). Hoje o sacerdócio foi substituído pelo sacerdócio perfeito e eterno de Jesus Cristo. JESUS É O SUMO SACERDOTE!

Jesus através de seu sacrifício ab rogou \ anulou, o sacerdócio levítico com todas como suas leis, dízimos e costumes, (ab rogo, tem o mesmo sentido, não vim destruir e sim cumprir). Paulo narra na Carta endereçada aos Hebreus. “Se os sacerdotes judaicos e como suas leis fossem capaz de nos salvar, por que então Deus precisou mandar Cristo como sacerdote da mesma ordem de Melquisedeque, em vez de mandar alguém da ordem de Arão, uma ordem à qual pertencente todos os outros sacerdotes? E quando se muda o sacerdócio, um Lei também muda “. (Hb 7: 11,12). “Assim, o antigo sistema de sacerdócio baseado não parentesco foi cancelado, porque era fraco e inútil para salvar o povo”. (Hb 7:18). “Deus fez um juramento de Cristo sério semper sacerdote …” (Hb 7:20). Cristo é sacerdote segundo uma Ordem de Melquisedeque! Uma expressão “segundo uma ordem de Melquisedeque” significa o sacerdócio de Jesus é o mesmo tipo, ou parecido com, o sacerdócio de Melquisedeque. Melquisedeque aparece na historia bíblica, e alguns logo em si, ele era rei de Salém e sacerdote de Deus: “Melquisedeque, rei de Salém (Isto é, Jerusalém) e sacerdote de Deus Altíssimo, ofereceu o pão e vinho”. (Gn 14:18). Melquisedeque abençoou Abraão e encarregado de eliminar a lei de Abraão na guerra. Como Escrituras não relatam nada sobre antepassados ​​nem descendentes de Melquisedeque. Ele servia como sacerdote antes do nascimento de Isaque, então não era descendente da tribo de Levi (Levi era um dos netos de Isaque) Melquisedeque aparece na historia bíblica, e alguns logo em si, ele era rei de Salém e sacerdote de Deus: “Melquisedeque, rei de Salém (Isto é, Jerusalém) e sacerdote de Deus Altíssimo, ofereceu o pão e vinho”. (Gn 14:18). Melquisedeque abençoou Abraão e encarregado de eliminar a lei de Abraão na guerra. Como Escrituras não relatam nada sobre antepassados ​​nem descendentes de Melquisedeque. Ele servia como sacerdote antes do nascimento de Isaque, então não era descendente da tribo de Levi (Levi era um dos netos de Isaque) Melquisedeque aparece na historia bíblica, e alguns logo em si, ele era rei de Salém e sacerdote de Deus: “Melquisedeque, rei de Salém (Isto é, Jerusalém) e sacerdote de Deus Altíssimo, ofereceu o pão e vinho”. (Gn 14:18). Melquisedeque abençoou Abraão e encarregado de eliminar a lei de Abraão na guerra. Como Escrituras não relatam nada sobre antepassados ​​nem descendentes de Melquisedeque. Ele servia como sacerdote antes do nascimento de Isaque, então não era descendente da tribo de Levi (Levi era um dos netos de Isaque) Como Escrituras não relatam nada sobre antepassados ​​nem descendentes de Melquisedeque. Ele servia como sacerdote antes do nascimento de Isaque, então não era descendente da tribo de Levi (Levi era um dos netos de Isaque) Como Escrituras não relatam nada sobre antepassados ​​nem descendentes de Melquisedeque. Ele servia como sacerdote antes do nascimento de Isaque, então não era descendente da tribo de Levi (Levi era um dos netos de Isaque)

Lembrem-se do que Paulo disse, AQUELE QUE SE COLOCA DEBAIXO DA LEI SE FAZ MALDITO! “Maldito todo o que é, em qualquer tempo, quebrar uma única lei que esteja escritas no Livro da Lei”. Por conseguinte, (Gl 3: 10,11). O caminho da fé é diferente faz o que é o mesmo. O caminho para a lei e todos os que estão no debaixo da lei estão debaixo de maldição. Paulo disse isso porque o homem não é capaz de cumprir-em seu todo, e Jesus teve que cumprir-nós por nós. Para ser dizimista deve-se então guardar todo o Lei de Moisés, ou seja, faça \ diligr detalhe por detalhe do que ela ordena, TODA ELA! “Foi assim que Cristo nos libertou. Agora, cuidem de permanência e não fiquem novamente presos por cadeias da escravidão. Escutem bem o que eu, Paulo, digo a vocês: Se vocês estão contando com uma circuncisão e guarda das leis judaicas de -los justos diante de Deus, então Cristo não pode salvá-los. E você repetir: Qualquer um que se deixa circuncidar precisa obedecer TODA A LEI “(Gl 5: 1,3). Quem cumpre um mandamento da LEI deve cumprir TODA ELA! então Cristo não pode salvá-los. E você repetir: Qualquer um que se deixa circuncidar precisa obedecer TODA A LEI “(Gl 5: 1,3). Quem cumpre um mandamento da LEI deve cumprir TODA ELA! então Cristo não pode salvá-los. E você repetir: Qualquer um que se deixa circuncidar precisa obedecer TODA A LEI “(Gl 5: 1,3). Quem cumpre um mandamento da LEI deve cumprir TODA ELA!

É como um lei do homem … Exemplo: Em 1900 e “bolinhas” eu preciso pagar o imposto da minha casa, pois é uma Lei vigente (atual), eu tinha que pagar porque eu vivo, debaixo daquela Lei, mas hoje ano 2050 Não foi melhorado o preço do imposto, pois foi eleito em 2018 … Pronto! Porque eu vou continuar cumprindo o que não eu sou mais obrigatório? Assim é uma Graça de Cristo, antes era Lei, agora vivemos na Graça (Favor não merecido). “Agora, entretanto, todos os meios são libertos da lei, porque morreram para aquilo que antes os prendia. Assim, agora são leis para servir a Deus não da maneira antiga, obedecendo a velha forma da Lei escrita, mas da maneira nova, obedecendo ao Espírito de Deus “. (Rm 7: 6). Como uma era Lei era para Salvar, então após o sacrifício de Jesus agora (toda uma humanidade) tem direito a Salvação, onde substituiu-se o primeiro pelo segundo! “Ele que é o Cristo dissemos, um respeito de não ficar satisfeito com os vários sacrifícios e ofertas que o sistema antigo exigente, adicionou:” Aqui estou, vim para fazer a sua vontade “Ele CANCELA O PRIMEIRO SISTEMA em favor de OUTRO MUITO MELHOR “. (Hb: 10: 8,9)

Somos livres de atividades Mosaicas! “Cristo é inútil para vocês está está ativo e pode saldar a sua dívida (ser justificado) para com Deus por guarda daquela Lei; vocês se privaram (tirou) da graça de Deus”. (Gl 5: 4). Com uma vinda de Jesus, o sacerdócio foi mudado, o sacerdócio levita passou a ser o sacerdócio de Jesus Cristo. Um lei de Cristo é um lei final para humanidade. A Lei terminou com a morte de Cristo. “Porque o fim da lei é Cristo, para que todo o que é crer nele seja declarado justo (Isto é, aceito por Deus)” (Rm 10: 4). Permanecer no preceito da lei é o mesmo que negar o sacrifício de Jesus. “Estou amado, sem tempo de graça qualquer esforço para voltar à lei de Moisés que Cristo desfez na cruz, é anular o sacrifício do Cordeiro de Deus e reconstruir um muralha por Ele derrubada. “Agora, porém, vocês pertencem a Cristo Jesus e, ainda que gostam de muito mais, deus, agora foram trazidos para muito perto dele por causa do que é Jesus Cristo fez por vocês com o seu sangue. Porque o próprio Cristo é a nossa paz. Ele fez uma paz entre nós, os judeus, e vocês, os gentios, fazendo de todos nós uma família, derrubando um muralha de desprezo que nos separava. (Ef 2: 13,15). Quem obedece à lei de Moisés não é justificado, pois pratica ela acaba caindo, saindo da graça. Ele fez uma paz entre nós, os judeus, e vocês, os gentios, fazendo de todos nós uma família, derrubando um muralha de desprezo que nos separava. (Ef 2: 13,15). Quem obedece à lei de Moisés não é justificado, pois pratica ela acaba caindo, saindo da graça. Ele fez uma paz entre nós, os judeus, e vocês, os gentios, fazendo de todos nós uma família, derrubando um muralha de desprezo que nos separava. (Ef 2: 13,15). Quem obedece à lei de Moisés não é justificado, pois pratica ela acaba caindo, saindo da graça.

Mas Jesus dava dízimos? “Aoappar um Carnafaum, os cobradores de impostos do templo vieram a Pedro e o perguntaram:” O mestre de você não paga o imposto do templo? “” Claro que paga “, respondeu Pedro. Então ele entrou em casa para falar a Jesus Sobre o Jesus Perguntou: “O que você acha, Pedro? Os reis cobram impostos do seu próprio povo ou dos estrangeiros? “” Dos estrangeiros “, respondeu Pedro. Disse-the Jesus:” Então, não é um pagam! Contudo, nós não queremos de ninguém; portanto, vá ao mercado e lance um anzol, e abra a boca do primeiro peixe que pegar. Você pode achar uma moeda de valor suficiente para pagar os impostos por nós dois, pegue a moeda e pague o imposto devido. “(Mt 17, 24, 27). Na Bíblia diz que Jesus pague um imposto, tributo, mas não específico. Porém Jesus era judeu, e como tal de todo a lei: “Mas, vindo à plenitude dos tempos, Deus enviou seu filho, nascido de mulher, nascido sob a lei …” (Gálatas 4: 4). Jesus nasceu sob um Lei e Ele veio para cumprir-a, então ele teve que agir conforme ordenava a Lei Mosaica! Por isso não é passaria nenhum até Lei, até que ela seja cumprida! “Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo cumprido “. (Mt 5: 17,18). Jesus cumpriu toda Lei! JESUS ​​VIVEU TODA SUA VIDA NO VELHO TESTAMENTO, NA ÉPOCA DA LEI, SOB A LEI, ENTÃO ELE DEVERIA CUMPRÍ-LA! – “Porque Moisés nos deu a Lei,

Os animais de guerra sacrificam animais para perdão dos nossos pecados. Não há informações sobre este artigo. Jesus resumiu toda lei em dois mandamentos:

1 – Ame a Deus sobre todas as coisas;

2 – Ame ao próximo como a ti mesmo;

Dízimo não é para igreja, dizimo foi especificamente para a criação de Israel. Jesus nos trouxe um novo mandamento e Ele não ordenou ninguém a pagar dízimo. A ordenança de Jesus foi anunciada como boas novas, eo amor ao próximo !!!

“Casa do Tesouro” não era um templo religioso, era um silo (Silo é um grande depósito para o armazenamento de produtos agrícolas). Esta “casa do tesouro” nada mais era do que um compartimento dentro do templo judaico usado para um armazene do dízimo que são os produtos do campo. “E mais uma vez todo o povo de Judá começou um trazer os dízimos de cereais, faça o vinho novo e faça azeite de oliveira para o depósito do templo.” (Ne 13:12). Este depósito era para guardar alimentos para os famintos. Dízimo também NUNCA Foi Dinheiro, ouro, prata ou pedras preciosas, foram alimentos agrícolas e animais. E naquela época já existia dinheiro Sim, são os ciclos de prata. “Se a pessoa morta pelo boi para escravo ou escrava, o preço do resgate será de 30 moedas de prata (cerca de 360 ​​gramas de prata) pago ao dono do escravo … “(Êx 21:32). Este é apenas um versículo, mas tem vários que falam de ciclos! O ciclo de prata era uma peça redonda (por isso o nome” ciclo “) ou barra de metal valioso (prata e ouro) que servia pra pagar como pessoas e faça negócios. Então se já existia uma forma de dinheiro no começo da história da humanidade, porque Deus não pedia dízimo do dinheiro?

Deus em Deuteronômio ensina para o povo vender o dízimo (animais e fruto da terra) e depois pegar o dinheiro e comprar tudo o que a alma da pessoa desejar: vacas, ovelhas, vinho ou qualquer coisa que a alma da pessoa desejar para se alegrarem. “Então vocês poderão vender uma parte das colheitas correspondentes ao dízimo e levar o dinheiro ao local que o Senhor, o seu Deus, tiver escolhido. Chegando lá, usem esse dinheiro para comprar o que a sua alma desejar: vacas ou bois, ovelhas, vinho ou outra bebida fermentada, ou qualquer outra coisa que desejarem. Então comam festivamente ali, na presença do Senhor, o seu Deus, e alegrem-se, você e sua família.” (Dt 14:26). Se dízimo fosse para dar em dinheiro Deus mandaria o povo vender os animais e os frutos da terra e trazer o dinheiro para os Levitas, coisa que nunca aconteceu! Deus nunca pediu para o povo dar dinheiro no tabernáculo para depois os levitas comprarem mantimentos! Nunca houve uma forma como essa de se praticar o dízimo. Em todo o novo testamento os apóstolos nunca ensinaram ou praticaram o dízimo. E por quê? Porque eles sabiam que o dízimo, juntamente com todas as leis de Moisés, não tinham mais funcionalidade e praticavam outra coisa que resolvia todos os problemas da comunidade da época: AS OFERTAS!

Uma vez que não podemos nos basear, digamos, Israel, vivia em um ESTADO TEOCRÁTICO (Teocracia é o sistema de governo em que, como ações políticas, jurídicas e policiais são submetidas às normas de alguma religião, onde o Líder do Estado \ País e ao mesmo tempo e um líder religioso), e em Israel como leis eram baseadas na religião. É impossível transferir os mesmos figurinos e regras de um estado teocrático para um Estado Laico como no Brasil (Estado laico e O País que não segue uma religião oficial, um lugar em que como Leis da igreja não mandam nas leis do governo. Um exemplo é o Brasil – Bom teoricamente é assim, mais na prática é outra história, explico em outro tema!). Então, o estado do crime é resolvia todos os problemas é uma igreja, neste caso a Lei Mosaica. Hoje somos líderes do trabalhador do trabalhador do nosso salário … Nosso bem-estar do trabalhador é tributado na fonte, tem ainda imposto de renda e muitos outros impostos, o que deixa uma renda da pessoa muito inferior ao lucro bruto e ainda tirando -se 10% a pessoa com um salário insuficiente. Seria justo Deus permite isso se Ele é o Deus da justiça? “Nessa época, vou levar o meu castigo: Serei rápido para testemunhar contra os feiticeiros, os adúlteros, os mentirosos, os que roubam o salário de seus empregados, os que exploram como viúvas e os órfãos, os que privam os estrangeiros dos seus direitos , enfim todos os que não me respeitam “, declara o Senhor dos Exércitos.” (Ml 3: 5) O que deixa uma renda da pessoa muito inferior ao lucro bruto e ainda está sendo tirado 10% a pessoa com um salário insuficiente. Seria justo Deus permite isso se Ele é o Deus da justiça? “Nessa época, vou levar o meu castigo: Serei rápido para testemunhar contra os feiticeiros, os adúlteros, os mentirosos, os que roubam o salário de seus empregados, os que exploram como viúvas e os órfãos, os que privam os estrangeiros dos seus direitos , enfim todos os que não me respeitam “, declara o Senhor dos Exércitos.” (Ml 3: 5) O que deixa uma renda da pessoa muito inferior ao lucro bruto e ainda está sendo tirado 10% a pessoa com um salário insuficiente. Seria justo Deus permite isso se Ele é o Deus da justiça? “Nessa época, vou levar o meu castigo: Serei rápido para testemunhar contra os feiticeiros, os adúlteros, os mentirosos, os que roubam o salário de seus empregados, os que exploram como viúvas e os órfãos, os que privam os estrangeiros dos seus direitos , enfim todos os que não me respeitam “, declara o Senhor dos Exércitos.” (Ml 3: 5) O que é o que é o que é o que é o que é o que é o que é o que é um dos nossos direitos humanos? (Ml 3: 5) O que é o que é o que é o que é o que é o que é o que é o que é um dos nossos direitos humanos? (Ml 3: 5)

“Esses mestres, em sua ganância, dirão qualquer coisa para se apossarem do dinheiro de vocês. Mas Deus já está condenado há muito tempo, e suas necessidades estão a caminho”. (2 Pe: 2: 3). Eles mantêm o que convém, o que dá lucro. Fica absolutamente evidente do tipo de ministros que são, são ministros do dinheiro, comerciantes, empresários … “Sua crença na verdade é que você está ensinado para o desenvolvimento e firme, um fim de que é ensiná-a outros e mostrar aos que Não há comentários sobre este produto. Eis precisa de ser um adversário. Triple-los calar. Famílias inteiras já foram desviadas da graça de Deus.

A pregação mais usada para a cobrança do dízimo está no Velho Testamento, é lida em Malaquias: “Tragam todos os dízimos aos depósitos do templo, para haver alimento suficiente em minha casa. “Ponham-me á prova”, diz o Senhor dos Exércitos, “e eu abrirei as janelas do céu e derramarei uma benção tão grande que não terão lugar onde guardá-la.” (Ml 3:10). Mas quem prega não explica que no contexto de Malaquias, Deus estava era advertindo os sacerdotes que estavam roubando de Deus, Deus não estava advertindo o povo e sim os SACERDOTES. “(…) Vocês não dão a mínima importância às leis que eu dei para vocês obedecerem. Animais roubados, aleijados e doentes como ofertas a Deus! Será que posso aceitar ofertas dessa espécie?”, pergunta o Senhor.” (Ml 3:13)

Pense comigo: A passagem de Malaquias 3:10 promete: “…se eu não vos abrir as janelas do céu e derramar bênçãos sem medida.” Se, Jesus Cristo diz que basta pedir tudo, isso mesmo, “tudo”, ao Pai em seu nome que crendo receberemos, porque devemos dar o dízimo para que seja derramada bênçãos sem medida na nossa vida? Não há lógica nisso! Se dermos o dízimo para ser abençoado logo descremos na promessa de Jesus descrita no evangelho de João. Jesus diz: “Vocês podem pedir a ele qualquer coisa em meu nome, e eu o farei, e assim o Pai será glorificado por meio do filho. Sim, peçam qualquer coisa em meu nome, e eu o farei!” (João 14:13,14). Como vemos, um invalida o outro! O Senhor Jesus é tudo na nossa vida, vivemos por Ele, dependemos Dele para tudo e tudo deve passar por Ele e deve vir por Ele. Não existe ritual ou sacrifício que possa fazer o que Jesus Cristo faz! Jesus é perfeito, eficaz, eterno e insubstituível! Em João o Senhor fala mais: “Mas, se vocês permanecerem em mim e obedecerem ás minhas ordens, podem fazer o pedido que quiserem, e isso será concedido!” (João 15:7)

Outro ponto muito citado é em Mateus “Ai de vocês, fariseus e mestres da lei, hipócritas! Vocês dão o dízimo até da folha de hortelã, da erva-doce e do cominho, mas se esquecem das coisas importantes, a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Sim vocês devem dar o dízimo, mas não devem deixar de fazer as coisas mais importantes.” (Mt 23:23). Agora avaliemos o versículo: “Ai de vocês, fariseus e mestres da lei, hipócritas!” Ai de vocês, Quem? Judeus ou Cristãos? Esses dois homens são Judeus e NÃO CRISTÃOS! Eles estavam sob a Lei de Moisés, ainda não estavam na Graça, e segundo a LEI, eles precisavam obedece-la até que viesse a promessa, o MESSIAS para CUMPRIR A PROFECIA em si mesmo, ou seja, até a morte de Jesus!

Exemplo: O que é um testamento da forma como conhecem hoje? É um documento que é uma pessoa na sua vida deixando seus bens a herdeiros. Mas quando esse documento começa a ser válido e os herdeiros passam receber os benefícios dele? Só quando o testador MORRE! Jesus quando citou o dízimo para exortar os fariseus e os escribas, ainda estava VIVO! (Pois Eh!). “O testamento tão inesperado, depois da morte da pessoa que escreveu. Enquanto ela ainda está viva, ninguém pode utilizar-lo para obter algo de coisas que é o prometeu”. (Hb 9:17). Para a lei ser cumprida ea graça nos alcançar, Jesus precisava morrer e ressuscitar.

Vamos entender outro ponto: O fato de Jesus ter falado sobre o dízimo nessa passagem não quer dizer que ele ensinou, aconselhou a dá-lo, aprovou-o, ou falou qualquer coisa para praticar-lo na época da Graça. O que é o que é o que é praticamente o que é o que você quer dizer? Mas uma vez a religiosidade vazia. Esta foi uma repreensão e não um ensino para dar o dízimo. Jesus quis dizer que embora fossem religiosos e praticavam coisas do lei como o dízimo, deixado de lado o mais importante: a justiça, a misericórdia ea fé.

Paulo em sua carta aos Hebreus também diz: “Vejam então como este Melquisedeque é importante: Até mesmo Abraão, o primeiro e mais respeitado de todo o povo escolhido de Deus, deu um Melquisedeque a décima parte dos despojos que ele tomou dos reis com quem Estão lutando. “(Hb 7: 4). Paulo não estava ensinando nem falando sobre o dízimo, e falou sobre Melquisedeque e como ele era grande.

Como os sacerdotes, não são atendidos por um Deus com suas atitudes, estes com os avisados ​​e amaldiçoados por Deus, no ministerério do profeta Malaquias. E foram advertidos que não são mudassem de comportamento Deus tornaria como suas bênçãos em maldição. “Sacerdotes, ouçam esta advertência:” Você não mudou seu modo de vida e não derrama o seu nome “, diz o Senhor dos Exércitos,” ao invés de departamentos, como eu gostaria de fazer, lançardições maldições para você . E até transformar como suas bênçãos em maldições. Na verdade, eu já os amaldiçoei, porque vocês não são um sério como coisas do meu honram de coração. (Ml 2: 1,2). Quem é o responsável por Deus era os sacerdotes (Levitas) e não o povo, porque o dízimo estava sim, sendo levado ao Senhor, Mas quando chegamos ao templo os sacerdotes separados para eles o melhor e deixado o que eles consideravam como RESTO para os sacrifícios. Os sacerdotes têm o melhor para oferecer, mas não oferecemos.

Observem que Deus não estão disponíveis para o fato dos sacerdotes NÃO DÊEM OS DIZIMOS, Deus SE SE REFERÊNCIA AO PAGAMENTO DOS PONTOS PARA PESSOAS. Os sacerdotes com uma Lei ordenava, mas faziam com desleixo, desrespeitando a Deus. “O filho do seu pai, o escravo (servo), o seu senhor. Sacerdotes, se eu sou o pai de vocês, por que não me respeitam? Se eu sou o Senhor, por que não me temem?”, Pergunta o Senhor dos Exércitos. “Você está desprezam o meu nome!”. “Quem? Nós?”, Vocês perguntam. “De que maneira desprezamos o seu nome?” “Ao oferecerem sacrifícios impuros sobre o meu altar”. E vocês ainda perguntam: “Sacrifícios impuros? Quando fizemos uma coisa?” “Sempre que diz: ‘Não é necessário trazer como melhores ofertas para o envio ao Senhor'”. (Ml 1: 6,7).

Tornou-se comum Acompanhe as preferências para que “se o cristão não der o dízimo, o devorador vai entrar em suas vidas e destruir tudo. ENTÃO JESUS ​​NÃO TEM PODER SOBRE O DEVORADOR SEM O DÍZIMO? É o mesmo que dizer que Jesus “sozinho” não consegue abençoar a sua vida financeira, então Jesus precisa da ajuda do dízimo para abençoar a sua vida? Que loucura! Só Jesus basta para nossa vida! É assim como muitos ensinam dentro de suas denominações. O cristão não é obrigado a dar o dízimo, nem por medo do “devorador”, nem por medo do devorador, nem por medo do devorador, nem por medo do devorador, nem por medo do devorador. como muitos insistem em falar, (citado em Malaquias 3:11) ou de ser amaldiçoado. Isso é o mesmo que o que é JESUS ​​não tem poder ou altura suficiente para combater o demônio na sua vida e precisão da ajuda do ato de dar o dízimo pra isso! Jesus, o todo-poderoso, o Alfa eo Ômega, o dono da Glória, precisa de dinheiro pra fazer isso? Sem o dízimo JESUS ​​CRISTO, FILHO DE DEUS, O DEUS ENCARNADO EM HOMEM, AQUELE QUE VENCEU A MORTE EA TODA SORTE DE DEMÔNIOS, NÃO PODE FAZER NADA PELA SUA VIDA? Eu sou bem aceitado, se arrependido dos pecados, ser conhecedor das Suas Palavras, viver uma vida santa e fiel, amar a Deus sobre todas as coisas? JESUS ​​É O SUFICIENTE EM TUDO! Então, demônio algum mundo em sua vida, saúde, finanças, relacionamentos, etc., tudo está sob a proteção de JESUS ​​CRISTO! “Quando os 70 discípulos voltaram, contaram-the alegres:” Senhor, até os demônios nos obedecem, EM SEU NOME “. (Lc 10:17). Notou não é pelo dízimo, o nome de JESUS ​​BASTA!

“Eu possuo autoridade sobre as forças do inimigo para pisar sobre serpentes e escorpiões! Nada fará mal a vocês!” (Lc 10:19)

Porque se apresente em que teremos prejuízos na vida material finance se não darmos o dízimo se o Próprio Jesus disse que não teríamos dano algum? Jesus não é servo de homem! Ele é DEUS! Não precisa da ajuda de uma prática física (Dinheiro) para nos abençoar! Qual é verdade de um devorador agir na vida de uma pessoa que aceita JESUS ​​CRISTO? Verdade no! Pois não há possibilidades de um devorador ou um demônio entrar na vida de uma pessoa, que é escolhido de Jesus, e destruir as finanças. Entre outras palavras, não é fácil de desembolsar, Ele é DONO do ouro e da prata, e não é tão fácil para o remetente do devorador e Jesus não é o melhor para você! O inimigo se expulsa falando “EM NOME DE JESUS!”

Mas o que é “DEVORADOR” que são líderes tanto aterrorizam psicologicamente os fiéis, frisando que só são repreendidos da vida da pessoa se a um mesmo nome, fazendo o povo ter pavor? Bom, este devorador é só um gafanhoto e não um demônio! “Escutem bem, anciãos! Ouça todo o povo! Já aconteceu uma coisa assim nos seus dias ou nos dias dos seus antepassados? Contem isso a seus filhos; que eles contêm seus filhos e que estes falem sobre isso às vezes. o gafanhoto cortador deixou de devorar suas plantações, o gafanhoto migrador (peregrino) veio e comeu o que sobrou. Depois dele veio o gafanhoto saltador (devastador) e comeu o que o gafanhoto migrador deixou, e finalmente o devoto de devorador comeu o que foi deixado pelo gafanhoto saltador “. (Joel 1.3,4).

Devemos visualizar a diferença entre contribuir em LEI e contribuir em GRAÇA, para não-ficarmos debaixo de maldição, e obrigados a guardar todo um lei, se escolhermos seguir um mandamento dela. Então porque o povo acredita que o dízimo é válido? – O povo, na sua grande maioria, é ignorante da Palavra de Deus. “Existe muito mais que eu gostaria de falar nestas linhas, mas vocês parecem não prestar atenção, por isso é difícil. Vocês agora já são servos de Cristo há muito tempo e já deviam estar ensinando aos outros, mas em vez disso, vocês estão constantemente, um tal que seja um problema que seja diferente de tudo, mesmo assim como primeiras noções da palavra de Deus. Vocês são como criancinhas que só podem beber leite, sem idade suficiente para o alimento contínuo. E quando uma pessoa ainda está alimenta de leite,

É fato que a maior parte das pessoas dá o dízimo por medo das maldições ou por interesses em crescer financeiramente, não é a coisa pra negar! “Se vocês, na realidade, estão prontos para dar, então não são importantes para o assunto. Deus é o que você quer, não é o que não é. “(2 Co 8:12). Fazem do dízimo uma obrigação, mas Jesus é liberdade! Segundo a lei do dízimo, todo o que não é o dízimo será amaldiçoado O que é o que é o que é o que é o que é o mundo? de Deus e da sua justiça e de todas as coisas. “(Mt 6, 33). Quem pratica o dízimo se faz maldito,

Se um crente é amaldiçoado por falta de dar o seu dízimo e é ladrão, então como pode estar liberto? Isto nos faz julgar o irmão e afirmar que o sacrifício de Cristo não foi suficiente na sua vida. Não há condenação para aqueles que pertencem a Cristo Jesus “(Rm 8: 1). Então, agora por não dar o dízimo serei condenado por um espírito devorador? Se Jesus triunfou sobre os principados e como potestades, como um devorador, suposto demônio, pode entrar em nossa vida, está no comando de Jesus, e destruí-la só porque não paguei o dízimo? Isso é terror psicológico nos fiéis e fazendo do dízimo uma “taxa de proteção divina!” Não roba de Deus o cristão que não dá o dízimo, Não existe o direito de chamar de ladrão a quem Jesus libertou! Quem Rouba a Deus nos dízimos são os Sacerdotes não os fiéis.

O apóstolo Paulo se refere e admira no povo da Macedônia dizendo: “Eles não são tão amados, mas muito mais o que é, e posso testemunhar o que você tem.” (2 Co 8: 3). Essas palavras do apóstolo Paulo foram proferidas na época da graça, onde se pregava apenas JESUS ​​CRISTO sem Lei de Moisés, sem cerimônias e rituais. E ele pedia OFERTAS para ajudar como pessoas de determinadas regiões onde se encontravam uma igreja de CRISTO (IGREJA são como pessoas que aceitaravam JESUS). Uma liberalidade do coração das pessoas, ou seja, elas têm de sentir, querer dar, ofertas por livre e espontânea. E em nada saia passagens Paulo fala que estas pessoas ao dar pediço algo coisa ou esperavam alguma coisa como ensinam alguns pregadores de hoje ao dizer quando quando estiverem devidamente informados. Jesus não deixa isso como mandamento, tampouco os apóstolos, não há um versículo sem sequer um novo testamento que aponte para isso! “Como diz como Escrituras:” O homem piedoso dá generosamente aos pobres. Como boas obras de residência para semper. “Porque Deus, que dá um semente para o lavrador plantar e, mais tarde, boa produção para colher e gastar para todas as coisas como você. Ele como fará crescer, a fim de que Você está no colher da sua coleção de frutos da sua justiça. ” (2 Co 9: 9,10) não há um versículo sem pregar o que é testamento para isso! “Como diz como Escrituras:” O homem piedoso dá generosamente aos pobres. Como boas obras de residência para semper. “Porque Deus, que dá um semente para o lavrador plantar e, mais tarde, boa produção para colher e gastar para todas as coisas como você. Ele como fará crescer, a fim de que Você está no colher da sua coleção de frutos da sua justiça. ” (2 Co 9: 9,10) não há um versículo sem pregar o que é testamento para isso! “Como diz como Escrituras:” O homem piedoso dá generosamente aos pobres. Como boas obras de residência para semper. “Porque Deus, que dá um semente para o lavrador plantar e, mais tarde, boa produção para colher e gastar para todas as coisas como você. Ele como fará crescer, a fim de que Você está no colher da sua coleção de frutos da sua justiça. ” (2 Co 9: 9,10)

Paulo, Em Efésios nos afirma que Deus nos abençoou “EM CRISTO” , não “EM DÍZIMO” – “Como louvamos a Deus, o Pai do nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos do céu por pertencemos a Cristo!” (Ef 1: 3), porque abençoados já somos. Você, Eu vivemos debaixo da GRAÇA e não debaixo da LEI! Somos livres em tudo, inclusive na forma de contribuir. Em toda a Bíblia não existe uma única citação que ajude estas afirmações. Somos livres de maldições são elas quais forem. “(Tradução em inglês):” Maldito todo lo que for pendurado no madeiro “(Gl 3:13).

O crente nascido na Graça tem como regra a Palavra de Deus, e as nossas experiências não podem ir contra a Palavra, fazer do dízimo uma regra em plena Graça é como estar com um grosso véu, deixando o povo vendado. “Não só o rosto de Moisés estava coberto com o véu, mas a mente e o entendimento do seu povo também estavam vendados e obscurecidos. Ainda agora, quando a antiga aliança é lida, os corações e as mentes dos judeus estão cobertos com um grosso véu, porque eles não podem ver nem entender o sentido verdadeiro da antiga aliança. Porque este véu, só pode ser removido por meio de Cristo. Até o dia de hoje quando eles leem os escritos de Moisés, um véu cobre os seus corações.” (2 Co 3: 14,15)

Em Atos 18:2,3, cita que o apóstolo Paulo fabricava tendas para se sustentar no ministério. Naquela época os pastores da Bíblia trabalhavam e não viviam à custa do evangelho. “Porque vocês sabem muito bem que devem seguir nosso exemplo: Vocês nunca nos viram ociosos quando estivemos com vocês; nunca aceitamos comida de ninguém sem pagar; trabalhamos duramente dia e noite pelo dinheiro que necessitávamos para nos mantermos, a fim de não sermos uma carga para nenhum de vocês.” (2 Tess 3:7-8)

Jesus disse: “(…) De graça recibestes, de graça dai.” (Mateus 10: 8). O DIZIMO NÃO É UMA OBRIGAÇÃO PARA A IGREJA, POIS NÃO VIVEMOS SEGUNDO A LEI DE MOÍSES. MAIS SEGUNDO A LEI DO NOVO TESTAMENTO QUE É AMAR! Ou um “Lei ou Cristo”. Uma oferta principal que Deus quer de nós é nossa própria vida doada. Ele e uma oferta de sacrifício de louvor e adoração.

DÍZIMO, uma maldição da LEI na GRAÇA!

Deus quer amor e não obrigação!

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

***  CLIQUE AQUI E ESCOLHA UM OUTRO TEMA PARA LER  ***

VOCÊ DESEJA LER E ENTENDER A BÍBLIA, PORÉM TEM DIFICULDADES PARA COMPREENDER OS TEXTOS? AGORA VOCÊ JÁ PODE INICIAR SUA LEITURA BÍBLICA DE LINGUAGEM FÁCIL E DE SIMPLES COMPREENSÃO 😉 É DE GRAÇA 😄 PARA INICIAR BASTA CLICAR NO LINK ABAIXO👇

Porque devemos nos batizar nas águas? E Porque a Igreja Evangélica Não Reconhece o Batismo de Crianças?

[READ IN ENGLISH]

A Bíblia é bem clara sobre a necessidade de uma pessoa nascer de novo para receber a vida eterna. Jesus frisou esse termo quando disse ao líder religioso Nicodemos: “Jesus respondeu: Verdadeiramente, digo-lhe isto: Se alguém não nascer de novo, nunca poderá ver o Reino de Deus. Nascer de novo! – Exclamou Nicodemos – O que o Senhor quer dizer? Como pode um homem velho voltar para o ventre da mãe e nascer outra vez? – Jesus respondeu: O que eu estou lhe dizendo é verdade: Se alguém não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus.” (João 3: 3:5)

Como se pode nascer de novo?
Através das Águas do SANTO BATISMO!

A palavra BATISMO vem do grego “baptizo” e significa “imergir ou mergulhar”. Só pelo significado da palavra já sabemos como deve ser realizado o batismo bíblico. Mas é comum vermos outras formas de batismo, tais como, ASPERSÃO (borrifamento) que é a prática de chuviscar água em gotas sobre a pessoa, usado na Igreja Católica / AFUSÃO (derramamento) que é a prática de jogar água sobre a pessoa, usado na Igreja Tradicional / IMERSÃO (mergulhamento) que é a prática que se segue segundo os ensinamentos bíblicos de mergulhar na água a pessoa, usado na Igreja Evangélica. A igreja evangélica segue dessa forma justamente porque na Bíblia não há outro tipo de forma de batismo á não ser por IMERSÃO, Jesus desceu nas águas do rio Jordão e o Eunuco também foi batizado assim.

No batismo e na Conversão somos Justificados pela Graça! O que é “Justificação pela Graça?

É o que acontece no momento da conversão. No momento da conversão somos justificados gratuitamente pelo sacrifício de Jesus. Então não somos justos, somos justificados.

A Justificação é o “ato pelo qual Deus declara justo o pecador mediante os méritos de Cristo Jesus. A partir de então o pecador passa a ser tratado por Deus como se jamais tivesse cometido qualquer transgressão”

Na conversão, somos justificados e regenerados. Antes disto, estávamos mortos e perdidos em delitos e pecados, mas, após a conversão ou novo nascimento, passamos a viver uma nova vida em cristo.
Assim como Jesus ressucitou e viveu em um corpo glorioso, devemos viver como se já estivéssemos em um novo corpo andando em novidade de vida.

Por isso a igreja evangélica não aceita o batismo de crianças, além de não ter batismo de criança na Bíblia a conversão deve acontecer na idade em que a pessoa já sabe discernir o que é certo e o que é errado!

O Batismo é fruto da obediência ao mandamento de Jesus Cristo, é uma ORDENANÇA clara de Jesus para todo aquele que n’Ele crê: “Aqueles que crerem e forem batizados serão salvos. Porém aqueles que se recusarem a crer serão condenados” (Mc 16: 15:16). Esta é a razão porque não batizamos e nem tampouco validamos o batismo de crianças, entendemos que para ser batizada e perdoada, a pessoa precisa ter idade suficiente para saber discernir o certo do errado, “entender” o evangelho, “Arrepender-se” dos seus pecados e “Crer” em Jesus Cristo como Seu ÚNICO e SUFICIENTE SALVADOR. É necessário crer primeiro e então se batizar, crer é um ato de fé e se a criança morrer sem consciência de pecado está salva, pela criança responde a sua inocência: “Mas Jesus chamando-os para si disse: Deixai vir a mim os meninos, e não os impeçais, porque dos tais é o reino de Deus.” (Luc. 18:15-17). Na Bíblia também não há registro de batismo em criança.

Crianças não têm pecado! Quem segue esta prática de batizar crianças alega que sem batismo a criança é pagã! Isto não é verdade! Pagão é uma pessoa que acredita em vários “deuses”, ou seja, se trata de uma pessoa que sabe discernir\entender o que é certo e errado e mesmo assim prefere acreditar em vários deuses.

O batismo em águas também nada tem a ver com o batismo no Espírito Santo (Falar em novas línguas). O ato de se batizar também marca as pessoas como novos membros da igreja, e é a partir do batismo que a pessoa passa a ser parte do corpo de Cristo (Membro na igreja), Jesus determinou o batismo em nome da Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo). “Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os no nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo.” (Mateus 28:19). Assim, o significado do batismo é: Morte, Sepultamento e Ressurreição! O Batismo é um acontecimento de suma importância na vida de todos os crentes em Jesus Cristo, no ato do batismo, dão testemunho público da fé e salvação em Jesus Cristo. Crente é todo aquele que acredita em Deus, independente de religião! Se você crê em Deus você é um crente! E quando se aceita Jesus na sua vida, então você também é Cristão!

Ao se batizar, proclamamos sem dizer nada e publicamente diante da Igreja, a salvação e a transformação que Jesus realizou em nosso interior, o batismo é um testemunho público da nossa fé em Jesus, é a nossa identificação com Cristo, ele revela não apenas que eu tenho fé, mas que tipo de fé eu tenho, ao ser mergulhado na água estamos espiritualmente morrendo para o mundo e nascendo espiritualmente para Deus, a imersão simboliza o sepultamento de Jesus e por nós simboliza a nossa morte para o pecado. As águas representam a terra, sair das águas representa a ressurreição de Cristo e a nossa ressurreição para uma nova vida. É através do batismo que nós testificamos, que não vivemos mais para o “mundo” (pecado), ressaltando que o batismo é um símbolo de “sepultamento/sepultura”, ali enterramos todos os nossos pecados, enterramos o nosso “velho homem” a nossa velha vida e ressurgimos com um corpo novo, pois o velho ficou lá na sepultura, digo no batismo.

Por isso é comum ouvir os que foram batizados nas águas dizendo: “Quando eu era do mundo…” Esta expressão quer dizer que agora deixamos todos os prazeres carnais que o mundo nos oferecia, para agora viver uma vida voltada para os propósitos do Evangelho de Cristo!

Dessa maneira o batismo passa a ser a nossa atitude de demonstração pública diante dos homens, do inimigo da nossa alma e de Deus, ali declaramos que nos arrependemos de nossos pecados e que cremos pela fé e aceitamos a Cristo e Seu sacrifício como único meio de salvação e também que recebemos o perdão pelos nossos pecados, dizendo que estamos dispostos a servi-lo e segui-lo todos os dias da nossa vida. Deixamos claro que reconhecemos Jesus como Filho de Deus e que cremos pela fé que os nossos pecados o crucificaram. E a partir do nosso RENASCIMENTO em Cristo que passaremos a nos submeter a Ele e lhe entregamos a nossa vida.

“O poder do pecado sobre nós foi quebrado quando fomos batizados em sua morte. No batismo fomos sepultados com ele na morte para que, assim como Cristo foi ressuscitado pelo Pai com poder glorioso, também nós vivamos uma vida nova.” (Romanos 6:3 e 4)

“Pedro responde: Cada um de vocês deve abandonar o pecado, voltar-se para Deus e ser batizado no Nome de Jesus Cristo para o perdão dos seus pecados.” (Atos 2:38) – Ao nascer da água nós recebemos perdão: “Agora Deus diz que nos aceitará e nos absolverá. Ele nos declarará sem culpa mediante a fé em Jesus Cristo, justiça para todos os que creem, sem qualquer distinção. Pois todos pecaram; todos fracassaram, e estão afastados da glória de Deus; no entanto, Deus nos declara agora justificados das ofensas que lhe fizemos, através da redenção que há em Jesus Cristo, aquele que em sua graça (favor) tira os nossos pecados gratuitamente.” (Rm 3.23 e 24)

Muitos resistem ao batismo e combatem alegando de que o “batismo não salva”, dizendo que aquele ladrão que estava ao lado de Jesus na cruz, não foi batizado e foi salvo, pois Jesus lhe disse: “Eu afirmo a você: Hoje você estará comigo no paraíso” (Lucas 23:43) – A diferença é que, o ladrão da cruz mesmo em seus últimos suspiros de vida reconheceu que Jesus era o Filho de Deus e ali pendurado em uma cruz se arrependeu dos seus pecados. Avaliem: O Ladrão estava na cruz, o ladrão estava perto da morte, o ladrão não teve tempo de se batizar….neste caso o ladrão na Cruz estava simbolizando aquelas pessoas que estão no “leito da morte” que se arrependem de seus pecados, aceitando Jesus como seu único Salvador, não dando tempo assim para se batizarem, neste único caso a pessoa é salva! – Então avalie novamente: Você esta em uma cruz? Você não tem tempo também? Você esta perto da morte também?

Infelizmente algumas pessoas acreditam e ensinam que nascer de novo significa mudar de vida. Se você conseguir mudar sua vida sem a ajuda de Cristo, logo, você não precisa Dele. Mas Jesus disse: “porque sem mim, nada podeis fazer” (João 15:5) e também disse: “Eu sou o caminho, a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14:6). Quando Jesus disse “quem crer e for batizado, será salvo” Ele mostra que a nossa parte a fazer é crer e ser batizado. Não existe outra forma de entrar no reino dos céus se não morrer para o mundo através da “fé e do arrependimento”. O batismo é lícito (Permitido) a todo o que crê, isto é, que tem certeza da salvação.

“Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.” (Marcos 16:16)

JESUS FOI BATIZADO ELE É O NOSSO MAIOR EXEMPLO – Jesus não precisava se batizar, pois Ele não tinha pecados, o batismo é para o arrependimento dos pecados, então por que Jesus foi batizado? Jesus foi batizado para servir de exemplo para nós. Após seu batismo aconteceu que “Assim que Jesus foi batizado, saiu da água.” Naquele momento o céu se abriu, e Ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre Ele. Então uma voz dos céus disse: “Este é o meu Filho amado, em quem me agrado”. (Mateus 3: 16 e 17) – O batismo de Jesus marca o início do seu ministério público, Jesus batizou-se com quase 30 anos. “Jesus estava com cerca de 30 anos de idade, quando começou o seu ministério público…” (Luc. 3:23) Tenho certeza que logo após o batismo, ainda que não escutemos a voz de Deus, com certeza Deus terá prazer em você também, pois o filho que obedece é o filho que dá prazer ao Pai.

Primeiro Ele chama ao ARREPENDIMENTO, depois, ao BATISMO e, finalmente, apresenta o PERDÃO. “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1João 1:9)

Mas se faz necessário saber que só o batismo em si, não salva, mas ele é parte do processo de salvação que vem através de “Crer em Jesus” e nem por isso deixa de ser importante e necessário; A maioria das pessoas crê que Jesus existe, mas não entendem o que Ele “FEZ”. São duas coisas completamente diferentes; O que nos salva da perdição eterna e da condenação dos pecados é o sacrifício de Cristo na cruz em nosso lugar, (recebendo nossos pecados sobre si). Ao morrer na cruz, o Senhor Jesus não morreu porque mereceu morrer, pelo contrário, como justo e inocente, Ele nos substituiu, sofrendo o que nós deveríamos sofrer a fim de que recebêssemos a salvação de Deus, Sua graça (favor não merecido), derramada sobre nossas vidas, para que pudéssemos alcançar a salvação. O batismo é o sinal e o selo de quem foi lavado no sangue de Jesus e de quem ressurgiu para uma vida nova.

“Será que vocês não sabem que o seu corpo é a morada do Espírito Santo que Deus lhe deu? Seu próprio corpo não lhes pertence. Porque Deus comprou vocês por preço elevado. Portanto glorifiquem a Deus com seu corpo.” (1 Cor 6:19 e 20).

O BATISMO É A CONVERSÃO QUE VEM DO CORAÇÃO É O ARREPENDIMENTO SINCERO DE TODOS OS SEUS PECADOS! O arrependimento leva à vida; à salvação, Com o sacrifício de Jesus na cruz, para reconciliar com Deus, Deus deu o que havia de melhor no céu, e muitas vezes temos negado nosso melhor na terra. A salvação é dada gratuitamente, mas somente para aqueles que creram genuinamente.

Deus esta disposto a perdoar os seus pecados. Não duvide disso! – É comum ouvir argumentos do tipo “Haaa mais como posso me batizar, tenho ainda tantos vícios e defeitos…!” Mas Jesus não disse que venham até a mim os que estão libertos, ele disse: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu darei descanso a vocês. Tomem sobre o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas.” (Mateus 11:28 e 29)

Ele não veio para os SÃO e sim para os DOENTES: “Jesus respondeu-lhes: São os doentes que precisam de médico, não aqueles que têm boa saúde. Meu propósito é convidar os pecadores a se arrependerem dos seus pecados, e não aqueles que se acham muito justos”. (Lucas 5: 31)

Mas sou traficante (Ele te ama), sou ateu (Ele te ama), eu Bebo (Ele te ama), eu Fumo (Ele te ama), eu uso Drogas (Ele te ama), sou amante (Ele te ama), já Matei, Roubei, Menti (Ele te ama) – Deus não olha para o que você é hoje, Ele olha para o que você será amanhã! E o que estiver em você que não agradar aos olhos Dele, Ele vai te limpando!

“Mas quem beber da água que eu dou nunca mais terá sede. Porque a água que eu dou se tornará dentro de todos uma fonte a jorrar para a vida eterna.” (Jó 4:14)

Só quero que você saiba que DEUS TE AMA !!!!

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

Imagem

Fazendo apenas “BOAS OBRAS” não te salvará a ALMA!

[READ IN ENGLISH]

É comum ouvirmos pessoas dizendo esta frase:”Haaa eu sou uma pessoa boa, quando morrer vou para o céu!”. Muitas pessoas acreditam que para chegar ao céu basta ser uma boa pessoa, e que assim entrará no reino de Deus apenas pelas suas boas ações realizadas aqui na terra em vida, logo não roubando, matando, amaldiçoando as pessoas, não mentindo, não apostando em jogos, dando dinheiro para os mendigos ou comida para os desabrigados, doando dinheiro para as organizações de caridade….Pensam que sua consciência é limpa porque não é ruim como as pessoas que são notícias nos jornais ou na TV.

Sinto em dizer, mas apenas fazer caridade não te leva para o céu!

A Salvação é pela Graça (Graça é um favor imerecido, nós não somos merecedores do sacrifício de Jesus por nós na cruz). A entrada no Reino de Deus não é pelas obras justamente para que ninguém se glorie, ou seja, a natureza carnal do homem leva-o a se gloriar quando faz boas ações (orgulho), razão pela qual ninguém será salvo pelas obras. As boas ações não salvam porque nem todos que praticam são pessoas realmente boas. Muitos praticam a bondade para serem vistos, para se promoverem ou simplesmente porque pensam que fazendo isto vão comprar o direito de entrar no céu. As boas ações tem que vir de um coração que não procura interesses pessoais e sim por simples fato de ajudar os outros, sem esperar recompensa.

deus-te-chamou-para-servir-e-nao-para-ser-visto

Caridade não é publicidade! Existe grande diferença entre acaridade do ego” e a caridade de Deus”.”Cuidado! Não pratiquem suas boas obras publicamente, para serem admirados, porque assim vocês não receberão nenhuma recompensa do seu Pai Celestial. Quando derem esmola, não fiquem contando a todo mundo a respeito disso, como fazem os hipócritas – tocando trombetas nas sinagogas e nas ruas, chamando atenção para os seus atos de caridade! (…) Mas quando vocês fizerem um favor a alguém, façam-no secretamente – Não contém á sua mão esquerda aquilo que a sua mão direita está fazendo. Prestem a sua ajuda em segredo, e o seu Pai, que conhece todos os segredos, recompensará vocês.” (Mateus 6: 1 á 4) – Ajudem sem olhar á quem estão ajudando! Afinal Deus te chamou para “SERVIR” e não para “SER VISTO!”

Todo ser humano é por natureza um pecador, é impossível ser suficientemente bom para merecer o céu. “Pois é pela graça que vocês são salvos, mediante a fé em Cristo. Isso não vem de vocês mesmos; é uma dádiva (DOM) de Deus. A salvação não é uma recompensa pelo bem que fizemos, portanto nenhum de nós tem mérito nisso. Foi o próprio Deus quem fez de nós o que somos e nos deu uma vida nova da parte de Cristo Jesus para que realizássemos as boas obras que Ele planejou para nós há muito tempo atrás.” (Efésios 2:8-10)

Mas as boas obras não são em vão diante de Deus, muito pelo contrário!

É claro que quem tem JESUS dentro do coração, tem também AMOR e CARIDADE. Deus nos ensina amar o nosso próximo “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”. (Mateus 22:39), e pelas boas ações cada um receberá o seu “GALARDÃO” e não a “SALVAÇÃO”!

O que significa Galardão?

Galardão significa recompensa ou prêmio, normalmente por serviços prestados (Boas obras). O Novo Testamento fala, com frequência, de galardões e que estará disponível á toda a humanidade. “Eu afirmo a vocês a verdade: Se alguém lhes der um copo de água em meu nome, porque vocês são de Cristo, eu afirmo que de modo nenhum perderá a sua recompensa.” (Marcos 9.41); Aqui observamos que toda boa ação soma para a nossa recompensa ou premiação, até mesmo um gesto de dar um copo d’água para um sedento!

“Escutem, eu venho em breve! A minha recompensa está comigo, para retribuir a cada um de acordo com as obras que praticou.” (Apocalipse 22:12) – “Vejam, O Senhor mandou esta mensagem até os confins da terra: “Digam à filha (cidade) de Sião: Veja! O seu Salvador está chegando! Veja! Ele está trazendo a sua recompensa e o prêmio que Ele dará a você.” (Isaías 62:11) – É importante que se deixe bem claro que o galardão ou recompensa nada tem a ver com a Salvação, naquele dia entenderemos que todas as ações de caridade não foram de nós mesmos (Homem/Carne): Foi Deus que fez tudo e só nos usou como instrumento.

A Salvação é um Dom de Deus!

Somente através de Jesus Cristo podemos chegar ao céu, ninguém tem qualquer direito ao céu. Todos nós merecemos o inferno, porque todos somos pecadores. “E não existe um único homem na terra, que seja sempre justo e que pratique o bem e nunca peque” (Eclesiastes 7:20). Quem pensa que é bom o bastante para ir para o Céu por conta própria se engana.

“Se dissermos que não temos pecado, só estamos nos enganando a nós e recusando aceitar a verdade. Mas, se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos limpar de toda maldade. Se alegarmos que não pecamos, estamos mentindo e chamando Deus de mentiroso, e a sua palavra não está em nós.” (1 João 1:8:10)

Portanto ressalto novamente que as nossas obras não vão nos levar para o céu! Boas obras NÃO garante a salvação e sim o arrependimento e a aceitação de Jesus Cristo como seu Salvador! Pense bem: Um homem rico ($$) tem mais possibilidades financeiras de ajudar os mais carentes, já o homem pobre ($$) não tem tal possibilidade.

Então seria justo o rico obter a Salvação pelas boas obras e o pobre não?

Observem os dois ladrões que foram crucificados ao lado de Jesus, um no último segundo reconheceu o que Jesus fez e clamou por misericórdia a JESUS e o reconheceu como SENHOR e SALVADOR crendo na sua salvação, já o outro, zombou de Jesus e não clamou pela própria SALVAÇÃO !!!!! “Um dos criminosos ao lado zombava: “Então você é o Cristo, não é? Prove isso, salvando-se a si mesmo e a nós também!” Mas o outro criminoso o repreendeu, dizendo: “Você não teme a Deus, nem estando sob a mesma sentença? Nós merecemos morrer pelos nossos crimes, mas este homem não cometeu nenhum mal!”. E em seguida disse: “Jesus, lembre-se de mim quando o Senhor entrar em seu Reino”. E Jesus respondeu: “Eu afirmo a você: Hoje você estará comigo no Paraíso”. (Lc 23:39, 43) – Então lhe pergunto o que o ladrão que se arrependeu tinha de boas obras? Mas nos seus últimos suspiros Ele aceitou Jesus!

SIMBOLO ATEÍSMO

E EM RELAÇÃO AOS ATEUS QUE FAZEM BOAS AÇÕES?

Isso também não muda em nada, primeiro que a Bíblia diz que ateus não terão salvação, mesmo que pratiquem boas ações.

Entenda o Raciocínio:

Todo ateu é idólatra por isso também não herdará o reino de Deus, pois todo ateu substituí Deus por qualquer outra crença.

O que o homem não encherga é que o coração do homem não consegue viver sem buscar uma divindade o homem sempre crê em alguma coisa seja Deus, seja homens, seja ciência, seja cosmos.

E a Bíblia diz claramente que não haverá salvação para ateus que não reconheceram a Deus e muito menos haverá salvação para Idólatras que substituem a Deus por qualquer outra crença!

“Quem Nele crê não é condenado, mas quem NÃO CRÊ já está condenando, porque não acreditou no Nome do Filho unigênito de Deus” (João 3:18)
– Falaremos melhor sobre esse tema em outro texto.

O fato é que Só em Jesus obtém-se a Salvação, Ele é o Salvador da humanidade. A palavra de Deus diz: “Sem é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11:6). Se você quer ter certeza de que vai ao céu depois de sua morte, e se você acredita que Jesus veio para salvá-lo da penalidade dos seus pecados, ponha sua fé em Cristo, arrependa-se dos seus pecados e entregue a sua vida a Ele!

“Quem crê no filho tem a vida eterna; mas aquele que rejeita o Filho não verá a vida pelo contrário, a ira de Deus permanece sobre ele” (João 3: 36)

O céu é para pecadores arrependidos, e não para comportados exemplares inflados de orgulho, que pensam serem bons o suficiente para chegarem lá sem a cruz !!!

“Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados…” (Atos 2:38)

OBS: Há quem diga que sem Caridade não há Salvação, mas quem ensina isso é o espiritismo e não o Evangelho de Cristo (Bíblia), que é a própria boca de Deus falando.

Deus Abençoe á Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

VOCÊ DESEJA LER E ENTENDER A BÍBLIA, PORÉM TEM DIFICULDADES PARA COMPREENDER OS TEXTOS? AGORA VOCÊ JÁ PODE INICIAR SUA LEITURA BÍBLICA DE LINGUAGEM FÁCIL E DE SIMPLES COMPREENSÃO 😉 É DE GRAÇA 😄 PARA INICIAR BASTA CLICAR NO LINK ABAIXO👇

[Páscoa] Celebração Pagã – Saiba o porque!

A palavra Páscoa vem do hebraico é chamada de (Pessach, que significa Passagem)! A “Páscoa judaica”, também conhecida como “Festa da Libertação”, que celebra a fuga dos hebreus da escravidão no Egito. “Por isso, a noite desse dia ficou marcada para sempre na história de Israel, porque foi nessa noite que o Senhor tirou seu povo do Egito. Essa é a noite do Senhor! Deve ser comemorada por todos os israelitas, por todas as suas gerações. O Senhor disse ainda a Moisés e Arão: “Esta é a ordenança da Páscoa: ‘Nenhum estrangeiro poderá comê-la. (Êxodo 12:42,43). A Páscoa foi instituída por Deus SOMENTE para o povo de Israel, também registrada com a morte dos primogênitos (Filho mais velho) dos egípcios. “Quando os seus filhos lhes perguntarem: ‘Que comemoração é esta?’ respondam-lhes: É o sacrifício da Páscoa ao Senhor. Isto nos faz lembrar que o Senhor passou por cima das casas dos israelitas no Egito e poupou nossas casas quando matou os egípcios…”. (Êxodo 12:26,27). Tem-se aí, portanto, o motivo da páscoa na Bíblia.

Para os judeus ela é comemorada como a libertação (saída) do Egito, após 430 anos sob domínio e escravidão do Faraó. Para nós, os evangélicos a Páscoa é comemorada de uma maneira muito especial, ela também nos faz lembrar a nossa saída do mundo de pecado (Egito) para uma nova vida. Portanto, se vê, que o seu significado é bem diferente daquele que o mundo vê: “A ressurreição do Senhor Jesus”. Pois, não existem bases sólidas para tal argumento, visto que a ressurreição foi uma consequência da perfeição do Senhor Jesus, uma vez que Ele não cometeu nenhum pecado, portanto, não poderia permanecer morto. E também, a garantia da Sua vitória sobre a Morte, fazendo valer assim a Sua promessa de vida eterna, para todos aqueles que creram e se entregaram a Ele. Mas em nenhuma parte das Escrituras diz que a páscoa é a comemoração da ressurreição do Senhor; Nem no Velho, nem no Novo Testamento. Portanto, ao se tratar de definir um sentido diferente daquilo que Deus estabeleceu para uma festa por Ele ordenada, é o mesmo que estivesse torcendo e distorcendo a Sua Palavra. Sejam quais os motivos apresentados.

Nós não comemoramos a verdadeira Páscoa (Libertação do povo do Egito) porque quando o senhor Jesus tomou sua última páscoa ele substituiu esse evento grandioso pela Santa Ceia. O próprio Senhor Jesus, quando instituiu a Ceia do Senhor, esta se deu no dia da Páscoa “No primeiro dia da festa da Páscoa, quando o pão feito com fermento era retirado de todos os lares dos judeus, os discípulos vieram a Jesus e perguntaram: “Onde faremos os preparativos para comermos a Páscoa? Ele respondeu: “Vão á cidade e procurem determinado homem, e digam-lhe: ‘O nosso Mestre falou: Chegou a minha hora, e eu celebrarei a festa da Páscoa com meus discípulos em sua casa’. Então os discípulos fizeram como ele havia instruído e prepararam a ceia da Páscoa.”, (Mateus 26:17,19), vemos esta parte também em (Marcos 14:12,16; Lucas 22:7,13)

E não foi pela Sua ressurreição que Ele a instituiu, e sim, em memorial a Ele (Memorial é homenagear a memória de alguém), anunciando a Sua morte, até que Ele venha nos buscar “Porque cada vez que vocês comerem esse pão e beberem esse cálice estão anunciando a mensagem da morte do Senhor, morte que ele sofreu por vocês. Façam isso até que ele venha.” (I Coríntios 11:26). Isto é, a Ceia do Senhor se deu justamente na páscoa porque, a verdadeira páscoa era Ele que estava preparado para morrer pelos nossos pecados (Ser crucificado). “Livrem-se do fermento velho, para que vocês sejam massa nova e sem fermento, como vocês de fato são. Pois Cristo, o Cordeiro de Deus, foi sacrificado por nós. Portanto, celebremos a festa com esse Cordeiro, não com fermento velho…” (I Coríntios 5:7). Por isso que foi chamado de Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo “(…) João viu Jesus caminhando em sua direção e disse: Vejam! Aí está o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo! (João 1:29), porque Ele é o Cordeiro a ser sacrificado, a páscoa, para derramar o Seu sangue pelos nossos pecados; pois, sem tal sacrifício, nenhum homem poderia se aproximar de Deus, e entrar em comunhão com Ele, ganhando assim a vida eterna. O antigo pacto foi consumado. Foi por essa razão que o Senhor Jesus se reuniu com os seus discípulos, para realizar a última páscoa (A Válida) e estabelecer o novo pacto, debaixo da graça: A Ceia do Senhor.

Em Sua última Páscoa, Jesus tomou o pão, abençoou-o, repartiu entre Seus discípulos!

“Enquanto eles estavam comendo, Jesus tomou um pão, deu graças, e partiu-os; depois deu a eles e disse: “Comam-no. Isto é o meu corpo. “Depois tomou um cálice de vinho, deu por ele graças e lhes ofereceu; e todos beberam. Em seguida disse-lhes: Isto é o meu sangue, derramado em favor de muitos, para firmar a nova aliança entre Deus e o homem.” (Marcos 14:22,24)

Não foi o coelho que morreu na cruz para nos salvar e sim o cordeiro de Deus. Aliás, se observamos a Bíblia vemos que o coelho ou lebre é um animal considerado imundo para Deus, pois Ele mesmo instruiu o povo de Israel sobre isso “O coelho, embora rumine, não tem unhas fendidas, portanto, é impuro para vocês. A Lebre, embora, rumine, também não tem unhas fendidas: Considerem-na impura.” (Levítico 11:5,6).

Mas de onde surgiu então a figura do Coelho da Páscoa e seus Ovos?

Infelizmente muitas das datas comemorativas em nosso calendário estão relacionadas ao paganismo (Por isso é importante procurar saber!)

O ovo e o coelho, são símbolos que vieram dos antigos povos, estão relacionados ao paganismo do Egito. Os ovos são emblemas da imortalidade, sendo considerado o “princípio da geração”, “o mistério da vida”. O ovo é o símbolo cósmico na maioria das tradições. Para os egípcios, o deus Re nasceu de um ovo; para os hindus, Brahma surgiu de um ovo de ouro – Hiranyagarbha – e que depois, com a casca, fez o Universo. Para os chineses, P’an Ku, nasceu de um ovo cósmico. O ovo é o símbolo de fertilidade, usado como talismã pelos agricultores, existem diversas superstições ligadas ao seu uso!

Na mitologia grega, os gêmeos Castor e Pólux, nasceram de ovos “botados” por uma mortal, Leda, quando fora seduzida por Zeus, que lhe apareceu sob a forma de um cisne! O ovo era, na verdade, considerado por diversos pagãos, como a origem dos seres humanos!

EOSTRE

Quanto ao coelho da páscoa, provém da lebre sagrada da deusa Eostre/Ostera, uma deusa germânica da primavera!

A tradição do “Coelho da Páscoa” foi trazida para a América pelos imigrantes alemães. No Antigo Egito, o coelho simbolizava o nascimento e a nova vida. Alguns povos da Antiguidade consideravam o coelho como o símbolo da Lua, onde a Lua determina a data da Páscoa. Como os coelhos são notáveis por sua capacidade de reprodução, e geram grandes ninhadas, eram considerados símbolos da fertilidade, devido à grande capacidade de se reproduzir. É interessante notar que a lebre (ou o coelho) pela Bíblia é considerado como um animal imundo. “Contudo, dos que ruminam ou têm o casco fendido, vocês não poderão comer o camelo, o coelho e o rato silvestre. Embora ruminem, não têm casco fendido; são impuros para vocês.” (Dt 14:7)

Os egípcios tinham como deusa “Ostera ou Eostre” significa “A deusa da Aurora”, Eostre/Ostera estava relacionada à aurora e posteriormente associada à luz crescente da primavera, momento em que trazia alegria e bênçãos a Terra. Está é a deusa da Fertilidade, da Ressurreição e do Renascimento na mitologia uma deusa da Primavera. Na primavera, lebres e ovos coloridos eram os símbolos da fertilidade e renovação a ela associados. Então de seus cultos pagãos originou-se a Páscoa, que foi absorvida e misturada pelas comemorações judaico-cristãs.

Eostre/Ostera tinha uma especial afeição por crianças. Onde quer que ela fosse, elas a seguiam e a deusa adorava cantar e entretê-las com sua magia. Um dia, Eostre/Ostera estava sentada em um jardim com suas amadas crianças, quando um amável pássaro voou sobre elas e pousou na mão da deusa. Ao dizer algumas palavras mágicas, o pássaro se transformou no animal favorito de Eostre/Ostera, uma lebre. Isto maravilhou as crianças. Com o passar dos meses, elas repararam que a lebre não estava feliz com a transformação, porque não mais podia cantar nem voar. As crianças pediram a Eostre/Ostera que revertesse o encantamento. Ela tentou de todas as formas, mas não conseguiu desfazer o encanto. A magia já estava feita e nada poderia revertê-la. Eostre/Ostera decidiu esperar até que o inverno passasse, pois nesta época seu poder diminuía. Quem sabe quando a Primavera retornasse e ela fosse de novo restituída de seus poderes plenamente e pudesse ao menos dar alguns momentos de alegria à lebre, transformando-a novamente em pássaro, nem que fosse por alguns momentos. A lebre assim permaneceu até que então a Primavera chegou. Nessa época os poderes de Eostre/Ostera estavam em seu apogeu (Mais alto grau) e ela pôde transformar a lebre em um pássaro novamente, durante algum tempo. Agradecido, o pássaro botou ovos em homenagem a Eostre/Ostera. Em celebração à sua liberdade e às crianças, que tinham pedido a Eostre/Ostera que lhe concedesse sua forma original, o pássaro, transformado em lebre novamente, pintou os ovos e os distribuiu pelo mundo. Seus símbolos são a lebre ou o coelho e os ovos, todos representando a fertilidade e o início de uma nova vida.

Posteriormente, a igreja católica acabou por substituir às festividades pagãs de Eostre/Ostera pela Páscoa, absorvendo muitos de seus costumes, tais como os ovos e o coelhinho da Páscoa, com o sincretismo religioso (Sincretismo Religioso é a mistura de uma religião na outra).

Infelizmente devido a influência do paganismo inserida ainda hoje no nosso meio, o mundo tenta adoçar o sofrimento de Cristo na Cruz com chocolates e substituem o Cristo da Cruz por um coelho! Em todo o ocidente é vendido um produto que espiritualmente nada tem haver com a história de Cristo. Pois não foi chocolate que Jesus verteu na cruz!

A verdadeira páscoa, o Senhor Jesus, já foi consumado lá na cruz. A verdadeira páscoa foi consumada quando o nosso Mestre e Senhor foi crucificado na cruz!

Jesus não esta mais pendurado em uma cruz, agora Ele está sentado à destra do pai…(Marcos 16.19). Jesus é a nossa páscoa (Ele nos libertou desse mundo de escravidão quando morreu na cruz pelos nossos pecados).

Portanto, a Pàscoa que atualmente o mundo comemora, nada tem a ver com a Pàscoa de Israel (Pessach ou saída do povo de Israel do Egito), com a Pàscoa Católica da Ressurreição de Cristo. A Pàscoa do atual mundo está ligada ao paganismo do sincretismo religioso e não ao cristianismo. (Sincretismo Religioso é a mistura de uma religião com outra), no caso caso de comemorações realizadas pela igreja Católica – tais como: Natal, Carnaval, Quaresma, Pàscoa, Corpus Christi, Festa Junina, Dia de Finados / Paralelo ao Halloween, estas comemorações foram resultados das misturas de “deuses pagãos” com o Cristianismo, trazendo assim a idolatria para o meio Católico com a adoração, veneração e homenagens a “deuses” estranhos a nossa fé.

Jesus antes de sua morte substituiu a Pàscoa pela Santa Ceia e em nenhum momento mandou observarmos a sua ressurreição (Não, que não seja importante), porém é fundamental não acrescentarmos nada as suas ordenanças, para evitar seguir doutrinas de homens “Em vão me adoram; seus ensinamentos não passam de regras ensinadas por homens’” (Mateus 15:9) – Jesus mandou observarmos a Sua morte, através do ritual da SANTA CEIA.

A VERDADEIRA PÁSCOA NO TEMPO DA GRAÇA É A SANTA CEIA!

Deus Abençoe à Todos!

TEXTOS QUE VOCÊ POSSA SE INTERESSAR TAMBÉM:

OBS: Temos respeito por quem não segue a mesma doutrina que os evangélicos, esta matéria se trata de uma exortação (ensinamento), é totalmente baseada na Bíblia e na história da cultura do mundo e tem como finalidade explicar para muitos que tem dúvidas sobre as diferenças de comemoração por ambas as crenças!!!

VOCÊ DESEJA LER E ENTENDER A BÍBLIA, PORÉM TEM DIFICULDADES PARA COMPREENDER OS TEXTOS? AGORA VOCÊ JÁ PODE INICIAR SUA LEITURA BÍBLICA DE FORMA FÁCIL E SIMPLES 😉 É DE GRAÇA 😄 PARA INICIAR BASTA CLICAR NO LINK ABAIXO👇